Pesquisar este blog

Carregando...

Nossa, filhinhos. Como vocês são engraçados.

Vocês já ouviram falar da Ilha da Queimada Grande? Não? Tudo bem, eu explico.

Esse ilha é uma ilha brasileira localizada no litoral sul de São Paulo. Na verdade uma ilhota, com apenas 430 mil metros quadrados. Lembrando que 1 quilômetro quadrado são 1 milhão de metros quadrados. Ou seja, nem meio quilômetro quadrado.

Além do mais, essa ilha é uma ARIE, ou Área de Relevante Interesse Ecológico, o que significa que é uma área de pequena extensão territorial e que possui características naturais típicas única e exclusivamente daquela região e, por causa disso, a região deve ser mantida preservada. Não, não foi da wikipédia que eu tirei isso, mas dessa página aqui, que apesar de não ter tanta informação, está muito melhor que a página da wiki.

E além disso, essa ilha tem algo que a faz muito especial, que é a presença de cobras (ui!). Aliás, a presença de muitas cobras (ui! ui! ui!). Boa parte delas venenosas.
"Bah!! No sítio onde eu moro também tem cobras. E algumas delas venenosas."
Sim, mas por acaso no seu sítio tem uma concentração de 9 cobras venenosas por metro quadrado? Isso mesmo, nessa ilhota há uma média de NOVE cobras venenosas concentradas por metro quadrado. Dentre elas a mais perigosa de todas que é, fazendo jus ao nome, a jararaca-ilhoa. Isso faz a ilhota ser a ilha com a maior concentração de cobras venenosas no mundo, faz com que a ilha seja considerada um verdadeiro inferno e faz com que o lugar figure em várias listas de lugares mais perigosos do mundo devido a causas naturais.

Devido a tudo isso que foi explicado, além do fato de não ter porto, nem praia e ser um lugar de difícil acesso, a ilha é protegida pela Marinha e só podem visitar essa ilha quem tiver autorização da Marinha. Até porque as cobras que habitam a ilha correm um sério risco de extinção. Antes que vocês comemorem, aqui um texto explicando a utilidade que as serpentes tem no meio ambiente e aqui outro texto explicando a importância que elas têm para o ser humano.

Mas aqui vai um detalhe para acalmar vocês. A ilha das cobras (como ela também é chamada) fica a 30 quilômetros de distância da costa brasileira. Portanto, você não corre o risco de ser atacado por uma dessas cobras quando estiver andando por aí e nem quando estiver tomando um banho de mar.

Para mais detalhes sobre a ilha, sugiro que assistam a esse vídeo. E o melhor de tudo. Não basta as cobras serem extremamente venenosas, elas ainda se adaptaram para se alimentar de aves e anfíbios (quando normalmente elas se alimentam de roedores), se adaptaram para subir em árvores e a pular de árvore em árvore e a se fixar em árvores quando dá o bote. Mas evolução não existe e é uma baita duma mentira, diria a crentalhada criacionista.

Mas por que eu decidi escrever um texto sobre a ilha das cobras e sobre essas cobras? Decidi escrever esse texto porque alguns dos textos que falam sobre essa ilha possuem uma área de comentário. Aí já viram, né? Os comentaristas (já sabem, nunca leia os comentários, na versão nacional e na versão internacional - R.I.P.), num átimo de grande criatividade e inventividade pensaram e viram que esse lugar é o lugar perfeito para certa categoria de pessoas. Categoria de pessoas que começa com a letra P.

Isso mesmo. É essa categoria que vocês estão pensando.


Coitado do Keith Richards

Como diz o André, a quantidade de kkk usado como onomatopeia de risada é inversamente proporcional ao QI da pessoa

Junta engraçaralho com Facebosta Facebook e tem-se a merda feita

Não sou sexista. E mostro aqui que idiotas também podem possuir buceta.

A primeira coisa que eu disse quando li essas pérolas do humor foi a frase que intitula esse texto. Gente engraçada para caralho essa, hein? Um bando de engraçaralhos para cadinho esses meus filhinhos. Só não digo que essa turminha do barulho que adora aprontar altas confusões pela Internet deveria fazer parte do Zorra Total pois não não existe mais Zorra Total e sim, Zorra. E além do que, nas poucas vezes que eu vi o novo formato, o programa melhorou bastante.

E além disso fizeram uma coisa que anda muito em voga na Internet cotidiana dos dias de hoje, graças aos beócios de redes sociais, que é a politização e partidarização de tudo quanto é assunto. Especialmente aqueles assuntos que não tem porra alguma a ver com política, como biologia, por exemplo. Quer dizer, politização uma pinoia. O que esses beócios fazem é enfiar politicagem.

Deveria mandar políticos para essa ilhota? Sim. E junto manda também os filhos da puta dos eleitores que votam neles e os elegem. Por exemplo, poderia mandar o Boçalnaro junto com os 464571 filhos da puta que votaram nele. Também poderia mandar o Marco FeliciÂnus e os 398086 filhos duma égua barranqueira que votaram nele. Não se esqueçam também do Dudu Cunha e os 232707 lazarentos e morféticos que sufragaram o nome dele nas urnas. E que tal também mandar o soldadinho de chumbo Coronel Telhada junto com 254073 néscios que votaram nele? E não se esqueça também do Samuel Malafaia, os 140147 eleitores que votaram nele e o irmão dele.

Ou será que eles caíram nas cadeiras que eles atualmente ocupam de para-quedas?

E mudando de assunto, será que o SciCast aceitaria fazer um podcast sobre as nossas amiguinhas rastejantes? Embora eu não seja um patrono deles, vou sugerir esse tema a eles.

VIVA!!!!! Estacionamento gratuito em shopping por força da lei!! Ou não...

Eu já disse algumas vezes pela Internet que eu tive a minha conta no Facebook bloqueada. E também sempre disse que eu jamais ficaria tão grato por ter recebido um block de onde quer que fosse. Graças a esse block, percebi que dava importância demais para aquela porcaria e, meio que por causa disso, o Facebook ocupava tempo demais na minha vida e eu deixava de fazer outras coisas (até mesmo coisas importantes).

E com esse block também percebi que não precisava estar logado para acessar as insânias que saem daquele chiqueiro. Poderia acessar as porcarias que são publicadas naquela pocilga sem sequer ter uma conta.

E mesmo sem conta, consegui ter acesso a essa preciosidade abaixo (se você tocar nela, ela cresce):


Como de costume, mais uma pérola do sofativismo publicada por sofativistas do Facebook numa página sofativista dessa rede social. O diferente dessa história é que pediu que fosse compartilhada "apenas" 100 mil vezes (e até segunda-feira. Sabe-se lá porque porra de motivo) ao invés dos tradicionais 1 milhão de compartilhamentos, porém conseguiu "apenas" e "tão somente" 3326 compartilhamentos (o que não é pouca coisa. E mostra como tem gente burra e desocupada por aí. Puta que pariu).

Há alguma coisa de errado com essa história? Bah!! Claro que tem. Vocês acham que se não tivesse algo de errado com a história eu escreveria um texto? Mais uma vez vou dar (opa!) uma de Boatos.org, E-Farsas e QuatroCantos e analisar um boato de Internet.

Primeiramente que a criaturinha aí confundiu alhos com bugalhos e fez uma senhora lambança. Não existe e nunca existiu lei (seja federal, estadual ou municipal) de número 1209 do ano de 2004 obrigando os Shoppings a fornecer estacionamento de graça. O que existe, e realmente isso existiu, foi um projeto de lei com essa numeração apresentado na ALERJ (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) pelo deputado Gilberto Palmares que propunha isso.

Vocês já estão imaginando que esse projeto de lei foi de encontro a algum interesse corporativista, não foi aprovado e acabou indo parar na gaveta, certo? Errado. Esse projeto acabou sendo aprovado (até que com certa rapidez) e virou lei. Era a lei estadual 4541/2005 que valia apenas para o estado do Rio de Janeiro.

Valia? Era? Como assim, "valia" e "era", no passado?

Exatamente. Valia. Passado. Não vale mais. Uma declaração de inconstitucionalidade foi feita em 2007 e revogou a lei. Portanto essa lei não vale, não tem essa de estacionamento gratuito e Shoppings podem sim cobrar pelo estacionamento.
"Quibessurdo isso!!!!! Isso é uma afronta. Esses Shoppings só pensam em dinheiro. O Ministério Público só pode ter sido comprado pelos Shoppings. Temos que derrubar esse abessurdo, certo?"
Errado. Nessa história eu fico do lado dos Shoppings. O estacionamento do Shopping é uma propriedade privada (teve gente que se arrepiou e congelou a espinha quando eu disse essa expressão) pertencente ao Shopping (dã!!) e o Shopping pode fazer o que quiser com aquela área. Inclusive cobrar uma taxa para que usufruam daquele espaço.

Até mesmo porque cuidar, manter e vigiar o espaço do estacionamento tem custo. Assim sendo, é mais um ponto a favor de que os Shoppings possam cobrar para que usem daquele espaço.

Querer impor gratuidade por força da lei? Nada sai de graça. Os custos para manter, cuidar e vigiar o estacionamento ainda vão continuar e terão de ser repassados. Esse custo vai ser repassado para o Shopping, que vai repassar para os comerciantes, que vai repassar para as mercadorias e no frigir dos ovos, com estacionamento gratuito, vão pagar por ele tanto quem foi de carro e estacionou dentro do Shopping, como quem foi de carro mas estacionou do lado de fora, como quem foi ao Shopping a pé ou de ônibus. Eu não sei o que você pensa disso, mas a mim isso não parece muito justo. Parece até aquela história de querer que todo estabelecimento comercial seja obrigado por lei a instalar wi-fi na faixa. Vai acontecer a mesmíssima coisa, o wi-fi terá um custo e esse custo será repassado e no fim vão pagar pelo wi-fi tanto quem usou Internet como quem não a usou. Isso também não me parece muito justo.

E tem mais uma coisa que faz com que eu fique a favor dos Shoppings, que é o onipresente mimimi. Quem ficou puto com essa história é gente que vai para o Shopping gastar dinheiro para caramba. Vai fazer compras que ficam em R$ 200,00 ou R$ 300,00 ou mais que isso, mas regateiam R$ 4,00 ou R$ 5,00 na hora de pagar o estacionamento? O lanche que esse pessoal come lá dentro ou o cinema que eles vão lá assistir custam bem mais que isso, mas fazem questão de regatear R$ 4,00 ou R$ 5,00 na hora de pagar o estacionamento.

Tem até alguns que são mais rebeldezinhos e propõe um boicote aos estacionamentos do Shoppings. Tudo bem, a pessoa tem todo o direito de boicotar o que ela quiser (isso quando ela tem oportunidade de fazer boicote, mas isso será assunto de um outro texto). Mas, olhando o perfil do rebeldezinho Merthiolate que não arde que propôs esse ato de desobediência civil, eu duvido que o mancebo queira se desfazer da sua caixa metálica com ar condicionado e banco confortável e ir ao Shopping a pé, de ônibus, metrô ou bicicleta.

E eu falei no comecinho do texto que eu ia dar uma de Boatos.orgE-Farsas e QuatroCantos e analisar um boato de Internet, mas um deles fez uma análise dessa história. Foi o primeiro e a análise que ele fez pode ser lida aqui.

Como disse uma pessoa que não levou a sério essa bobajada de estacionamento gratuito em Shoppings. Vocês querem estacionamento gratuito? Deixem o carro na garagem de casa.

E para terminar, só citar o quanto as pessoas andam bem informadas a respeito de uma história. Um acontecimento que teve começo, meio e, principalmente, fim há quase 10 anos e eis que algumas pessoas decidiram ressuscitá-lo? Pareço um velho rabugento quando digo essa frase mas não tem como não evitar de dizer: Viva a era e a sociedade da (des)informação. As pessoas estão mais bem informadas por conta da Internet e, principalmente, por conta das redes sociais? Pois sim. A gente vê. Acabamos de ver, aliás.

Para que serve um vereador. Mas falando sério agora.

Existe uma piadinha por aí que diz que vereador é igual Fiorino: Toda cidade tem mas ninguém sabe para o que é que serve.

Afora a piadinha, uma crítica que se faz sobre os edis é que eles ganham muito e produzem muito pouco. Na maior parte das vezes, os críticos arguem (com a novo acordo ortográfico é assim que se escreve essa palavra?), que, além de legislar em causa própria, como, por exemplo, propondo aumentos salariais para si próprios, os edis só fazem criar lei para nomear ruas (em geral, com o nome dos patrocinadores de campanha), conceder títulos honorários para pessoas que jamais colocaram os pés na cidade e querer regulamentar o transporte por meio de bicicletas, dando uma banana para o transporte público e dando importância demasiada para essa bobagem politicamente correta.

Mas, como diz a sabedoria popular, toda generalização é burra (frase essa cheia de lógica per se). Nem todo vereador é um desocupado vagabundo que só fica nas câmaras municipais coçando o saco, recebendo o seu exorbitante salário e criando proposições esdrúxulas. Há vereadores que se empenham na melhoria da vida da população e querem fazer com que a população medite e reflita sobre os problemas que afligem a sociedade.

Sim, acredite se quiser. Existe esse vereador. Se está duvidando de mim, basta ver com os seus olhinhos de noite serena a imagem abaixo:


Convencidos agora?

O que? Você está achando ruim essa proposição do vereador? Você está sendo muito injusto com o vereador radialista (vereador radialista esse que só assumiu o cargo porque o antigo ocupando foi eleito deputado federal, que era o sobrinho do prefeito radialista. É muito radialista num lugar só). Tem coisa mais importante que futebol?

E tudo que envolve o futebol diz respeito a todos nós e atinge a todos nós. Esse projeto está mais do que serto* e o vereador também está mais do que serto*. Tem mais é que fazer a população refletir sobre esse favor que a seleção alemã fez para o futebol mundial.

Obviamente com toda a repercussão que teve essa história do dia do "É gol da Alamenha", agora os vereadores estão correndo para fazer o arquivamento dessa proposição.

Vai idiota. Continua achando que votar é importante e que votar muda a realidade da cidade, estado e país. Continua achando que votar é sinônimo de democracia. E continue acreditando e votando, filho da puta.

E enquanto esse projeto foi criado e você lia esse texto, a seleção alemã fez 8767346378463411280 gols, enquanto que a seleção brasileira fez apenas 2 gols.

Pois é. Só mesmo uma bizarrice como essa para eu fazer o blog sair da hibernação.

* Sim, eu sei que o correto é certo. Obrigado por dar essa importantíssima informação, professores Pasquales da Internet.

Links da semana - 48.

E segue mais uma lista de links da semana, a de número 48. Excepcionalmente essa será no domingo. Por quê? Porque eu quis.

Aí vão os textos:
E é isso. Até a próxima lista.

Anúncios fantásticos.

Eu sempre digo pelos tubos de que sou um feliz usuário de bloqueadores de propaganda. No Firefox uso o Ghostery e no Chrome eu uso o AdBlock (que por sinal já bloqueou mais de 35 mil elementos - não são só propagandas - desde que comecei a usá-lo, há quase um ano). E quando digo isso sempre tenho que ouvir o eterno mimimi de que são as propagandas que sustentam o site, que sem as propagandas o site fecha, que sem as propagandas as celebridades de YouTube vão ter que largar o tubo e procurar um emprego de verdade e outras choradeiras. Isso quando o site decide fechar a porta na cara de quem usa um desses programinhas, mas não vem ao caso discutir isso agora. Até porque isso é um assunto que pode ser que venha a virar um texto aqui no blog.

Mas de vez em quando eu dou uma colher de chá os "produtores de conteúdo" da Internet e desativo o bloqueio de propaganda somente para alguns sites. Também desbloqueio só para ver o que tem sido propagandeado por aí e qual a surpresa que o AdSense tem a nos oferecer.

Eis que, num desses bloqueios, vi a seguinte preciosidade:


Pois é. Não apareceu só uma propaganda. Apareceram diversas propagandas, uma abaixo da outra.
"1 segredo nunca revelado"
"5 alimentos proibidos"
Duas dicas imprescindíveis para quem quer perder peso. Numa mostra quais alimentos que não se deve comer para quem não quer engordar (em resumo, não pode comer nada) e no outro a frutinha milagrosa que te fará perder 3 quilos por semana. Sim, 3 quilos POR SEMANA. Façam as contas de quantos quilos serão perdidos num mês e vejam o embuste a maravilha que é essa frutinha.
"Trabalhe de figurante para o SBT."
Se a pessoa está tão desesperada por trabalho que aceitaria trabalhar como figurante (e ainda por cima do sbesteira), eu só posso dar um conselho: SE MATA!!
"Dermatologistas a odeiam."
Numa das propagandas vendia uma milagrosa frutinha que te faria perder 3 quilos por semana, nessa propaganda está a venda um milagroso remédio que te fará rejuvenescer 30 anos.
"Mapas de rua"
"Baixar mapas grátis"
Para aqueles que não sabem da existência de GPS, Waze, Moovit e Google Maps.
"[Nome da empresa] Para Raios"
Pois não há nada mais complicado do que instalar um para-raio. Colocar uma haste no alto da casa e ligar um fio nessa haste até o solo (tomando o devido cuidado para esse fio não ficar balangando) é muito complicado.
"Encontre parceiros"
Para quem é looser e Forever Alone em demasia e acredita que sites de relacionamento funcionam para fazer amizades e encontrar uma namorada.

E a melhor parte é que esses anúncios fantásticos que quase não queimam o filme do site que os divulgam devem render uma tremenda fortuna. Tanto quando são vistos como quando são clicados.

E aí produtores de conteúdo? Vocês por acaso não ficam incomodados com anúncios como esses que só servem para queimar o filme do site? Vocês não ficam incomodados com anúncios como esses que rendem uma miséria? E será que vocês realmente precisam da merreca que esses anúncios rendem?

Vaga de emprego não recomendada a evangélicos

Eu ainda tenho um hábito na Internet que em tempos de Facebook, WhatsApp, Twitter, YouTube e outras redes sociais parece que está caindo em declínio: Participar de listas de discussões. Sim, desses que a gente participa por e-mail.

E um grupo da qual eu participo é o grupo Emprega Campinas, que como o próprio nome dá a entender, envia por e-mail vagas de empregos na cidade de Campinas e nas cidades que fazem parte da Região Metropolitana de Campinas.

Mas eis que surgiu uma vaga de emprego que não vai agradar em nada o pessoal que dá dinheiro para €dir Mac€do, Valdomiro $antiago, RR $oare$, Bisputa $ônia e Apostoladrão €stevam H€rnande$ e $ila$ Malafaia para eles poderem cumprir a missão deles: Comprar suas Ferraris.

A vaga? Essa abaixo:


O que? Você não entendeu? Você esteve em Marte nessas últimas duas semanas?

Tudo bem. Eu explico. É por causa disso, disso (esse aqui falou, falou e falou, mas não disse porra nenhuma), disso e disso (se bem que o Marco Feliciano ficou contra essa atitude. E quando até mesmo o Feliciano fica contra é porque a coisa está feia para ti, hein $ila$ Malafaia). É por isso.

É isso que esse pessoal faz. Aliás, uma das coisas. A outra coisa é apedrejar esse pessoal que nasceu com a com errada e que insiste com essa atitude horrenda de seguir o candomblé (credo!! Que horror!!) conforme noticiou a imprensa golpista que segue a agenda gay, apedrejar santos e igrejas católicas e procurar uma rola.

Enquanto isso...


Vingança

Recebido numa lista de discussão:
- Alô.

- Alô, poderia falar com o responsável pela linha?

- Pois não, pode ser comigo mesmo.

- Quem fala, por favor?

- Edson.

- Sr. Edson, aqui é da Telemar, estamos ligando para oferecer a promoção Telemar linha adicional, onde o Sr. tem direito...

- Desculpe interromper, mas quem está falando?

- Aqui é Rosicleide Judite, da Telemar, e estamos ligando...

- Rosicleide, me desculpe, mas para nossa segurança, gostaria de conferir alguns dados antes de continuar a conversa, pode ser?

- Bem, pode.

- De que telefone você fala? Meu bina não identificou.

- 10331.

- Você trabalha em que área, na Telemar?

- Telemarketing Pro Ativo.

- Você tem número de matrícula na Telemar?

- Senhor, desculpe, mas não creio que essa informação seja necessária.

- Então terei que desligar, pois não posso ter segurança que falo com uma funcionária da Telemar. São normas de nossa casa.

- Mas posso garantir...

- Além do mais, sempre sou obrigado a fornecer meus dados a uma legião de atendentes sempre que tento falar com a Telemar.

- Ok.... Minha matrícula é 34591212.

- Só um momento enquanto verifico.

(Dois minutos depois)

- Só mais um momento.

(Cinco minutos depois)

- Senhor?

- Só mais um momento, por favor, nossos sistemas estão lentos hoje.

- Mas senhor...

- Pronto, Rosicleide, obrigado por ter aguardado. Qual o assunto?

- Aqui é da Telemar, estamos ligando para oferecer a promoção, onde o Sr. tem direito a uma linha adicional. O senhor está interessado, Sr. Edson?

- Rosicleide, vou ter que transferir você para a minha esposa, porque é ela que decide sobre alteração e aquisição de planos de telefones.

- Por favor, não desligue, pois essa ligação é muito importante para mim.

(coloco o telefone em frente ao aparelho de som, deixo a música Festa no Apê do Latino tocando no Repeat (quem disse que um dia essa droga não iria servir para alguma coisa?), depois de tocar a porcaria toda da música, minha mulher atende:

- Obrigado por ter aguardado.... pode me dizer seu telefone pois meu bina não identificou..

- 10331.

- Com quem estou falando, por favor.

- Rosicleide

- Rosicleide de que?

- Rosicleide Judite (já demonstrando certa irritação na voz).

- Qual sua identificação na empresa?

- 34591212 (mais irritada agora!).

- Obrigada pelas suas informações, em que posso ajudá-la?

- Aqui é da Telemar, estamos ligando para oferecer a promoção, onde a Sra tem direito a uma linha adicional. A senhora está interessada?

- Vou abrir um chamado e em alguns dias entraremos em contato para dar um parecer,
pode anotar o protocolo por favor.....alô, alô!

TUTUTUTUTU...

- Desligou.... nossa que moça impaciente!
A história foi com a Telemar. Mas eu garanto que se fosse a Telecômica (agora Vivo), seria tão engraçada (e verdadeira) quanto.

Links da semana - 47

1º de maio de 2015, feriado nacional. Só mesmo em feriados para eu colocar ordem na birosca e para publicar dois textos no mesmo dia. Segue, pois, mais uma lista de links da semana. A lista de número 47.
E é isso aí. Aproveitem-nos.

Impedir usuário de usar o Uber é absurdo. Impedir de usar Adblock, tudo bem, né?

Essa semana a Internet ficou alvoroçada com uma notícia. Sim, é essa notícia que vocês estão pensando, a notícia sobre a proibição do funcionamento do Uber aqui no Brasil (sim, coloquei um link de uma notícia divulgada pela imprensa-golpista-burguesa-conservadora-reacionária-autoritária-malvada-feia-chata-boba-elitista-racista-branca-de-olhos azuis que completou 50 anos há uma semana).

Para quem não sabe (ou não clicou no link acima), o Uber é uma rede social que possui um aplicativo para dispositivos móveis em que os seus usuários podem trocar caronas. Advinha quem sofre com esse aplicativo? Isso mesmo. Os taxistas, que estão transportando cada vez menos pessoas, estão perdendo viagens e estão vendo a sua renda minguar. O sindicato da categoria decidiu entrar com um recurso na Justiça e essa deu parecer favorável aos taxistas. Proibiu o uso do aplicativo e ainda por cima aplicou uma multa que pode chegar a R$ 100 mil reais por dia de funcionamento.

Abre parêntesis: Em tudo quanto é lugar, o Uber está levando uma chapoletada. Antes do Brasil, o Uber foi proibido em Portugal (e os sofativistas D'Além Mar decidiram protestar contra isso), na Alemanha, na Bélgica. Aliás, tem até um mapa mostrando onde que o Uber levou um ban. Fecha parêntesis.

Conhecendo a Internet cotidiana contemporânea atual dos dias de hoje, isso, obviamente, causou o maior auê pelos tubos. Um monte de gente (na sua grande maioria blogueiros, twitteiros, vlogueiros, critiCUzinhos profissionais e outros desocupados profissionais) caíram de pau em cima dos taxistas. Disseram que os taxistas são arcaicos, que os taxistas agiram como burocratas, que os taxistas são autoritários e, como não podia deixar de ser, apareceram os fundamentalistas do livre mercado dizendo que os taxistas estão agindo contra o livre mercado, tomaram uma atitude protecionista e estão pedindo ajuda ao "Estado babá". Não vou colocar os links dessas reclamações pois não quero dar palco para chorões. Procurem vocês mesmos.

Quando eu vi esse mimimi desses desocupados profissionais eu me indaguei. Esse pessoal que ficou irritado com a atitude dos taxistas por conta do Uber não são os mesmos que fazem um tremendo escarcéu quando o usuário usa no computador dele o AdBlock? Aos mais desavisados, foi uma pergunta retórica.

Pois é. Não vejo diferença alguma entre os taxistas que protestaram contra o Uber e esses mimizentos profissionais que protestam contra o AdBlock. Tanto que ambos até têm algumas semelhanças, que são:

(Pronto, os jeneos - eu sei que o certo é "gênio", professores Pasquales da Internet - interromperam a leitura nessa parte para ir diretamente à área dos comentários e dizer a genial elucubração de que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa).

1º - Ambos estão contra a pessoa fazer o que quiser com algo que é dela.

Os taxistas decidiram impedir que as pessoas usem o aparelho móvel dela, comprado com o dinheiro dela da maneira que ela quiser, e isso inclui usar o aplicativo móvel que ela quiser. Da mesma maneira agem os mimizentos profissionais dazinternéti, que querem cagar regra e impedir a pessoa de usar o computador DELA, comprado com o dinheiro DELA e mantido às custas DELA da forma que ELA quiser. E isso inclui instalar software, plugin ou extensão de navegador que ELA quiser.

Liberdades individuais é algo tão bonito (não, não errei. Procurem por uma figura de linguagem chamada silepse) e ser um defensor das liberdades individuais é algo lindo que rende muitos dividendos. Pena que a defesa das liberdades individuais vá até certo capítulo. Liberdades individuais no dos outros é refresco.

2º - Ambos acham que só existe aquela coisa.

Tanto os taxistas acham que só existe o Uber (e se esquecem de outras alternativas, como LyftSidecar, LaZooz, Tripda e outros), como os mimizentos profissionais acham que existe apenas o AdBlock e se esquecem do AdBlock Plus (apesar do nome diferente são distintos. E até mesmo rivais), Disconnect, NoScript, Ghostery e outros.

Podem até proibir que se use um. Alternativas não vão faltar e não deixarão de ser criadas outras.

3º - Ambos acham que proibição resolverá todos os problemas.

Os taxistas acham que impedir que se use o Uber vai resolver todos os problemas dos taxistas. Será que eles se esquecem de outros problemas como o alto custo para se operar um táxi, já que tem que pagar alvará para funcionamento (que é caríssimo), o preço do combustível (que também está caro demais), o IPVA e o rádio-táxi (que é uma extorsão). Isso sem de se esquecer dos problemas referentes à qualidade do serviço e da desonestidade de alguns taxistas.

Já os mimizentos profissionais acham que proibir as pessoas de usarem alguma extensão dessas vai resolver os problemas que esse pessoal tem com relação à monetização. Em especial com o AdSense, que é a opção de monetização usada por praticamente todo mundo, em que os valores por clique e por exibição não rendem praticamente nada e a cada dia mais estão diminuindo. E as alternativas ao AdSense chegam a ser patéticas.

E, como o AdSense detêm quase que um monopólio nessa área, ele pode fazer o que bem quiser e o que bem entender, como cancelar contas pelos mais diversos motivos (cliques inválidos, combinação de cliques, conteúdo inapropriado) e o dono da conta que se vire explicar que nariz de porco não é tomada.

E em se tratando subespécie de mimizentos profissionais chamada vlogueiro, a coisa piora, pois não só o AdSense rende pouco, como o YouTube (que é o que esse pessoal usa para publicar seus conteúdos) ainda repassa apenas uma pequena parte (e essa pequena parte tem diminuída cada vez mais) do pouco que rende para os vlogueiros, ficando com a maior parte de bolo. Tudo isso para ver se consegue fazer o elefante branco dar lucro.

4º - Em ambas as situações, o feitiço virou contra o feiticeiro

Logo após a proibição do Uber pela justiça, a quantidade de Downloads aumentou em 5 vezes.

Com relação às extensões de navegador, bem...





Além disso, não tenho as fontes, mas dizem que 2 de cada 3 visitantes do YouTube usam algum bloqueador de propagandas e 1 de cada 4 visitantes de sites os usam. Só para mostrar que intimidação, como por exemplo chamar que usa essas extensões de patéticos (e recebendo o devido e merecido owned logo em seguida), não funciona.

E aí, continuam achando que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? Duh!! Pergunta estúpida. Nem sei porque eu a fiz. O pessoal que pensa isso deixou o seu comentário e já foi embora há muito tempo do site.

A bem da verdade estava engatilhando um texto somente sobre o AdBlock, mas vendo o que aconteceu nessa semana com essa notícia, decidi escrever esse texto e agora nem sei mais se eu vou publicar aquele outro só sobre o AdBlock.

E para terminar, se eu usaria esse aplicativo para pegar alguma carona com algum desconhecido? NEM PHODENDO!!! Assim como eu não uso táxi (quer dizer, já usei, mas se foi umas sete vezes foi muito. E a conta já deu). Se eu quiser ir para algum lugar ou eu peço carona para algum amigo ou parente, ou então eu vou de transporte público.

Tem coisas que eu não entendo.

De fato, existem algumas (ou melhor, várias) coisas que eu não consigo entender. E algumas dessas coisas vêm por meio da Internet.

Uma dessas coisas é como uma pessoa consegue ser AUTO DE DATA!

É isso mesmo. Algumas pessoas são AUTO DE DATAS. Para quem duvida, abaixo vai uma imagem de uma pessoa assim:


Não, não é fake. Acreditem se quiser, mas eu vi essa preciosidade na Internet. Mais precisamente num blog que, acredite se quiser e como se isso fosse difícil, contem erros piores que esse, o que me faz crer que o autor do blog, um usuário mala do diHITT, tenha sido um reprovado do MOBRAL.

Eu fico imaginando o que o Jânio Sarmento (que chegou a ter um blog chamado Curso de Português) sentiria ao ver que algumas pessoas são AUTO DE DATAS.

E sim, o texto é exatamente nessa formatação, fundo branco com texto cinza. Pelo visto esse analfabeto sequer lê os textos que publica para ver se são agradáveis de serem lidos.

E depois que eu escrevi esse texto não sei o que me surpreendeu mais: O analfabeto que é AUTO DE DATA ou então o fato de ainda existir o diHITT (uma das 34658934593407567398679837 cópias brasileiras fracassadas do digg) e ainda existir quem o usa?

Quem dera eu fosse um capitalista.

Uma coisa que é fato mais do que notório é de que brasileiro não gosta do capitalismo. Capitalismo aqui é tido como palavra feia e ganhar dinheiro, muito dinheiro e ter lucro é um pecado tão grave que só pode ser perdoado pelo papa. Com uma coisa assim, eu me faço a pergunta: Como é que pode, na terra da lei de Gérson, terem aversão por ganhar dinheiro e por quem ganha dinheiro? Mesmo que de maneira honesta.

E por causa disso o vocábulo capitalista virou um palavrão. Chamar alguém, ou ser chamado, de capitalista, é tão feio quanto chamar, ou ser chamado, de filho da puta, vagabundo, lazarento, morfético, vadio e cuzão. Tudo isso junto.

Em geral essa "ofensa" e "xingamento" é propalado por comunistas, anarquistas e socialistas de bazar e esquerda festiva em geral para pessoas que escrevem coisas que essa turma não gosta de ler ou quando fala coisas que essa mesma turma não gosta de ouvir. "Ah! Você não passa de um capitalista selvagem", ou "seu porco capitalista", ou então "seu cão capitalista".

Aliás, já cheguei a ser "ofendido" e "xingado" por esse pessoal em minhas andanças por essa série de tudo. Fui chamado de "cão capitalista", olha só.

Fui então consultar o pai-dos-burros (continua com hífen?) para ver o significado do verbete. E olha só o que eu encontrei:
  1. Relativo ao capital ou ao capitalismo.
  2. Que fornece capital a uma empresa.
  3. Quem vive do rendimento de um capital.
  4. Aquele que tem muito dinheiro.
E olha só. Quem dera fosse eu um capitalista. Especialmente pelos itens 3 e 4. Quem dera que as "ofensas" e "xingamentos" fossem verdade. Jamais ficaria tão feliz de ser tão "ofendido" e "xingado" como dessa maneira.

Links da semana - 46.

E eis que vem mais um mês de 2015 vai para o saco. Enquanto março de 2015 ainda existe, fique com mais essa lista de textos da semana.
  • Após uma década, YouTube ainda não é lucrativo, do YouPix. Depois de ler o texto, só tenho uma coisa a dizer: Bem feito. Bem feito tanto para o Google, que com essa síndrome de novo rico e na sanha de querer dominar a Internet comprou um belo elefante branco e bem feito para o YouTube, que foi mostrado que o rei está nu. Estamos precisando urgentemente de um concorrente para o YouTube, assim acaba com a panca e a arrogância deste.
  • Não apague as suas luzes hoje as 20:30, do Discutindo Ecologia. Aproveitando que hoje vai acontecer mais uma "Hora da Terra", aproveitem uma leitura sobre esse importantíssimo movimento de luta contra o aquecimento global. Sim, o texto é de 2009 mas ainda vale.
  • Luciana Gimenez consultora energética, do Contraditorium. Celebridade (ainda mais uma celebridade como ela, que é conhecida por sua inteligência) dando pitaco nas redes sociais sobre um assunto da qual não tem a menor ideia. Qual a novidade? Mas o pior é que ela diz isso e influencia milhares de pessoas. Eis aí o poder de influência das redes sociais. E viva a era da (des)informação.
  • Craque Imortal - Paul Breitner, do Imortais do Futebol. Uma bela descrição do genial e genioso lateral e meio-campo alemão. Um dos quatro jogadores a ter feito gols em duas finais de Copa do Mundo. Para quem vive dizendo que alemães são todos frios, gelados e sem emoções. E aqui um contraexemplo para quem diz que todo jogador de futebol é um alienado cabeça-de-bage (OK, a maioria realmente é).
  • Grandes Nomes da Ciência: Iberê Thenório, do Ceticismo.Net. Legal a homenagem que o André e o pessoal do SciCast fizeram para o Iberê. Ele merece. Uma pena que, para cada Iberê existam 20 Cauê Moura, para cada Nerdologia existam 15 Felipe Neto e para cada Pirulla existam 9 Daniel Fraga e 12 Condessa de Loppeux.
  • A USP comprovou mesmo a cura com as mãos?, do E-farsas. Até que essa notícia poderia ser verdade, já que as universidades brasileiras viraram antros de pseudociência. E para quem ainda acredita nessa bobajada de Reiki e toque terapêutico, procurem por Emily Rosa.
  • Pra que servem as petições online contra políticos corruptos?, do Oene. Essa é fácil de responder. Para NADA.
E é isso. Até mais uma lista.

Feliz dia mundial da água para você que faz a sua parte.

Depois de três semanas de inércia, eis que o blog volta a ativa. E volta num dia especial, já que hoje é dia 22 de março de 2015 e, desde 1992, convencionou-se que em todo dia 22 de março seria celebrado o dia mundial da água.

E o Brasil sempre teve uma posição privilegiada com relação à água. Afinal de contas, na Terra de Vera Cruz fica concentrada cerca de 10% de toda a água doce disponível no mundo[citation needed]. Além disso é onde fica a maior bacia hidrográfica do mundo (a bacia amazônica) e o país também conta com as duas maiores reservas hídricas do mundo, que são os aquíferos Alter do Chão e Guarani (não é Ponte Preta).

Mas de uns tempos para cá isso mudou. A seca e falta de chuvas que sempre foram tão costumeiras no sertão nordestino no Brasil chegou a outras regiões do Brasil e atingiu justamente as regiões mais populosas, mais desenvolvidas, mais ricas e mais importantes do Brasil, que são as grandes cidades e regiões metropolitanas do Sudeste. E com a diminuição da quantidade de chuvas, os principais rios e reservatórios que abastecem essas cidades e regiões tiveram quedas em suas vazões e em seus volumes. E em alguns lugares a queda foi drástica. No sistema da Cantareira, por exemplo, chegou-se a 5% da capacidade da represa, a ponto de ter que usar a segunda cota do volume morto.

E sim, houve queda sim dos reservatórios, ao contrário do que disse um vlogueiro brasileiro (me reservo de dizer o que penso desse pessoal) de nome Verdade Oculta mostrando que o sistema Cantareira está, sim, cheio e que essa estratégia de dizer que esses sistema estaria a beira do colapso não passa de mais uma das muitas tramoias perpetradas pelos Iluminattis (sei lá como escreve essa bosta), Bilbeberg, Rockfeller, maçonaria e o Seu Juca da padaria da esquina (com um nome como aquele, por que será que eu não estou surpreso que ele só publique as maiores necedades conspiracionistas? E viva a era e a sociedade da desinformação). As respostas a esse filho da puta que se vale da ignorância alheia já foram muito bem dadas nesse texto do Gilmar, nesse vídeo do Trocando Ideias e esse vídeo do Pirulla.

E com a queda da vazão e do volume desses rios e reservatórios, aconteceu aquilo que era inevitável. Racionamento, desabastecimento, falta, diminuição da pressão de distribuição e até mesmo rodízio de água aconteceram em cidades e regiões importantes como Ribeirão Preto (e isso porque a cidade fica em cima do Aquífero Guarani), a Baixada Fluminense e Baixada Santista (e isso porque ficam próximas ao litoral), a Grande Belo Horizonte, a Grande São Paulo, o Vale do Paraíba e até mesmo a Região Metropolitana de Campinas. E em Itu, por exemplo, o negócio descambou e os ituanos atacaram e depredaram a câmara de vereadores da cidade, como se os vereadores tivessem culpa pela falta de água (só falta aparecer algum débil mental me chamando de pelego pois eu estaria "defendendo" os edis de Itu). Sim, falta de água. Pro inferno com esse jargão jornaleiro politicamente correto de "crise hídrica".

E por causa disso, o cidadão comum tem tomado, somente agora que a água começou a bater na bunda (ou, nesse caso, deixou de bater), medidas preventivas para diminuir o consumo de água. Você tem feito a sua parte, somente agora, ante à falta de água que assola algumas regiões do Brasil? Então, nesse dia 22 de março de 2015, dia mundial da água, aqui vai os meus parabéns para ti. Parabéns, idiota!! Otário!! Parvo!! Néscio!! Estúpido!! Cretino!! Imbecil!! Ignorante!! Babaca!! Bobalhão!! Retardado!! Débil mental!! Leso!!

Sim, você amiguinho consciente e sabedor dos seus direitos e das suas responsabilidades que está economizando água, somente agora, por causa da crise de abastecimento. Você é tudo isso que eu disse e mais um pouco. Primeiro porque as medidas que tem sido tomadas são isentas de qualquer tipo de crítica, como, por exemplo usar água de descarga para tomar banho (pena que essa água de descarga não dê para tirar a merda que tem dentro da cabeça de quem criou uma coisa ridícula dessas), ou então ir para o vão livre do Masp fazer dancinha da chuva (incrível como todas as idiotices de paulistano são feitas no vão livre do Masp, incluindo o grande convescote de semana passada, dia 15 de março), ou então criar máquina que para gerar 1 metro cúbico de água (e sabe-se lá mais o que) gasta R$ 200,00 (e vai saber quantos litros se passaram para girar as turbinas que geraram a eletricidade que essa máquina consumiu).

Além disso, deveríamos analisar porque a quantidade de chuvas diminuiu tanto a ponto de ter seca e solo rachado em São Paulo. E não, a razão não é porque as pessoas estão chorando menos, como disse a mestra ascensorista. A razão é mais científica e menos ridícula que isso. A razão é que estão sendo diminuídas as áreas verdes. As manchas urbanas estão aumentando e as áreas verdes estão sendo desmatadas. E as principais razões para a remoção dessas áreas verdes são a especulação imobiliária, que avançou para cima das margens de rios, de áreas de mananciais, de nascentes e de proteção ambiental para construção de condomínios fechados para os bacanas e ocupações irregulares, invasões e formações de favelas. E nenhum governo controla e combate nem um, nem outro.

E sem árvores não tem transpiração, sem transpiração não tem aumento de umidade, sem aumento de umidade não tem precipitação e sem precipitação, não há chuva. E aqui vai um outro vídeo do Pirulla falando a respeito disso. Fiquei chocado quando ele disse que em 40 anos a mancha urbana da Grande São Paulo quase triplicou e a população quase dobrou, apesar que em Campinas (guardadas as devidas proporções, é claro) aconteceu algo parecido. A mancha urbana da cidade aumentou de 270 km² para 400 km² e em 40 anos a população quase quadruplicou (era de pouco mais de 300 mil em 1970 e atualmente está em quase 1,2 milhão de habitantes). Não achei as fontes dessas informações, mas assim que eu achá-las (ou alguém me disser) eu edito o texto e as coloco aqui.

Além da devastação das áreas verdes próximas as regiões metropolitanas, também tem o desmatamento que acontece na Amazônia, já que boa parte das chuvas que caem sobre São Paulo tem como origem a Amazônia, por meio dos seus rios voadores. Aliás, não fosse a Amazônia, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná seriam desertos.

E não só a quantidade de água está diminuindo como o pouco de água potável e bebível que ainda existe é tratada de qualquer jeito, sem o devido descarte e tratamento por parte de quem faz o tratamento. Em outras palavras, estão cagando no pouco de água potável que ainda resta. E aqui vai esse vídeo do Nerdologia que falou disso e também do desmatamento e diminuição das áreas verdes.
"E quando você vai falar do consumo de água?"
Agora mesmo meu querido leitor apressado. Sabe como é consumida a água no Brasil? É consumida dessa forma:
  • 72% dá água é consumida pela agricultura e agronegócio (principalmente por causa da irrigação).
  • 22% é consumida pela indústria.
  • 6% é de consumo humano (isso mesmo. SEIS porcento).
Como diria o camarada ImprenÇa {{não acredite em mim}}.

E imagino eu que boa parte dessa água é usada para a plantação, cultivo e irrigação da bosta da soja. E aí? Depois dessa você ainda acha que tomar banho de canequinha, dar descarga somente quando fizer o número 2, fazer xixi no box vão evitar o colapso hídrico?

E aos nossos amiguinhos veganos, depois disso, vocês ainda acham que o seu hábito de vida ajuda a economizar água? E no caso de vegetais é ainda pior, pois também são usados agrotóxicos. Ou seja, além de xixi, cocô, fármacos, cocaína e metais pesados, ainda se misturam os agrotóxicos à água potável.

Mas o pior nem é isso. O pior mesmo é quando jumentos donos de blogs políticos decidem dar o seu pitaco criticando quem critica que os maiores esbanjadores e consumidores de água são o agronegócio e a indústria e justificando o nome dele. Pois é, quem diria? Seguindo o paradigma do relógio quebrado, dessa vez fico do lado do comunista (com algumas ressalvas, é claro). Mas vai esperar o que de blogueiros políticos? Hein? Hein? Hein? Hein?

E eu ainda nem falei do desperdício de água. Você, caro amiguinho consciente e que faz de tudo para economizar água, saiba que empresas de tratamento e distribuição de água não só estão cagando para o tratamento e para a qualidade da água, como também estão cagando para a distribuição da mesma? Dados mostram que cerca de 31% da água distribuída pela SABESP é desperdiçada, e no caso da CEDAE, do Rio de Janeiro, o desperdício é de 50% (!!!!!). Essas informações sobre o desperdício de água quando da distribuição eu encontrei nesse texto do Cardoso.

E aqui na Região Metropolitana de Campinas é essa gracinha abaixo:
Novamente, como diria o ImprenÇa {{não acredite em mim}}

Li essa notícia folheando o jornal Correio Popular (sim, eu ainda realizo essa atividade antiquíssima que remete ao século XX. Bem menos nas últimas semanas, mas ainda a faço) e graças ao Google consegui encontrá-la aqui na Internet. Será que o Correio Popular faz parte da imprensa-golpista-burguesa-conservadora-reacionária-autoritária-malvada-feia-chata-boba-suja-fedida-que-mora-longe-elitista-racista-branca-de-olhos-azul-e-verde (ela tem heterocromia)?

Nossa. Que legal isso que acontece em Campinas. Apenas 20% da água que é distribuída é desperdiçada. Apenas 1 de cada 5 litros. Isso é irrelevante. Isso é praticamente nada. Chupa, Tóquio, com seus 2% de desperdício.

E esses vadios ainda tem a pachorra de querer multar quem desperdiça água. Será que isso também vale para eles? Será que eles vão se multar?

E claro que, quando tem um problema como esse que aflige a população, vem aquele pessoal que adora e ama de paixão coletivizar a culpa e de fazer com que cada um "reflita e medite sobre a sua parcela de responsabilidade". Bem, se esse pessoal vier me perguntar qual a minha responsabilidade pela falta de água eu vou, de cabeça erguida, peito estufado e boca cheia, responder assim: A minha responsabilidade sobre tudo isso que está acontecendo é NENHUMA. Eu sei que dar essa resposta vai chocar e estilhaçar o coração dos floquinhos que estão fazendo a sua parte, mas é isso mesmo. Vou fazer o quê? Vou falar o quê? Até porque, eu já faço tudo isso que eles, SÓ AGORA, estão fazendo. Então, definitivamente, não tenho culpa alguma.

E além disso, quando tem um problema como esse que aflige a população, não poderia faltar a presença dos sofativistas, que, com seus twittaços, #hashtags, textões de Facebook, imagens revoltadíssimas, abaixo-assinados, videozinhos irados do VocêTubo, curtidas e compartilhamentos de conteúdos, expiam culpa burguesa, aliviam consciência pesada e mostram como que eles se preocupam e como se empenham na mitigação do problema.

Essa imagem está no Tumblr e será publicada ainda hoje. Dá um tempinho.

E quando se tem uma onda sofativista sobre um determinado assunto, é evidente que não pode faltar a presença dos asnonymous Anonymous, esses MOLEQUES RETARDADOS IGNORANTES IMBECIS e ESTÚPIDOS. Seja com ataques de sites (afinal, é a única coisa que esses bostinhas sabem fazer da vidinha imprestável deles), seja com videozinhos piegas que só eles sabem fazer, seja acreditando e repassando boçalidades.

E aí? Depois de mais de 11 mil caracteres e 1800 palavras, você ainda acha que as suas atitudes vão nos salvar de um possível Mad Max?


Então, parabéns para ti. E feliz dia mundial da água para você e para todo mundo que for da sua família

Links da semana - 45.

Depois de algum tempo sem publicar o que quer que seja aqui, eis que venho com mais uma lista de links da semana. Hoje será excepcionalmente no domingo.

Aí vão os textos:
  • Milagre: Brasil aprova Projeto Sirius, R$ 1,3 bilhão de pura ciência, do MeioBit. Claro que uma notícia tão boa como essa só poderia ter acontecido em Campinas, terra do melhor blogueiro do mundo (eu, para simplificar). Será que o prefeito radialista, que participou da cerimônia, sabe o que é uma luz síncrotron?
  • Facebook Freebooting, o pesadelo dos Youtubers, do YouPix. Aí umas das razões do Facebook ganhar tanto dinheiro. Depois dessa, o vocábulo que melhor define quem é Mark Zuckerberg é: Parasita. Já não basta ser parasita de dados, informações, hábitos e da privacidade alheia, agora é parasita do conteúdo alheio?
  • O gigante voltou a dormir, do Janelas Quebradas. O gigantinho geração Ydiota criado a leite com pera e Merthiolate que não arde diz que os políticos "naum mim representam", mas na hora de votar, ele escolhe quem? Os mesmos políticos. Quero só ver agora um filho da puta vier com esse mimimi.
  • Valdemiro Santiago está quebrado, do Genizah. Ótima e auspiciosa notícia. Tomara que a mesma coisa aconteça com $ila$ Malafaia, €dir Mac€do, RR $oare$, Apó$tolo E$t€vam e Bi$pa $ônia e outros picaretas da mesma laia.
  • Negacionismo desmascarado, do O que você faria se soubesse o que eu sei?. Muito interessante isso. Muito interessante saber quem são esses aí que negam o aquecimento global.
  • #Chemtrails for dummies, a verdade está lá fora, do Aviões e Música. Realmente a verdade está lá fora mas a gentalha ignorante ainda prefere ficar dentro do facebosta.
E é isso aí. Até a próxima.

Confirmado. O Acre existe sim e lá tem água.

Sempre é feita a piadinha de que o Acre não existe. Mas como todo piadinha, ela não necessariamente reflete a realidade. E a realidade mostra que o Acre existe sim. As provas:
  • A primeira prova de que o Acre existe é a de que, há alguns anos atrás, o Guarani foi jogar uma partida pela Série C (ai ai) contra o Rio Branco Football Club na cidade de Rio Branco, capital do estado que dizem que não existe. Perdeu. Aliás, levou de 4 a 2.
  • A segunda prova de que o Acre existe é a de que, um ano depois do Guarani, foi o Santos que enfrentou o mesmo Rio Branco, na mesma cidade de Rio Branco, mas pela Copa do Brasil. E ao contrário do Guarani, ganhou de 2 a 1.
  • A terceira prova de que o Acre existe é a de que meu blog recebe visitas de lá.
  • A quarta prova de que o Acre existe vem com uma pergunta. Qual a origem de políticos como Marina Silva, Tião Viana, Tião Bocalom, Jorge Viana e Sérgio Petecão? Isso mesmo, Acre.
  • A quinta prova de que o Acre existe é a de que ele perfaz 365 voltas em torno do sol. Ok, existe. Mas não necessariamente faz parte da Terra.
E a sexta prova de que o Acre existe é o vídeo abaixo, mostrando que não só o Acre existe como, ao contrário de São Paulo, lá tem água:


Link para o vídeo

Impressionante isso, não?

Aliás, não só no Acre que há água. No Nordeste, por incrível que pareça, ao contrário de São Paulo, também tem água. Duvida? olha aí o vídeo:


Link para o vídeo

Incrível, não?

Mas será que no Acre existe uma cidade que ficou entre as 10 cidades mais feias do mundo? Aliás, feia, suja, fedida, velha, poluída, degradada, cara.

E será que no Acre também existe preconceituosos, mimizentos e floquinhos de neve que ficam ofendidos com esse pessoal que fica ostentando opulência ao mostrar uma torneira saindo água (sim, teve floquinha de neve que ficou ofendida com o moleque ostentando monóxido de diidrogênio)?

E para quem não gostou desses vídeos, o choro é livre. Mas vá chorar lá no Cantareira, já que, apesar de ter chovido bastante lá, ainda está no volume morto (só tem 9% da capacidade). Ou então vai aproveitar ás águas do Tietê. Ou então fiquem indignados com coisas como essa que aparece abaixo:


Link para o vídeo

Ou então podem me xingar a vontade na área de comentários do blog. Mas aí vocês correm o risco de ter seus e-mails e endereços de IP expostos publicamente e de serem banidos de comentar por aqui. E aí? Vão se arriscar?

Jornalistas e colunistas. Para que precisamos deles?

Enquanto aguardo aos importantes eventos que acontecerão nesse domingo, como a posse do "novo" Congresso Nacional (daqui há alguns minutos, às 10 horas, os deputados serão empossados) e, principalmente e especialmente, o Super Bowl XLIX, fiquei de bobeira na Internet vendo se, de repente encontrava algo que pudesse ser colocado aqui.

E encontrei. Foi sobre uma novidade tecnológica. A possibilidade de poder usar o smartphone projetado sobre a própria pele.

Abaixo a notícia sobre essa inovação tecnológica:


Qual o problema com essa novidade tecnológica? Nenhum. Apenas que... É UMA BAITA DE UMA MENTIRA!

Sim, meus senhores e minhas senhoras, o prezado colunista, que eu não vou dizer o nome e nem vou dizer onde ele trabalha (mentira, vou dizer sim. É a veja. Como não poderia deixar de ser) caiu no conto do vigário do smartphone que dá para ser usado com um bracelete e projetado no braço.

Se ele fosse menos apressadinho e pesquisasse sobre essa maravilha tecnológica, encontraria esse texto do E-Farsas falando mais sobre essa maravilhosa inovação tecnológica.

Mas na era e na sociedade da (des)informação, o que importa é ser o primeiro a divulgar uma "notícia". Primeiro divulga-se e depois verifica-se se a "notícia" é verdadeira ou não. Como no caso do avião do Eduardo Campos que virou um helicóptero.

Cada vez mais eu me pergunto. Para que precisamos dos jornalistas e colunistas atualmente? Pelo visto ainda vai demorar muito para que surjam novos Samuel Wainer, Bob Woodward e Carl Bernstein. E Will McAvoy se mostra cada dia mais apenas uma fantasia.

Amanhã assume o congresso que realmente representa o povo.

Acontecerão vários eventos importantes nesse fim de semana que marca o encerramento de um mês e o começo de outro. E não é só um encerramento de mês. É o encerramento do primeiro mês do ano. Voltando aos acontecimentos importantes nesse fim de semana. O primeiro acontecimento se dá hoje, dia 31 de janeiro, último dia do primeiro mês do ano (por favor Lucho, pare com esse negócio de primeiro. POR FAVOR!!!), dia em que esse blog completa sete anos de existência. Isso mesmo, sete anos de sucesso absoluto aqui em casa. Não tem para ninguém.

É o seguinte, pípou. Durante as micaretas fascistas, na época em que o Gigante Acordou™, que aconteceram em 2013 e 2014, uma das coisas que mais foram ditas é que os políticos atualmente não representam a população. Obviamente, os sofativistas seguiram o coro e, já que são acomodados, bundões e covardes ao extremo para sair de casa e ir para a rua arriscar a levar porrada, sprayzada, paulada, cacetada e borrachada dos policiais (ou ao menos para segurar um mísero cartazinho), decidiram inundar (e imundar também. Pelo menos no Aulete essa palavra existe) a Internet com imagens, textos, textões, mensagens e vídeos idiotas, já que isso é a única coisa que esse pessoal sabe e consegue fazer e é algo que exige um esforço brutal dos neurônios desse pessoal (todos os dois). Quem quiser ver alguns desses conteúdos, pode vê-los nesse e nesse link (se quiser ver mais, vai ter que abrir uma conta no Tumblr).

Pois muito bem. O Gigante Acordou™, brincou bastante nas micaretas fora de época, tirou um monte de selfie e postou essas porcarias no istragão e no feicebuque (e ainda por cima queriam fazer isso às custas da Internet dos outros), foi votar e:
  • Reelegeu Russomanno com mais de 1,5 milhão de votos.
  • Reelegeu Marco Feliciano com mais de 300 mil votos (o terceiro deputado federal mais votado de São Paulo).
  • Ainda em São Paulo foram reeleitos Arlindo Chinaglia e Vicentinho. E foi eleito Luiz Lauro Filho, o sobrinho do prefeito radialista.
  • Reelegeu Jair Bolsonaro com mais de 400 mil votos (o mais votado do Rio Janeiro). E elegeu o filho dele (Flávio Bolsonaro) com mais de 160 mil votos (o terceiro deputado estadual mais votado).
  • Reelegeu Clarissa Garotinho com mais de 300 mil votos (a segunda mais votada do Rio de Janeiro).
  • Elegeu Samuel Malafaia (é irmão) com mais de 140 mil votos (o terceiro deputado estadual mais votado do Rio de Janeiro).
  • Reelegeu Cidinha Campos. A quem não está ligando o nome à pessoa.
  • Ratinho Júnior foi reeleito com mais de 300 mil votos no Paraná.
  • O deputado Luís Carlos Heinze, que disse que índios, gays e lésbicas não prestam foi reeleito e ainda foi o mais votado no Rio Grande do Sul.
  • Ainda no Rio Grande do Sul, foram reeleitos Onyx Lorenzoni, Marco Maia e Paulo Pimenta.
  • O soldadinho de chumbo Coronel Telhada, que já era vereador, foi eleito o segundo deputado estadual mais votado de São Paulo.
  • José Serra foi eleito senador e vai substituir o Suplicy (vai trocar um zero à esquerda por outro zero à esquerda).
  • Fernando Collor foi reeleito senador por Alagoas.
  • Tasso Jereissati vai retornar como senador pelo Ceará.
  • Elmano Férrer, o véin trabalhador, foi eleito senador pelo Piauí.
  • José Maranhão foi eleito senador pela Paraíba. E ainda pela Paraíba foi eleito como deputado federal mais votado por aquele estado um tal de Pedro Cunha Lima. Esse sobrenome não me é estranho.
Enfim, esses, e outros, resultados podem ser vistos nessa página do UOL com os resultados do 1º turno das eleições. E todo esse pessoal será empossado amanhã, dia 1º de fevereiro de 2015 para mais uma legislatura. Esse é o segundo evento importante que acontecerá nesse fim de semana.

Agora vejamos:
  • Diziam que não era só por 20 centavos, porém foi a única coisa que conseguiram.
  • Diziam que não ia ter Copa. E teve.
  • Depredaram o patrimônio público e privado alheio, mas diziam que era sem vandalismo (banco não conta, pois todo castigo para banco é pouco).
  • Expulsaram ao socos, murros e pontapés quem portava uma bandeira, camiseta ou broche de partido ou movimento social, mas diziam que era sem violência.
  • Também expulsaram aos socos, murros e pontapés quem portava uma câmera ou microfone (isso quando não meteram um rojão na cabeça de um cinegrafista), mas, novamente, era sem violência (e depois ia chorar as pitangas no feicebuque dizendo "isso a mídia não mostra").
E para finalizar, o Gigante Acordou™, ficou de mimimi dizendo que os políticos não os representam e protestam como? Elegendo os mesmos de sempre. Ou, se não os mesmos, os filhos (ou sobrinhos) dos mesmos. Se antes os políticos e o Congresso não os representavam, a partir de amanhã, vocês terão os políticos e o Congresso que os representam. Que por sinal, são os mesmos (tanto os políticos, como o Congresso). Parabéns.


Eu só quero ver agora aparecer um filho duma puta dizendo que os políticos e o Congresso "naum mim representão". Aliás, vou começar a bater mais forte em que aparecer na minha frente com essa ladainha.

E amanhã não somente vai ser empossado o "novo" Congresso, como serão empossados os "novos" presidentes da Câmara e do Senado. Eu só quero ver quem será o "novo" presidente do Senado.

Quanto a mim, estou mais interessado no terceiro evento mais importante que acontecerá nesse final de semana, que é o Super Bowl XLIX (ou Super Bowl 49, caso você vergonhosamente não consiga ler algarismos romanos). Ainda bem que o do ano que vem será o Super Bowl 50, assim mesmo, com os algarismos arábicos ao invés dos romanos e algarismos dourados. Ficou muito bonito o logo.

E aí. Quem será que vence? Seahawks ou Pats?

Adivinha quando foram ditas essas frases.

Encontrei uma série de quatro frases falando a respeito de gerações (mais precisamente dos jovens). Seguem abaixo essas frases:
"Não tenho nenhuma esperança quanto ao futuro do nosso país, se a juventude de hoje tomar o poder amanhã, porque esta juventude é insuportável, sem comedimento, simplesmente terrível."
"Os jovens de hoje gostam do luxo. São mal comportados, desprezam a autoridade. Não têm respeito pelos mais velhos e passam o tempo a falar em vez de trabalhar. Não se levantam quando um adulto chega. Contradizem os pais, apresentam-se em sociedade com enfeitos estranhos. Apressam-se a ir para a mesa e comem os acepipes, cruzam as pernas e tiranizam os seus mestres."
"O pai teme os seus filhos. O filho acha-se igual ao seu pai e não tem nem respeito nem consideração aos seus pais. O que ele quer é ser livre. O professor tem medo dos seus alunos. Os alunos cobrem o professor de insultos. Os mais novos querem tomar já o lugar dos mais velhos. Os mais velhos, para não parecerem antiquados ou despóticos, consentem nesta demissão. E, para coroar tudo, em nome da liberdade e da igualdade: a libertação dos sexos!"
"Esta juventude está estragada até ao fundo do coração. Os jovens são maus e preguiçosos. Eles nunca serão como a juventude de antigamente... A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura."

Quem acha que essas frases são sobre a geração Y... errou. E errou por muito. Aqui vai os autores da frase:
  • A primeira frase foi dita por Hesíodo, em 720 AEC.
  • A segunda frase foi dita por Sócrates (não o jogador), no século V AEC.
  • A terceira frase foi dita por Platão, em A República, livro VIII.
  • E a quarta e última frase não tem uma autoria. Estava escrita num vaso de argila babilônico, com mais de 4000 anos de idade.
Pois é. Desde eras bastante remotas já era assim. Mas vamos falar a verdade, essas frases têm tudo a ver com a geração Ydiota, não acham?

Links da semana - 44.

Mais uma semana de 2015 está indo pro saco. E na terça-feira dessa semana, começou mais uma vez a praga. Seria o BBB? Não. Não é exatamente essa praga a qual eu me refiro, mas sim a intelligentzia anti-BBB que aparece do nada bradando os seus velhos e habituais clichês e compartilhando aquelas porcarias de imagens e vídeos batidos e surrados. Para esse pessoal aqui vão os textos da semana:
  • Desligue o anti-BBB e abra um livro, do Cão Uivador. Foi um texto que eu linkei naquele meu texto caça paraquedista de BBB (que por sinal já está no Top10 da semana). É isso mesmo. Ao invés de pentelhar os seus "amigos" no feicebuque com imagens contra o programa, vão abrir um livro. Mas de preferência que seja um de qualidade.
  • A chatice anti-BBB, do Sem Formol. Gente posando de intelectual por não assistir o BBB (ou qualquer outra coisa) é um saco.
  • Odeia o BBB? Saiba como se livrar dos posts no Facebook e Twitter, do Clan Cobra. Caso o vício pelo ópio dos internautas seja maior que a vontade de ler um livro, aí três ótimas dicas para se livrar de textos sobre o programa. Muito melhor usar um desses filtros do que ficar com revolução de sofá contra o programa.
  • 5 formas de bloquear o BBB 15 da sua vida, do Listonas. Mais algumas sugestões para quem quiser ficar longe desse programa. Já sabem. Usem-nas ao invés de ficar de mimimi.
  • Sorry pessoal, mas o Bial tem imunidade, do Contraditorium. Para aqueles que escarnecem não só do programa mas também do apresentador, saibam que Pedro Bial noticiou e testemunhou ao vivo um grande momento histórico. Fazem melhor?
  • BBB 15: O pior mesmo são os anti Big Brother chatos, do Compras by Gus. Você não gosta do BBB? Faça que nem eu e que o Gustavo. Não assista. Ou será que vocês foram obrigados a isso? Eu não fui.
  • Reality Shows - ou: O lari lari anti-BBB, do Café Onírico. "ficar tentando chamar atenção em redes sociais não diferencia você da figura de um Brother". Simplesmente perfeito. Attention whores são sempre intragáveis.
  • Ex-ativista do Femen 'anti-BBB' agora se inscreve no programa, do Pragmatismo Político. Olha só qual o futuro de um anti-BBB. :)
  • O clichê anti-BBB, do Rogério Quintanilha. Ri desde a primeira até a última linha do texto. Recomendo a leitura. E não me responsabilizo pelas carapuças que servirem.
Puxa vida. Nove textos. É muito mimimi. É isso. Aproveitem as leitras.

E a todos que detestam o programa (isso é vosso direito e não me oponho a isso), por favor, desliguem a televisão quando o programa começar (controle remoto existe para isso), saiam do Facebook e leiam um livro. Mas que não seja gaypúsculo, 50 tons de putaria, a culpa é das estrelas, o mínimo que você precisa saber para ser um Olavo de Carvalho da vida ou outro best-seller qualquer.
 

Últimos textos

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Estatísticas

Desde 31/01/2008:

Dias online
Postagens
comentários