Pesquisar este blog

Carregando...

Como desbloquear Facebook na escola e no trabalho

Todo mundo sabe que em algumas escolas é proibido o uso do Facebook. E a mesma coisa acontece em alguns escritórios e demais ambientes de trabalho. Em alguns lugares a probição se estende também ao YouTube, Twitter e WhatsApp. E há alguns lugares que são mais radicais e instalam bloqueadores de wi-fi, Internet móvel e telefonia móvel. Até uma Igreja instalou um bloqueador de celular. O problema é que o negócio funcionou tão bem que afetou os comércios que ficam próximos à Igreja. Inclusive essa notícia do padre que colocou bloqueador de celular me lembrou do conclave que elegeu o novo papa. O local onde eles ficam confinados para a eleição do novo papa adaptou-se ao século XXI e instalou bloqueadores de telefonia celular e Internet móvel. Afinal, eles têm que fazer valer o nome, já que conclave em latim significa "com chave".

Porém, voltando para os casos em que o Facebook é bloqueado. Um determinado site é bloqueado fazendo-se algumas configurações no servidor de Internet desse local. O bloqueio desse site é feito de diversas formas, mas na maior parte delas é feito por meio de um proxy.

OK, tudo bem, mas como desbloquear o Facebook? Para vocês que não sabem como desbloquear o Facebook no seu trabalho ou na sua escola, eu tenho uma coisa a dizer: Eu também não tenho a mais mínima ideia de como se faz isso. E mesmo se soubesse eu não diria, pois isso é coisa que não se faz.

O Facebook está bloqueado aí no seu trabalho? Muito bom. Assim você para de desperdiçar tempo e produtividade e faz as suas tarefas. Ambiente de trabalho não é playground, nem seu quarto.

O Facebook está bloqueado aí na sua escola? Ótimo. Assim você deixa de ficar de putaria no facebosta e pode começar a estudar, caríssimo aluno vagabundo e vadio.

Mas por que eu escrevi esse texto?


Por nada. É para ver se esse negócio de caçar para-quedista ainda funciona. Quero ter certeza disso. Publiquei um texto caça para-quedista do BBB mas necessito de uma segunda opinião.

Quanto ao padre que instalou bloqueador de celular na Igreja dele, adorei o que ele fez. Sério mesmo. Gostei muito. Acho, inclusive, que deveriam ter bloqueadores de celular em igrejas, salas de cinema, salas de teatro, salas de aula e, PRINCIPALMENTE, penitenciárias.

Vai começar o BBB 16. É o Big Brother Brasil 16. BBB já vai começar. É amanhã

Pois é bugrada. Pois é macacada. Anotem aí. Hoje a noite, dia 19 de janeiro de 2016, vai começar o BBB 16 ou o Big Brother Brasil 16. É isso aí. Começa mais uma edição do BBB, ou Big Brother Brasil.

E amanhã as companhias de TV por assinatura (TV por assinatura não é só por cabo. Também tem por satélite. Que é uma merda, quando chove você não consegue ver mais nada) começarão a vender o pay-per-view do Big Brother Brasil. Portanto se você gosta do BBB e mal vê a hora de começar o Big Brother Brasil 16, não perca tempo e compre o pay-per-view do Big Brother Brasil.

Se você gosta do BBB, ou Big Brother Brasil, não se descuide. Compre o pay-per-view do Big Brother Brasil 16 e não desgrude os olhos da tela da televisão até que termine o Big Brother Brasil 16. Caso você goste, o que não é o meu caso. Eu odeio o Big Brother Brasil, odeio quem assiste o Big Brother Brasil, odeio que participa do Big Brother Brasil, não vou comprar o pay-per-view do Big Brother Brasil, só gosto do BBB quando é para escrever textos caça para-quedistas de Google como esse e quero que todos vocês morram.

Agora não perca o seu tempo e vá assistir o BBB16, ou Big Brother Brasil 16.

No mais, por acaso teve um país em que o Big Brother chegou a 16 edições? Acho que foi só em Pindorama mesmo. Puta Que Pariu. Vão gostar de xeretar a vida alheia assim na casa do chapéu.

O bom é que logo depois dessa merda, vai começar o sensacional Tá No Ar, aquele programa que jornaleiros que não sabem o nome do programa odeiam pois faz piada de blogueiro. Fazer piada de nordestino, tudo bem, agora fazer piada de blogueiro (ainda mais blogueiro político), aí já é demais.

Se for só para ler o título do texto, leia direito.

Esse ano de 2016 começou agitado. Segundo dia do ano e é o segundo dia que eu publico dois textos no mesmo dia. O motivo para escrever esse segundo texto veio por essa notícia:


Uma notícia retratando a - triste - realidade que acontece em El Salvador, num dos países mais violentos do mundo, que sofre com brigas e disputas de gangues de tráfico de drogas e de armas.

Porém, junto à notícia aparece o algarismo "1" num quadrado cinza. Esse número é referente à quantidade de comentários que a notícia recebeu. Fui ver qual era a comentário (eu gosto de brincar com o perigo) e me deparei com isso:


Já diz o ditado que apressadinho come cru e queima a boca. No afã de fazer valer o seu direito constitucional de manifestar o seu pensamento e poder falar merda onde quer que seja, o boçal aí confundiu alhos com bugalhos e... falou merda. Muito provavelmente a aberração aí leu somente o título da notícia, confundiu El Salvador com Salvador e fez aquilo que mais os néscios que comentam em portais de notícias sabem fazer: culpar o PT por tudo quanto é merda que há o país.

Mas pelo menos numa coisa aí o idiota acertou (obviamente que foi sem querer). A segurança pública fica a cargo dos governos estaduais. Portanto, se a cidade onde você mora é violenta (90% de probabilidade de que seja), a culpa é do governo estadual e, portanto, cobre alguma providência e alguma medida enérgica dele.

Aula rápida de matemática

Vocês sabem como dividir 280 milhões de reais para 200 milhões de pessoas e deixar todo mundo milionário? É muito simples. Basta usar matemática básica. Acompanhe a aula de matemática básica abaixo e vejam o quão simples é isso:

Muito simples, não? Não só isso. Ainda sobra uma bolada para deixar outros 80 milhões de pessoas milionárias. A solução definitiva para acabar com a miséria no país. Aí Dilma. Aprendeu como que faz? Tudo isso graças à matemática básica vinda dos Humans of Humanas™.

Assim que eu vi esse vídeo, lembrei na hora deste sofativista que achava que o dinheiro usado para fazer a Copa do 7 a 1 faria com que os pobres ficassem milionários. Quando você é comparado com um sofativista (ainda mais com uma sofativista como essa, adolescente, emo, que curte esses lixos pop criado para saciar adolescentes acéfalas, ignorantes e que não desligam a porra do Caps Lock), é o fim.

Será que o Otário Asnonymous ainda continua com a sua luta illuminatista bildeberguiana quixotesca conspiranoica contra a Mega-Sena? Ele poderia juntar a essa epopeia o Daniel Fragay, o Bebeto Maya e o pessoal da OCC e do Reacionários Retardados Revoltados OnLine (e quando estes sofativistas vão às ruas acabam levando uma coça - ui ela tá revoltada, grita e quase chora. AIAIAI!!!)

E se o André ainda não disse isto em 2016, eu digo então.

BRASILEIRO ODEIA CIÊNCIA

Façam a lição de casa direito, manés!!

Mal publiquei o meu texto com o melhor de 2015 que escrevi e eis que recebi não um, mas dois e-mails super legais. Um deles dizendo que a minha conta bancária encontra-se bloqueada e que eu terei de fazer uns procedimentos para a reativação da mesma, como, por exemplo, clicar num link vindo num e-mail. O outro dizendo que eu tenho um boleto pendente.

Um desses e-mails está abaixo:


Este é um dos e-mails que recebi.

Para quem está careca de saber, é óbvio que se trata de um golpe de phishing scam. Sim, a mensagem foi essa imagem, não tinha uma linha de texto. E o mané ainda por cima nem para substituir o e-mail, usando esta forma de passagem de parâmetro de ASP (e também de JSP).

E que raios é esse negócio de "antiviruX"? Seria o antivírus dos miguxos? Aliás, para fazer um golpe de merda e estúpido como esse, só sendo mesmo um miguxo. E para cair numa coisa tosca como essa só sendo ainda mais miguxo.

A outra mensagem? Ah sim, claro. Quase que me esqueci. Segue-a

Sim, uso Thunderbird para ver alguns e-mails. Algum problema?

Outro golpista burro e idiota que não fez a lição de casa direito. Decida-se o mané! Afinal de contas é um boleto de cobrança ou uma mensagem de voz do Facebook. Aliás, desde quando o Facebook grava mensagens e comentários de voz?

Aliás, desde quando o Facebook manda mensagens para quem excluiu a conta que tinha por lá? Sim, eu excluí a conta que tinha lá. Consegui desbloqueá-la e aproveitei para excluí-la. Isso foi no dia 12 de dezembro.

Top 10 de 2015

Assim como fiz no ano passado, farei neste ano um top 10 dos textos que mais gostei de ter escrito em 2015.

2015 não foi um ano bom em qualquer sentido. Não foi bom politicamente, não foi bom economicamente e também não foi bom aqui para o blog, já que em 2015 foram só 32 textos. Foi o ano em que escrevi menos textos, ganhando de 2011, quando foram apenas 37. Em contrapartida, nos Tumblr, mesmo com a folga de outubro, foram mais de 140 em cada um.

E ainda por cima, no ocaso de 2015, faleceu Lemmy Kilmister. Tanta gente poderia ter ido no lugar dele.

Mas chega de choradeira e de mimimi. Vamos então à bendita lista. Quem não leu, poderá lê-los e quem já leu, poderá lê-los novamente:
  • Previsões (infalíveis e previsíveis) para 2015. Dessa vez não fui eu. Todo ano a mesma ladainha de videntes prevendo o que vai acontecer para o ano que se inicia. Nesse texto, além das previsões (mais do que previsíveis e infalíveis) também teve uma reportagem mostrando como é dura a vida dos charlatões desse pessoal que vivem a prever o futuro.
  • Confirmado, o Acre existe e lá tem água. Enquanto em São Paulo, ainda havia vestígios da "crise hídrica".
  • Feliz dia mundial da água para você que faz a sua parte. No dia 22 de março, publiquei esse texto para parabenizar todos os trouxas que economizam água enquanto que as distribuidoras desperdiçam mais de 30% de toda água que elas entregam. E no caso do Rio de Janeiro o desperdício chega a ser de mais de 50%. Parabéns mesmo, trouxas.
  • Impedir usuário de usar Uber é absurdo. Impedir de usar Adblock, tudo bem, né?. O mesmo pessoal que ficou irado da proibição do uso do Uber (e assemelhados como WhatsApp, NetFlix, AirBNB, BlaBlaCar e outros) é o mesmo pessoal que quase quer iniciar uma guerra civil porque o usuário decide usar o Adblock no computador DELE, comprado com o dinheiro DELE e mantido com o dinheiro DELE. Eu ia escrever um outro texto sobre essa contenda, agora nem sei mais se eu vou.
  • Vaga de emprego não recomendada aos evangélicos. O Boticário com uma vaga de emprego disponível (aliás, em 2015, foi difícil algo assim acontecer). Será que evangélicos se candidataram a esta vaga?
  • Para que serve um vereador? Mas falando sério agora. Pois é. Campinas é conhecida como a terra onde nasceu Olavo de Carvalho e o boçalnaro (não é um orgulho ser da mesma cidade onde esses dois nasceram?) também é conhecida como cidade do vereador idiota. Só assim para classificar alguém que cria um PL (projeto de lei) intitulado "É gol da Alemanha". Valeu vereador-radialista.
  • VIVA!!! Estacionamento gratuito em Shopping por força da lei!!! Ou não... Como sempre, a era e a sociedade da (des)informação nunca me decepcionam. Um acontecimento que teve começo, meio e, principalmente, fim há quase 10 anos e os idiotas sofativistas do Facebook decidiram ressuscitá-lo.
  • Nossa filhinhos. Como vocês são engraçados. Ilha da Queimada Grande. O lugar com a maior concentração de cobras peçonhentas no mundo (aqui a diferença entre peçonhento e venenoso) e os néscios de Internet, com essa de querer politizar qualquer porra de assunto decidiram que esse seria um ótimo lugar para abrigar nossos valorosos políticos. Mas afinal, todos sabemos que políticos brotam no congresso e nas assembleias. Ninguém, absolutamente ninguém, os colocam lá. Pois é, em agosto eu estava inspirado. Acho que eram as férias chegando.
  • Confirmado: O Acre existe e sabe fazer hino. Por fim, esse texto. Enquanto no Acre tem água e tem um hino maravilhoso, em São Paulo falta água (ainda) e tem um hino medonho. Clica no link do texto que você pode ouvi-lo por sua conta e risco.
E o texto que eu mais gostei de ter escrito no ano passado:
  • Amanhã assume o congresso que realmente representa o povo. Em 2013 e 2014 houveram manifestações (ou micaretas fascistas? Sempre fico na dúvida) do Gigante que Acordou™. E uma das coisas que o Gigante que Acordou™ mais ficou de mimimi reclamou foi a cantilena de que os políticos não representam o povo.  E ainda por cima queria reverberar essa cantilena usando a Internet dos outros. Pois em 01/02/2015 assumiu o congresso que efetivamente representa o povo. Que por sinal era o mesmo da legislatura anterior. O Gigante Acordou™ e elegeu esta bosta aí, o PIOR congresso nacional da HISTÓRIA. Valeu gigante. Valeu, mesmo.
Eis aí o Top 10 de 2015. Espero que, quem não leu, possa aproveitar a leitura e gostar deles, assim como gostei de tê-los escrito.

E espero em 2016 ser mais ativo e prolífico (se bem que se for reparar, sempre tenho prometido isso).

Links da semana - 50 - CINQUENTA!!!.


E vamos para mais uma lista de links da semana. Porém essa é especial, pois é a 50ª lista de links do blogs. Pois é. Por cinquenta vezes publiquei uma lista de links que me chamaram a atenção.

Segue então os links da semana, que, por ser especial, terá uma quantidade de links um pouco acima do que é o habitual (que é entre 5 e 10). Aí vão eles.
E essa foi a minha pequena listinha comemorativa de textos dessa semana. Queria ter colocado 50 links (por motivos óbvios), mas não deu. Fiquem com apenas 47 links. Aproveite-os bem.

E o que é a imagem acima? É a imagem comemorativa pela edição de número 50 do Super Bowl, que vai acontecer nessa temporada.

Quero ver você resolver essas.

Ultimamente ando numa fase meio nostálgica em relação ao blog, pois leio os textos que publiquei em outras eras. Especialmente no primeiro ano do blog, que foi o longínquo ano de 2008.

E um desses textos que eu vi (e li) foi esse aqui. O quatro texto da história do blog. Foi um texto em que eu coloquei um teste de QI muito conhecido e usado no Japão. Ou na China, ou na Coreia, sei lá em qual país que é.

O teste de QI consistia em atravessar todas as pessoas de uma margem do rio para a outra margem, porém tinha algumas regrinhas. Dá uma lida naquele texto que você vai ver quais são elas.

Eis que então, decidi colocar aqui mais alguns desses joguinhos. Será que você consegue resolvê-los? Aí vão eles então:

 Jantar com ampulhetas

Nesse jogo, o Golo (o personagem. Essa coisa linda aí) precisa cozinhar os ovos por exatamente 15 minutos. Para isso, ele dispõe de duas ampulhetas. Uma de 7 e outra de 11 minutos. E aí?


Nesse, todos os elevadores tem que ficar entre o 21º e o 25º andares (há um segundo nível, em que todos os elevadores devem ficar entre o 21º e o 23º andares). O problema é que os elevadores, ou sobem 8 andares, ou descem 13 andares. E só sobem ou descem andares caso dois elevadores sejam selecionados.



Nesses dois, os sapos devem mudar de lugar. Só que os sapos só conseguem andar um espaço para frente ou então pular um sapo de cor diferente.


Nesse jogo deve-se atravessar os missionários e os canibais para a outra margem do rio. A regra aqui é que não pode haver mais canibais do que missionários, senão os canibais comem os missionários. Comem por vias orais. Aqui não tem nada de putaria, seu pervertido.


Nesse aqui as rainhas devem ser posicionadas de forma que nenhuma delas se ataquem. É um dos mais conhecidos problemas NP-Completo que existe.


Esse é o Sokoban. O objetivo é levar as caixas aos lugares pré-definidos.


Como dá a entender, nesse jogo não se deve deixar o gato fugir. E para fazer isso, deve cercá-lo. A Rosana Hermann indica esse jogo.


Esse aqui é o velho e conhecido problema do cavalo.


Um jogo de travessia de ponte. Na verdade é um jogo de travessia de tronco de árvore. Nesse jogo cada pessoa demora um certo tempo para atravessar para o outro lado e as pessoas só podem atravessar caso uma delas tenha o lampião na mão. O problema é que o lampião fica acesso por apenas 30 segundos.


Mais um problema de travessia. Deve-se atravessar o repolho, a ovelha e o lobo para a outra margem do rio, porém a ovelha não pode ficar sozinha com o repolho e o lobo não pode ficar sozinho com a ovelha. O Maurício Ricardo chegou a fazer a sua versão desse jogo. No fim das contas, é aquele velho problema de atravessar três pessoas de pesos diferentes de uma margem do rio para outra margem.

Descobri esse jogunhos no EN1GM4T1C4. Boa parte deles vêm do Plastelina, que seria uma versão gringa do Racha Cuca.

E aí. Consegue resolver essas?

Zuckerberg bonzinho.

Depois de tantas notícias ruins eis que tem uma notícia boa (ao menos uma notícia boa par mim). Fui premiado. E em dinheiro. Vou ganhar uma bolada. Vou ficar milionário.

Não. Não foi com a mega-sena, que obviamente, todo mundo sabe, os sorteios são manipulados para fazer vencer algum político de Brasília. Todo mundo sabe que as bolinhas tem pesos diferentes. Assim, as bolinhas mais pesadas caem primeiro e são essas bolinhas as que o político apostou.

Aliás, os sorteios? São sempre realizados em algum fim de mundo que ninguém conhece e que tem poucos habitantes, assim fica fora das vistas de todo mundo que os sorteios são fraudados. Como? Os sorteios 1761, 1760 e 1759 foram realizados em Manacapuru (que tem quase 100 mil habitantes)? Os sorteios 1755 e 1754 foram realizados em Ubatuba (que também tem quase 100 mil habitantes)? Os sorteios 1754 e 1753 foram realizados em Manaus? E só para despistar. A verdade é essa. Eu não sou Otário para engolir o que os outros me dizem (isso incluindo vlogueiros famosos).

Voltando ao prêmio. Recebi um prêmio de 1,6 milhão de dólares vindo do Facebook. Duvidam? Então olha só o e-mail que eu recebi:


Zuckerberg muito bonzinho. Foi assim que ele ficou bilionário, dando dinheiro para todo mundo. Depois dessa, até paro de referir ao Facebook por Facebosta, Faceburro, Facebunda, Feicibuqui ou qualquer outra designação pejorativa. E me deu essa bolada mesmo depois de ter bloqueado a minha conta e sabendo que eu uso extensões de navegador que bloqueiam os widgets do Facebook que coletam informações pessoais e invadem a privacidade da pessoa. Zuckerberg boníssimo.

E que coisa esse e-mail. Uma mensagem vinda de cargos altos do Facebosta... quer dizer, Facebook, ao invés de usar um e-mail facebook.com está usando um e-mail aol.com? Será que Marquinho comprou a AOL e não contou isso para ninguém? Essa minha indagação faz sentido, pois ele comprou o WhatsApp por US$ 16 bi, o istragão (como eles nunca me deram dinheiro, vai ser dessa forma que eu vou me referir a eles) por US$ 3 bi e a OculusVR por US$ 2 bi. A AOL atualmente deve valer o que Marquinho tem no cinzeiro dele.

A única coisa ruim foi esse alerta do GMail. Poxa GMail, quanta desconfiança. Até você desconfia que a loteria australiana pode premiar aqueles que moram fora da Austrália? Seja menos cético e mais crédulo.

De qualquer maneira, já estou indo pegar o meu prêmio. Obrigado Facebosta, Faceburro, Facebunda, Feicibuqui. Quer dizer, Facebook.

Confirmado: O Acre existe e sabe fazer hino

No ano passado eu escrevi um texto que surpreendeu muita gente. Naquele texto eu demonstrei que o Acre existe. Aliás, não só que o Acre existe como, ao contrário de São Paulo, tinha água. Mas, será que, além do Acre existir, ele possui um hino?

Sim, amiguinhos. Não são só países e times de futebol que possuem hinos. Estados e cidades também possuem hinos. Realizei uma busca pelos hinos dos estados e cidades brasileiras. Graças a esses tempos de Google e YouTube, a busca não foi hercúlea e achei rapidinho o que procurava.

Gente!!! Não só o Acre existe, como tem água e tem um hino belíssimo. Muito bonito mesmo. Quem duvida de mim, que o ouça então:
E aí? Não é bonito? Pelo menos eu achei. Tem uma letra belíssima (tudo bem que é longa. Continua sendo linda), uma melodia maravilhosa, uma harmonia fantástica e ainda por cima a cantora (que se chama Raquel Ribera) deu um show de bola de interpretação. Quase que fui às lágrimas. Malditos ninjas invisíveis cortadores de cebolas.

Já hino do estado de São Paulo? Bem, eu não diria que o hino de São Paulo é feio. Eu diria que é muito feio, horrendo, horroroso, pavoroso, medonho. Que me perdoem os nacionalistas paulistas extremados e extremistas (também se não quiserem me perdoar, estou evacuando e ambulando para vocês), mas é muito ruim. Quem quiser ouvi-lo, clique por sua conta e risco nesse link. Não me responsabilizo por eventuais consequências. É completamente o contrário do hino acriano. Letra horrível, melodia horrível, harmonia horrível, métrica horrível e a interpretação é medonha. Tanto que coloquei uma versão legendada, senão não dá para entender patavinas do que é cantado. O que deu impressão é de que socaram tantas referências históricas que não deu tempo para pensar na musicalidade.

Eu me indagava porque em alguns estados, nas partidas de futebol, depois do hino nacional, tocava o hino estadual, mas em São Paulo isso não acontecia. Ou então porque eu jamais aprendi o hino paulista na escola (acho que nem meus pais aprenderam o hino paulista na escola e se bobear nem os meus avós). Tive essas perguntas respondidas da maneira mais traumatizante possível. Meus ouvidos quase fugiram. E tem gente que falou "Ah! O hino do [nome do estado] é muito mais bonito!". Mas é óbvio! Qualquer coisa é melhor que essa bosta.

E já que estamos falando de hinos e de São Paulo, aproveitem também para ouvir o hino da cidade de São Paulo. Ei-lo. É um pouquinho melhor. É tão somente ridículo, que me perdoem os paulistanos nacionalistas extremistas e extremados (e novamente, se os piratas do Tietê não quiserem me perdoar, estou defecando e ambulando). A música de fundo parece mais trilha sonora do Gordo e o Magro. Tudo bem, é um hino extraoficial, mas ainda sim, vale.

Já que o Acre existe, poderia ensinar aos paulistas como se faz um hino. Ensinar noções de melodia, métrica, letra, harmonia, entonação, interpretação, cadência. E principalmente consertar esse verso ridículo "doma os índios bravios". Com bacamarte, arcabuz, mosquete ou garrucha até eu.

Já para os paulistanos, não precisa ir tão longe assim. Pode pegar algumas dicas aqui, aqui e aqui.

Também quero o meu companheiro - Parte 2.

Uma coisa que gosto de fazer quando estou sem ter o que fazer com tempo livre é relembrar e reler os textos que eu já escrevi. Um desses textos foi esse, a respeito da absurda e ridícula proposta feito por um grupo de pessoas que se autonomeiam e se autodeterminam "blogueiros progressistas" de sustentar os seus "blogs progressistas" com dinheiro público.

É um absurdo, não é mesmo? Usar dinheiro público para sustentar blogs? E o mais engraçado nessa história é que essa proposta foi feita por pessoas que criticam o fato do governo dar dinheiro em demasia (seja do próprio governo, seja das estatais) para veículos de comunicação (especialmente os grandes jornais, revistas e emissoras de rádio e televisão), crítica essa com a qual eu concordo, mas em compensação não se fazem nem um pouco de rogados de aceitar um dinheirinho público.

Eu achandova que esse evento foi algo isolado, mas vi que não. Deem só uma espiada no que eu encontrei:


Não são só os "blogueiros progressistas" de São Paulo, agora também tem os "blogueiros progressistas" querendo tirar uma lasquinha do dinheiro público pago pelos pagadores de impostos pernambucanos. E o negócio não ficou só na intenção. Foi criado um projeto de lei na ALEPE para isso. Por sorte existem políticos que pensam e uma deputada fez o mínimo que se podia esperar. Ficou contra essa medida ridícula. Entretanto, isso não parece ter abalado e ter feito os "blogueiros progressistas" pernambucanos esmorecerem. Tanto que essa projeto foi feito em 2014 e com a nova legislatura seria arquivado, porém, conseguiram desarquivar a proposta.

Mas teve uma outra coisa que me chamou a atenção no texto da imagem. Foi que algo muito parecido ocorreu no Rio Grande do Sul, O texto não disse qual era o número do projeto de lei, porém, curioso como sou, fui atrás dessa informação. E eis que encontrei o tal projeto de lei apresentado lá na ALRS. Fui ver e... NÃO ACREDITEI.


Isso mesmo. Lá no Rio Grande do Sul eles conseguiram! No Rio Grande do Sul, os parasitas "blogueiros progressistas" (quer dizer, vamos usar a nomenclatura correta. Não é "blogs progressistas", é "mídia alternativa") gaúchos agora são sustentados com o dinheiro pago pelos pagadores de impostos gaúchos. Até dou o número. É a lei 14541, de 2014.

Pois é. Essa "conquista" no Rio Grande do Sul, a tentativa em Pernambuco, a intenção em São Paulo. Esse pessoal não vai descansar enquanto todos não conseguirem arrancar um pouquinho de verba pública.

Isso mesmo. Todos. Pois alguns já estão abocanhando um pouco desse dinheiro. Seja de maneira velada, seja por baixo dos panos (aqui, aqui e aqui). Eis aí um tipo de site que se pode usar tranquilamente o AdBlock ou qualquer outro tipo de bloqueador de propaganda sem qualquer remorso. Aliás, acho até que esses blogueiros sequer ligam para isso. Afinal, ganhando milhares de reais de governos, por que se preocupar com a merreca que o AdSense rende?

Links da semana - 49

Vem aí mais uma lista de links da semana. Essa é a de número 49. Excepcionalmente numa segunda-feira:
E até a próxima lista. Que será a de número 50.

Como ficar mais inteligente (de verdade)

Tive conhecimento por meio desse texto do E-farsas de um milagroso medicamento chamado Neurofos que faria a pessoa ficar mais inteligente de maneira instantânea. Naturalmente que um produto com uma promessa tão maravilhosa como essa atraiu a atenção dos brasileiros, graças a essa mania que o brasileiro tem de querer que aconteça um milagre sem ter que fazer um mínimo de esforço ou sacrifício. Especialmente, atraiu a atenção de concurseiros e vestibulandos que acham que vão ficar mais inteligentes e acham que vão gabaritar a prova sem ter estudado uma linha sequer do conteúdo pedido pela prova.

Entretanto, quem conhece um mínimo de neurociências e do funcionamento do cérebro (a ponto de não cair naquela esparrela de que usamos apenas 10% do cérebro) sabe que não há como existir um remedinho (ou qualquer outra substância) que promova o milagre do parágrafo acima e sabe que um remedinho como esse não vai funcionar. Aliás, jamais vai funcionar.

E, novamente, graças a mania do brasileiro de querer um milagre sem ter de fazer qualquer tipo de esforço ou sacrifício, entram em campo os golpistas, pilantras e estelionatários que faturam em cima dos trouxas que acham que, enfim, encontraram a panaceia, a solução de todos os seus problemas. Obviamente (e infelizmente) que faturar em cima da estupidez alheia é crime (o famoso artigo 171 do código penal). Sim, infelizmente, pois num mundo ideal (que seria o meu mundo) isso não seria crime, já que trouxa que mais é que perder dinheiro para ver se deixa de ser trouxa, o que nunca acontece. Que o digam Herbalife, TelexFree, BBom, FRPromotora, Hoken, Priples e outros golpes da pirâmide. Se bem que, pensando bem, vai ver que é por isso que é crime. É o Estado protegendo o idiota de se foder por conta de suas idiotices, mas isso já é elucubração demais e já estou me dispersando.

Mas saibam que há maneiras de ficar mais inteligente sim. São formas que funcionam, porém não são milagrosas e nem milagreiras e não vão surtir resultados do dia para a noite. O processo é lento e gradual, respeitando as limitações do cérebro.

Quais são essas maneiras? Os vídeos abaixo possuem algumas delas:


Link para o vídeo


Link para o vídeo


Link para o vídeo


Link para o vídeo


Link para o vídeo


Link para o vídeo


Link para o vídeo

Aliás, não são somente dicas para ficar mais inteligente, como também tem dicas para melhorar o ridículo sistema educacional brasileiro, como mostrado nos vídeos do saudoso professor Pier (sim, infelizmente ele não está mais entre nós. Enquanto isso o Danilo Gentili está vivo. Não poderia ser feita uma troca?). Inclusive, essas palestras do professor Pier me lembrou muito o André, especialmente com relação às críticas feitas aos construtivistas e ao construtivismo, às pedabobas e à "pedagorreia" (adorei essa palavra. Da primeira vez que a ouvi, ri muito) em geral, ao ministério da verdade educação (que no fim das contas acaba atuando como um miniver), ao ECA (não poderia ter nome melhor essa porcaria de lei. Uma Eca mesmo!!) e à trifecta marxista maligna da educação: Paulo Freire, Piaget e Vygotsky. Inclusive mandei por e-mail alguns do vídeos do professor Pier para o André. Ele tanto fala que não entende de neurociências, quem sabe com os vídeos que passei ele começa a entender um pouco da área. :)

E são dicas que realmente melhoram qualquer escola e que tem muito mais eficácia do que jornaleco realizar mesa redonda com um apresentador de reality show, um pesquisador universitário, um observador de favelas (uadarréu???), um maconheiro que sempre posou de paladino e arauto da ética e da moralidade na política mas que ao mesmo tempo fazia a filhinha querida do coração viajar o mundo todo para surfar com passagens aéreas pagas às nossas custas e NENHUM professor (nem na mesa, nem no público) que entre uma masturbação discussão e outra chegam às inéditas e incríveis conclusões de que "as aulas têm de se adaptar à realidade do aluno" e "a culpa é do professor".

E com esse vídeos falando sobre a importância do sono e sobre o quer acontece quando dormimos, me lembrei de um episódio do Beakman que falou justamente sobre o sono.

Além disso, toda essa história de ECA, lição de casa e crianças e adolescentes de Tumblr criados com Merthiolate que não arde e leite com pera que não podem ser contrariados pelo professor  (aliás, que não podem ser contrariados por NINGUÉM), me fez lembrar de uma história que aconteceu comigo, quando estava na 7ª série (que atualmente é a 8ª série, graças a uma das muitas mudanças esdrúxulas e inúteis feitas pelo ministério da verdade educação). Nessa história, a professora de geografia (até lembro o nome dela. Ela se chamava Rosa Maria), percebendo que a nossa turma não era muito de fazer o dever de casa, fez uma coisa: Passou uma tarefa numa aula e, na aula seguinte, viu quem tinha feito e quem não tinha feito e, ao fim da aula, pegou o caderno de quem tinha feito a tarefa de casa e deu nota. Como se fosse prova. Quem não tinha feito a tarefa era como se tivesse tirado zero numa prova e muito desse pessoal não conseguiu se recuperar e fechou o bimestre com nota vermelha em geografia. O que teve de gente chorando no final do bimestre, especialmente aqueles CDFs que jamais tiveram uma nota vermelha no boletim, foi uma enormidade. Apesar disso, sabe quantos papais e mamães foram até a escola pedir a cabeça da professora? Nenhum. Imagina se fosse feito isso nos dias de hoje.



Aliás, a escola onde eu estudava aplicava provas de surpresa e não apareceu nenhum pai ou mãe com tijolo na mão e nem ficamos com TDAH, hiperatividade, dislexia, discalculia e gripe suína. Não, não era colégio militar. Sim, era colégio católico.

Enfim, depois de feita essa digressão a um passado bastante remoto e depois de ter sido feitas várias dispersões, sejam apresentados a dicas de como ficar mais inteligente (tem outros vídeos com outras dicas. É só questão de procurar). Sinto decepcioná-los por não serem soluções milagrosas (nem milagreiras) e que não surtirão resultados do dia para a noite. Mas se forem feitas, e forem bem feitas, certamente darão resultados.

Mas você pode achar que essas dicas são bobagens, que essas dicas são besteiras, que é muita coisa para ver (pois ficar o dia todo no facebosta vendo o que os seus "amigos" fazem, tudo bem, mas assistir a algumas horas de vídeos de dicas que podem surtir algum resultado é muito. Vai entender) e vai arriscar e usar o Neurofos. E também até arrisque usar junto com um pouco de Ritalina para se acalmar, se concentrar e evitar uma eventual TDAH, doença essa que seu "diagnosticador" afirmou ter inventado para poder vender bastante Ritalina. Aí quem sou em para te impedir?

Vai em frente. Você é livre para fazer isso. O dinheiro é seu. E o organismo é seu também. Boa sorte e bons divertimentos.

Alou RAC. Há canais de divulgação científica no Brasil também, viu?

Uma das coisas que gosto de fazer quando estou sem ter o que fazer é ler jornais, revistas e portais de notícias locais. E um dos que mais leio é o portal da RAC (Rede Anhanguera de Comunicação), que publica notícias nacionais e internacionais.

E numa dessas leituras me deparei com esse texto falando sobre os canais de YouTube que fazem divulgação científica. A primeira vista fiquei surpreso com a atitude bacana de ter publicado uma matéria sobre canais de divulgação científica e falando sobre sobre ciência. Ainda mais em se tratando de Brasil, onde a ciência é completa e totalmente negligenciada, ignorada e vilipendiada (e em compensação as pseudociências ganham cada vez mais espaço) e, quando o governo decide fazer cortes de custos, o que entra primeiramente na fila de corte de verba são as pesquisas científicas e o repasse para órgãos que financiam esse tipo de pesquisa. Pois é. Para políticos e burrocratas, ciência é custo e não investimento. E a coisa é tão ridícula que chega ao ponto de alguns cientistas terem de recorrer ao crowdfunding para prosseguir com suas pesquisas, essa buzzword que não passa de uma adaptação para a Internet e para o século XXI para o ato de pedir esmola.

Fui ler a notícia e acabei ficando com a sensação de cobertor curto demais. A notícia do portal da RAC era pura e simplesmente uma tradução de uma outra notícia publicada pela France Press e citou apenas alguns canais estrangeiros de divulgação científica.

Poxa RAC. Não custava ter feito uma pesquisa maior e ter colocado os canais nacionais. De repente, colocar uma sessão "E no Brasil..." com esses canais. E aqui uma nota: Não se trata aqui de nacionalismo exacerbado ou de xenofobia (seja enrustida ou velada), mas sim de reconhecer o que de bom é feito por aqui. Até porque, eu não sou do MV-Brasil, muito menos sou um gaúcho de Panambi que usa Velox e fica enchendo o saco alheio com discursinho patriótico típico de sete de setembro.

Sim, eu seu que pode parecer a uma primeira vista inacreditável, mas o mundo dos vlogs brasileiros não se resume a playboy carioca que se acha o intelectual de óculos escuros e que berra, fala palavrão e xinga feito um filho de mãe solteira (talvez seja por isso que ele berre, xingue e fale tanto palavrão) ou gordo barbudo depressivo e deprimente que a cada cinco palavras que deblatera, quatro são palavrões, baixarias, obscenidades, baixo calão ou demais baixezas do tipo (e a única palavra que não é nada disso é puro senso comum) ou quarentão branquelo liberOtário sustentado pela mamãe ou sofativista mongoloide asmático que só faz berra palavrão e martelar a mesa (por que um dia ele não martela a própria cabeça?) ou outro sofativista de voz fina, nariz de palhaço e olhos esbugalhados que acha que está mudando e revolucionando a política do país e o país porém sequer consegue fazer com que baixe o preço de um mísero ovo de páscoa ou arigó que se acha o fidalgo e se identifica pela Internet com um título de nobreza ou peruquento gaúcho que se acha cheio do bom senso mas é mais um que só sabe propalar senso comum ou patricinha conhecidíssima na Internet e desconhecidíssima fora dela (sabe aquela piada do Banco Imobiliário? Então... Ah! E vai ter um texto sobre isso, aguardem). Por uma questão ética, preferi não falar o nome dessas pessoas. Ao invés disso, preferi fazer essas definições extremamente genéricas e que certamente vocês nem desconfiam de quem eu me referi.

E antes que alguém venha chilicar com o parágrafo acima por causa da repetição da conjunção "ou", saibam que isso não é erro gramatical. Procurem por uma figura de linguagem chamada polissíndeto.

E quais são esse canais? Bem, o Gilmar já citou alguns deles nesse texto. Tem os fantásticos Nerdologia e Manual do Mundo (e que eu sigo, por isso que são fantásticos), os não menos fantásticos Ciência Todo Dia, Neurojoker (ou Ciência e ficção), Minuto Ciência, Academia de Ciências e o Pirulla (acho que o Pirulla só deveria falar sobre ciência, pois quando ele fala sobre religião e política, em especial o último, desanda a falar abobrinha). Até mesmo o André se rendeu ao mundo dos vlogs. Dessa lista do Gilmar só tiraria do ateuzinho-de-fim-de-semana do Yuri Grecco (ausência proposital de link).

Além desses que o Gilmar citou, também há outros como o Jimmy John ou MASPQ, o Bematematica, o Academia de Ciência. E não sendo um canal no YouTube, sobre esse assunto de divulgação científica, me lembrei do episódio 68 do SciCast que falou justamente sobre divulgação científica no Brasil.

Aí RAC. Poderia ter feito uma pesquisa mais aprofundada ao invés de apensa ter feito uma tradução de uma notícia. E antes que digam, eu não estou fazendo uma crítica. Como eu disse mais acima, achei muito bacana essa notícia e até mesmo louvável que se fale sobre ciência num lugar onde ela é tão odiada, ignorada e vilipendiada.

Agilidade é tudo nessa vida.

Apesar de hoje ser feriado, eu acordei cedo. É um hábito que eu tenho. Na verdade é costume. Estou tão acostumando a acordar cedo durante semana que também acordo cedo no fim de semana e nos feriados. E assim que acordei, aproveitei para fazer algumas coisas extremamente arcaicas que remontam aos nossos antepassados das cavernas, que foi ler jornal e assistir a televisão.

E ao assistir a televisão, na Rede Globo estava passando o Bom Dia Brasil e eis que de repente passou uma reportagem falando sobre Internet e escola. Foi feita uma pesquisa pela Universidade de Cambridge mostrando que Internet é um inimigo no desempenho escolar. A pesquisa constatou que, quanto mais horas navegando na Internet, piores são as notas na escola. E a pesquisa disse que não vale compensar o tempo perdido estudando, pois o desempenho continua ruim. A notícia com a pesquisa pode ser vista aqui.
"Tá. E daí? Qual é o problema com essa notícia e com essa pesquisa?"
Ah! Nada demais. Apenas que... há oito anos atrás (sim OITO anos), aqui no Brasil, foi feita a mesma pesquisa e chegou-se a mesma conclusão de que computador com acesso a Internet pode piorar o desempenho escolar. E no caso da pesquisa feita no Brasil, ainda há uma faceta mais cruel, pois quanto mais pobre é a criança, pior é o desempenho dela. A notícia com a pesquisa feita no Brasil pode ser lida aqui. E, matando a cobra e mostrando o pau, a pesquisa propriamente dita está aqui.

Sim, OITO anos atrás. Isso para a Internet é uma outra era. E os dados para a pesquisa foram pegos do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) dos anos de 2003 e 2004. Mais antigo ainda. Naqueles anos o YouTube ainda estava na garagem, Facebook ainda era uma ferramenta de nerds que achavam que iam comer as garotas da faculdade através da Internet, o Twitter nem tinha sido criado, WhatsApp era ficção científica (aliás, sequer tinha surgido iPhone, Android, Windows Phone e smartphone era penduricalho de luxo de executivos), banda larga e redes móveis eram bem incipientes (eram?), sequer tinha sido criada esta grande faculdade de humanas chamada Tumblr e o finado Orkut recém fora criado pelo turco e não tinha sido comprado pelo Google.

A pesquisa da Unicamp foi feita para cutucar o governo, que acha que inclusão digital é a panaceia universal, que basta dar computador para a pessoa que todos os problemas delas se acabam-se (inclusive a fome - não estou brincando) e na época em que surgiu aquele ridículo programa do OLPC ou um laptop de cem dólares da Xuxa por criança que, obviamente, não deu em nada. Aliás, o "um laptop por criança", quem menos usava eram as crianças, mas sim os adultos. E usavam, para isto mesmo que vocês estão pensando, para ver putaria.

Pois é, OITO anos e eis que fazem a mesma pesquisa e chegam às mesmas conclusões. Isso é que é agilidade. Isso é que é estar por dentro do que é publicado na área. Mas, enfim. Será que agora que foi feita uma pesquisa feita pela Universidade de Cambridge mostrando que acesso a Internet piora o desempenho escolar, o governo (e as pessoas também) vai se tocar de que Internet não é solução, mas que a solução é melhores salários para os professores?

Ou será que nessa história também terão retardados que entenderão isso como mais um ataque da imprensa-golpista-burguesa-conservadora-reacionária-autoritária-malvada-feia-chata-boba-elitista-racista-branca-de-olhos-azuis contra a pobre Internet? Pois não importa que foi uma pesquisa feita pela Universidade de Cambridge, ou que há oito anos atrás a mesma pesquisa tenha sido feita pela Unicamp. A pesquisa foi noticiada pela Rede Globo, então só se pode concluir que é mais uma ofensiva da imprensa-golpista-burguesa-conservadora-reacionária-autoritária-malvada-feia-chata-boba-elitista-racista-branca-de-olhos-azuis contra a pobrezinha da Internet, que nem os mentecaptos deste texto que entenderam como ataque da Imprensa Golpista™ contra o Facebook a reportagem falando sobre o pessoal que coloca as suas informações pessoais na Internet de uma forma indiscriminada e quase que irresponsável.

E o Nestor gostaria que eu escrevesse mais texto, eis aí. Escrevi. Venci a preguiça.

Nossa, filhinhos. Como vocês são engraçados.

Vocês já ouviram falar da Ilha da Queimada Grande? Não? Tudo bem, eu explico.

Esse ilha é uma ilha brasileira localizada no litoral sul de São Paulo. Na verdade uma ilhota, com apenas 430 mil metros quadrados. Lembrando que 1 quilômetro quadrado são 1 milhão de metros quadrados. Ou seja, nem meio quilômetro quadrado tem a ilhota.

Além do mais, essa ilha é uma ARIE, ou Área de Relevante Interesse Ecológico, o que significa que é uma área de pequena extensão territorial e que possui características naturais típicas única e exclusivamente daquela região e, por causa disso, a região deve ser mantida preservada. Não, não foi da wikipédia que eu tirei isso, mas dessa página aqui, que apesar de não ter tanta informação, está muito melhor que a página da wiki.

E além disso, essa ilha tem algo que a faz muito especial, que é a presença de cobras (ui!). Aliás, a presença de muitas cobras (ui! ui! ui!). Boa parte delas venenosas peçonhentas (saiba aqui a diferença entre venenoso e peçonhento).
"Bah!! No sítio onde eu moro também tem cobras. E algumas delas venenosas peçonhentas."
Sim, mas por acaso no seu sítio tem uma concentração de 9 cobras venenosas peçonhentas por metro quadrado? Isso mesmo, nessa ilhota há uma média de NOVE cobras venenosas peçonhentas por metro quadrado. Dentre elas a mais perigosa de todas que é, fazendo jus ao nome, a jararaca-ilhoa. Isso faz a ilhota ser a ilha com a maior concentração de cobras venenosas peçonhentas no mundo, faz com que a ilha seja considerada um inferno na Terra e faz com que o lugar figure em várias listas de lugares mais perigosos do mundo.

Por causa disso, e também o fato da ilha não ter porto, nem praia e ser um lugar de difícil acesso, ela é protegida pela Marinha e só podem visitá-la quem tiver autorização da Marinha. Até porque as cobras que habitam a ilha correm um sério risco de extinção. Antes que vocês comemorem, aqui um texto explicando a utilidade que as serpentes tem no meio ambiente e aqui outro texto explicando a importância que elas têm para o ser humano.

Mas aqui vai um detalhe para acalmar vocês. A ilha das cobras (como ela também é chamada) fica a 30 quilômetros de distância da costa brasileira. Portanto, você não corre o risco de ser atacado por uma dessas cobras quando estiver andando por aí, nem quando estiver tomando um banho de mar.

Para mais detalhes sobre o lugar, sugiro que assistam a esse vídeo. E o melhor de tudo. Não basta as cobras serem extremamente venenosas peçonhentas, elas ainda se adaptaram para se alimentar de aves e anfíbios (quando normalmente elas se alimentam de roedores), se adaptaram para subir em árvores e a pular de árvore em árvore e a se fixar em árvores quando dão o bote. Mas evolução não existe e é uma baita duma mentira, diria a crentalhada criacionista.

Mas por que eu decidi escrever um texto sobre a ilha das cobras e sobre essas cobras? Escrevi esse texto pois alguns dos textos sobre essa ilha possuem uma área de comentário. Aí já viram, né? Os comentaristas (já sabem, nunca leia os comentários, na versão nacional e na versão internacional - R.I.P.), num átimo de grande criatividade e inventividade pensaram e viram que essa ilha é o lugar perfeito para certa categoria de pessoas. Categoria de pessoas que começa com a letra P.

Isso mesmo. É essa categoria que vocês estão pensando.


Coitado do Keith Richards

Como diz o André, a quantidade de kkk usado como onomatopeia de risada é inversamente proporcional ao QI da pessoa

Junta engraçaralho com Facebosta Facebook e tem-se a merda feita

Não sou sexista. E mostro aqui que idiotas também possuem buceta.

A primeira coisa que eu disse quando li essas pérolas do humor foi a frase que intitula esse texto. Gente engraçada para caralho essa, hein? Um bando de engraçaralhos para cadinho esses meus filhinhos. Só não digo que essa turminha do barulho que adora aprontar altas confusões pela Internet deveria fazer parte do Zorra Total pois não não existe mais Zorra Total e sim, Zorra. E além do que, nas poucas vezes que eu vi o novo formato, o programa melhorou bastante.

E além disso fizeram uma coisa que anda muito em voga na Internet cotidiana dos dias de hoje, graças aos beócios de redes sociais, que é a politização e partidarização de tudo quanto é assunto. Especialmente aqueles assuntos que não tem porra alguma a ver com política, como biologia, por exemplo. Quer dizer, politização uma pinoia. O que esses beócios fazem é enfiar politicagem.

Deveria mandar políticos para essa ilhota? Sim. E junto manda também os filhos da puta dos eleitores que votam neles e os elegem. Por exemplo, poderia mandar o Boçalnaro junto com os 464571 filhos da puta que votaram nele. Também poderia mandar o Marco FeliciÂnus e os 398086 filhos duma égua barranqueira que votaram nele. Não se esqueçam também do Dudu Cunha e os 232707 lazarentos e morféticos que sufragaram o nome dele nas urnas. E que tal também mandar o soldadinho de chumbo Coronel Telhada junto com 254073 néscios que votaram nele? E não se esqueça também do Samuel Malafaia, os 140147 eleitores que votaram nele e o irmão dele.

Ou será que eles caíram nas cadeiras que eles atualmente ocupam de para-quedas?

E mudando de assunto, será que o SciCast aceitaria fazer um podcast sobre as nossas amiguinhas rastejantes? Embora eu não seja um patrono deles, vou sugerir esse tema a eles.

VIVA!!!!! Estacionamento gratuito em shopping por força da lei!! Ou não...

Eu já disse algumas vezes pela Internet que eu tive a minha conta no Facebook bloqueada. E também sempre disse que eu jamais ficaria tão grato por ter recebido um block de onde quer que fosse. Graças a esse block, percebi que dava importância demais para aquela porcaria e, meio que por causa disso, o Facebook ocupava tempo demais na minha vida e eu deixava de fazer outras coisas (até mesmo coisas importantes).

E com esse block também percebi que não precisava estar logado para acessar as insânias que saem daquele chiqueiro. Poderia acessar as porcarias que são publicadas naquela pocilga sem sequer ter uma conta.

E mesmo sem conta, consegui ter acesso a essa preciosidade abaixo (se você tocar nela, ela cresce):


Como de costume, mais uma pérola do sofativismo publicada por sofativistas do Facebook numa página sofativista dessa rede social. O diferente dessa história é que pediu que fosse compartilhada "apenas" 100 mil vezes (e até segunda-feira. Sabe-se lá porque porra de motivo) ao invés dos tradicionais 1 milhão de compartilhamentos, porém conseguiu "apenas" e "tão somente" 3326 compartilhamentos (o que não é pouca coisa. E mostra como tem gente burra e desocupada por aí. Puta que pariu).

Há alguma coisa de errado com essa história? Bah!! Claro que tem. Vocês acham que se não tivesse algo de errado com a história eu escreveria um texto? Mais uma vez vou dar (opa!) uma de Boatos.org, E-Farsas e QuatroCantos e analisar um boato de Internet.

Primeiramente que a criaturinha aí confundiu alhos com bugalhos e fez uma senhora lambança. Não existe e nunca existiu lei (seja federal, estadual ou municipal) de número 1209 do ano de 2004 obrigando os Shoppings a fornecer estacionamento de graça. O que existe, e realmente isso existiu, foi um projeto de lei com essa numeração apresentado na ALERJ (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) pelo deputado Gilberto Palmares que propunha isso.

Vocês já estão imaginando que esse projeto de lei foi de encontro a algum interesse corporativista, não foi aprovado e acabou indo parar na gaveta, certo? Errado. Esse projeto acabou sendo aprovado (até que com certa rapidez) e virou lei. Era a lei estadual 4541/2005 que valia apenas para o estado do Rio de Janeiro.

Valia? Era? Como assim, "valia" e "era", no passado?

Exatamente. Valia. Passado. Não vale mais. Uma declaração de inconstitucionalidade foi feita em 2007 e revogou a lei. Portanto essa lei não vale, não tem essa de estacionamento gratuito e Shoppings podem sim cobrar pelo estacionamento.
"Quibessurdo isso!!!!! Isso é uma afronta. Esses Shoppings só pensam em dinheiro. O Ministério Público só pode ter sido comprado pelos Shoppings. Temos que derrubar esse abessurdo, certo?"
Errado. Nessa história eu fico do lado dos Shoppings. O estacionamento do Shopping é uma propriedade privada (teve gente que se arrepiou e congelou a espinha quando eu disse essa expressão) pertencente ao Shopping (dã!!) e o Shopping pode fazer o que quiser com aquela área. Inclusive cobrar uma taxa para que usufruam daquele espaço.

Até mesmo porque cuidar, manter e vigiar o espaço do estacionamento tem custo. Assim sendo, é mais um ponto a favor de que os Shoppings possam cobrar para que usem daquele espaço.

Querer impor gratuidade por força da lei? Nada sai de graça. Os custos para manter, cuidar e vigiar o estacionamento ainda vão continuar e terão de ser repassados. Esse custo vai ser repassado para o Shopping, que vai repassar para os comerciantes, que vai repassar para as mercadorias e no frigir dos ovos, com estacionamento gratuito, vão pagar por ele tanto quem foi de carro e estacionou dentro do Shopping, como quem foi de carro mas estacionou do lado de fora, como quem foi ao Shopping a pé ou de ônibus. Eu não sei o que você pensa disso, mas a mim isso não parece muito justo. Parece até aquela história de querer que todo estabelecimento comercial seja obrigado por lei a instalar wi-fi na faixa. Vai acontecer a mesmíssima coisa, o wi-fi terá um custo e esse custo será repassado e no fim vão pagar pelo wi-fi tanto quem usou Internet como quem não a usou. Isso também não me parece muito justo.

E tem mais uma coisa que faz com que eu fique a favor dos Shoppings, que é o onipresente mimimi. Quem ficou puto com essa história é gente que vai para o Shopping gastar dinheiro para caramba. Vai fazer compras que ficam em R$ 200,00 ou R$ 300,00 ou mais que isso, mas regateiam R$ 4,00 ou R$ 5,00 na hora de pagar o estacionamento? O lanche que esse pessoal come lá dentro ou o cinema que eles vão lá assistir custam bem mais que isso, mas fazem questão de regatear R$ 4,00 ou R$ 5,00 na hora de pagar o estacionamento.

Tem até alguns que são mais rebeldezinhos e propõe um boicote aos estacionamentos do Shoppings. Tudo bem, a pessoa tem todo o direito de boicotar o que ela quiser (isso quando ela tem oportunidade de fazer boicote, mas isso será assunto de um outro texto). Mas, olhando o perfil do rebeldezinho Merthiolate que não arde que propôs esse ato de desobediência civil, eu duvido que o mancebo queira se desfazer da sua caixa metálica com ar condicionado e banco confortável e ir ao Shopping a pé, de ônibus, metrô ou bicicleta.

E eu falei no comecinho do texto que eu ia dar uma de Boatos.orgE-Farsas e QuatroCantos e analisar um boato de Internet, mas um deles fez uma análise dessa história. Foi o primeiro e a análise que ele fez pode ser lida aqui.

Como disse uma pessoa que não levou a sério essa bobajada de estacionamento gratuito em Shoppings. Vocês querem estacionamento gratuito? Deixem o carro na garagem de casa.

E para terminar, só citar o quanto as pessoas andam bem informadas a respeito de uma história. Um acontecimento que teve começo, meio e, principalmente, fim há quase 10 anos e eis que algumas pessoas decidiram ressuscitá-lo? Pareço um velho rabugento quando digo essa frase mas não tem como não evitar de dizer: Viva a era e a sociedade da (des)informação. As pessoas estão mais bem informadas por conta da Internet e, principalmente, por conta das redes sociais? Pois sim. A gente vê. Acabamos de ver, aliás.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Últimos textos

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Estatísticas

Desde 31/01/2008:

Dias online
Postagens
comentários