Pesquisar este blog

Ziraldo ataca de novo.

[Texto revisado]

Você se lembra do vídeo em que o Ziraldo chama o internauta de idiota? Ou melhor, deixa eu reformular a pergunta: Você já se esqueceu da existência desse vídeo? Essa é a melhor pergunta a ser feita, já que a histeria e a repercussão por parte dos que vestiram a carapuça da turma foi muito grande (até hoje o vídeo é visto. Que o diga as mais de 90 mil visualizações e os mais de 300 comentários). Acontece que esse vídeo na verdade foi uma manipulação virulenta da entrevista. Esse mísero trecho de 30 segundos foi pego de uma entrevista de quase meia hora em que, na maior parte da entrevista, Ziraldo tece elogios à Internet. E o Ziraldo falou a respeito dessa manipulação virulenta da entrevista dele.

Mas, perambulando pela Internet, achei um vídeo de uma outra entrevista dada por Ziraldo, em que ele fala sobre Internet e, mais uma vez fala bem da Internet, porém não fala tão bem dos seus usuários. Mas dessa vez, suas críticas são também direcionadas aos blogueiros.

Segundo Ziraldo:
"A Internet é uma coisa completamente nova na alma, na pele, no comportamento, nas vísceras do ser humano. O ser humano nunca podia imaginar que pudesse ser ubíquo, quer dizer, estar ao mesmo tempo em todo lugar.[...] E uma coisa tão maluca que o ser humano ainda não sacou o que fazer com ela [...]."
"[...] Hoje eu acho que a principal qualidade da Internet é a fonte de pesquisa. [...] Agora eu quero saber como é que é bandeira da Dinamarca [...] eu falo com a minha secretária: "Vê aí a bandeira da Dinamarca"; ela digita e vem a resposta em 2 segundos. Então isto é uma coisa absurda, você pode ter acesso a toda informação do museu britânico [...] é impressionante [...]."
"[...] Agora por outro lado, o convívio do ser humano com a Internet [...] está criando um homem novo, que é muito próximo do imbecil, quer dizer, está imbecilizando as pessoas. [...] Então esses blogs, essas coisas, dificilmente você vê uma pessoa brilhante nessa merda. A pessoa brilhante está interessada nela mesma, está atrás do olho do outro, pra saber o que o outro faz. [...] Então a Internet está potencializando a imbecilidade humana. Só tem babaca na Internet. [...]"
"[...] Eu descobri porque se chama chat, porque é a coisa mais chata que tem no mundo, entendeu. Eu vou ficar batendo papo com um cara que eu não sei que é. [...] Quem sabe o cara está me gozando, quem sabe é um idiota, [...] Por que eu vou responder uma pergunta de um sujeito que eu não estou vendo? [...] Daqui a pouco a gente se acomoda e descobre que não pode ficar tão babaca. Eu acho o Internauta um babaca [...]."
"[...] Para informar, [...] virou uma ferramenta espantosa, [...] a ditadura hoje fica mais difícil por causa da Internet. Quer dizer, se a gente tivesse Internet na época da ditadura, você saberia quem tava sendo torturado imediatamente, quem tinha sido preso, [...] a Internet não permite que o poder se controle mais. [...] Então a humanidade ainda não sabe o que vai fazer com isso, do ponto de vista de ser útil para a condição humana. Para a condição humana, a grande utilidade dela é velocidade da informação, [...] o resto ainda é viadagem [...]"
A entrevista pode ser vista abaixo:


Ele foi ainda mais veemente, tanto nos elogios, como nas críticas. Do que ele falou, só discordo (em partes) do que ele falou sobre os blogs. Com relação à Internet, não é preciso nem falar. Basta ver o Orkut, o MSN, a Wikipédia lusófona, os fotologs (e assemelhados) para certificar que ele está certo.

Agora com relação aos blogs, acho que ele está certo em partes. Realmente é difícil ver blogs interessantes e "pessoas brilhantes", conforme disse o Ziraldo; já que felizmente (ou infelizmente. Ainda não sei) é fácil de se criar um blog. É só criar uma conta em algum servidor gratuito de blogs, ou então paga um domínio e um plano de hospedagem (que não são tão caros), e baixa uma versão do WordPress e pronto, tem-se um blog. Essa facilidade, junto com notícias comentando a existência de pessoas que ganham dinheiro com blogs e sobrevivem disso, traz muitas pessoas que sequer sabem escrever direito.

Em relação ao fato dos blogueiros ficarem vendo o que o outro estava fazendo, realmente teve uma época em que os principais blogs só falavam dos outros blogs e blogueiros (tanto que se criou um termo, a "umbigosfera"). Não sou contra a existir blogs (e textos de blogs) que falem de outros blogs, de outros blogueiros e da blogosfera, que passam aquelas boas dicas para quem quer iniciar um blog. O problema é o exagero, é quando, no seu leitor de feeds, você só vê textos e mais textos dos seus blogs favoritos sobre os outros blogs e outros blogueiros, aí tem de dar um pouco de razão ao que o Ziraldo disse.

Mas essa é minha opinião. E o que vocês acham?
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST