Pesquisar este blog

Mais sobre cotas.

Ontem eu publiquei um texto sobre cotas para trabalhadores com mais de 40 anos e me lembrei que há alguns dias atrás eu estava na faculdade quando vi uma roda de pessoas discutindo sobre um assunto que sempre dá pano pra manga, que são as cotas. Tanto cotas para negros, pardos e indígenas, quanto para quem estudou em escola pública. As opiniões que eu tenho sobre ambos os assuntos estão logo abaixo.

Com relação às cotas para negros, indígenas e pardos, não tem argumentos que me façam mudar de opinião, eu sou contra e inclusive conheço muitos negros e pardos que são contrários a essas cotas. Vai aumentar o racismo dentro das universidades, vai aumentar a segregação dentro das universidades, os membros dessas etnias vão passar um atestado de incapacidade, um monte de gente vai se declarar negra ou parda sem ser, só para se dar bem. Isso sem contar algumas situações ridículas que podem acontecer.

Agora com relação às cotas da estudantes de escola pública, antes eu era contra, atualmente eu sou a favor, embora eu tenha estudado em escola particular. Primeiro, porque está mais do que provado que esses estudantes possuem, no geral, um desempenho muito bom na faculdade. E segundo, que é o principal, já repararam quem são os que reclamam contra essas cotas? São os alunos de escolas particulares que vão perder a vantagem que sempre tiveram, alegando que "a disputa ficará desigual" (como se sem as cotas já não fosse desigual) e os diretores e donos de escolas particulares, porque vão perder a clientela (é essa a palavra certa, não vão perder alunos e sim clientes).

Só que como eu disse, são assuntos polêmicos, e cada um tem opiniões diversas sobre ambos. Mas uma coisa que é unânime e que todos têm a mesma opinião, é que essas medidas só cobrem um santo e descobrem o outro, ambas só resolvem momentaneamente esse grande problema. Para resolver de verdade o problema (fazer com que todos tenham acesso às universidades públicas), é só investir mais na escola pública. Só isso. Será que é tão difícil assim?
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST