Pesquisar este blog

Edir Macedo espalhando a palavra ...da pilantragem

Uma coisa que eu sempre quis falar, e graças ao blog eu vou conseguir fazer isso é que eu não gosto da Igreja Univer$al e muito menos do seu líder, o Pedir Maiscedo (ops, é Edir Macedo). Nem eu e nem ninguém da minha família. Sempre achei bastante demagogo a maneira como os bispos e pastores conduzem a igreja e seus seguidores, especialmente no que diz respeito ao dízimo. Só que eu descobri uma coisa na Internet que me fez gostar ainda menos dessa empresa (quer dizer, igreja).

Passeando pela Internet, descobri nos blogs do Carlos Cardoso, do Jânio Sarmento e da Maysa um vídeo que circula há vários anos a respeito de uma reportagem do Jornal Nacional sobre a Univer$al (depois de ler todo o texto, você vai descobrir o porquê de eu substituir o "s" pelo cifrão). Como bem disse o Cardoso, as imagens são fortes e chocantes. Pela cara-de-pau do Macedo e dos demais bispos e pastores ensinando a como roubar (essa é a palavra certa) o dinheiro dos fiéis. O vídeo com a reportagem pode ser vista abaixo:


Perceberam a cara de pau desse vídeo? Mostra que a relação da Univer$al com a ladroagem (vide os escândalos do Mensalão e Sanguessugas) já é bem antiga. Mas o que poderia se esperar de uma igreja que tem um líder com pinta, jeito e voz de malandro? E que já foi preso?

Sem sombra de dúvida, a frase mais marcante (e revoltante) desse vídeo é:
[...]Você vai ajudar na obra de Deus. Se você quiser ajudar, amém, se não quiser ajudar, outra pessoa vai ajudar, amém.
[...]Se quiser amém, se não quiser que se dane.
[...]Ou dá ou desce!!
Mas o pior nem é isso. O pior é saber que a igreja ainda continua firme e forte, com direito a ser dona de diversas redes de rádio e televisão. O pior são os ataques que o Cardoso e o Jânio sofreram por parte dos crentes acéfalos, analfabetos, idiotas, intransigentes, preconceituosos e covardes (já que a grande maioria usa e-mail falso) ameaçando-os e condenando-os ao inferno (pelo menos a Maysa escapou dessas pestes), se achando os bons porque podem contribuir com dízimo. Grandes merdas.

Lembre-se que Jesus Cristo, em suas peregrinações e seus ensinamentos, nunca cobrou um centavo de seus seguidores, inclusive condenando e quebrando o pau com aqueles que transformavam igrejas em casas de negócios (ver João 2:16). Para os crentes que se acham bons porque podem pagar uma bosta de dízimo (e com direito a pagar pelo cartão), eu só digo uma coisa: Vocês estão patrocinando é o coisa ruim.

E para os crentes que atacaram o Cardoso, o Jânio e vierem me atacar, só tenho uma coisa a dizer: Que Deus te dê em dobro (ou até mesmo em triplo) tudo aquilo que você me desejar.

Em tempo, abaixo um vídeo que eu encontrei e que é o que muita gente pensa depois de ter lido o texto (especialmente os primeiros segundos):


E abaixo tem um vídeo de uma música, bem calma e bem suave que é uma homenagem à igreja:

 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST