Pesquisar este blog

O que faz um revolucionário nas horas vagas.

Todo mundo já ouviu algumas dessas frases:
"Si usted es capaz de temblar de indignación cada vez que se comete una injusticia en el mundo, somos compañeros, que es más importante."

"Hay gobierno, soy contra".

"Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás."

"Hasta la vitoria, siempre."

"Podrán morir las personas, pero jamás sus ideas."
O que essas frases têm em comum?

Além de serem frases que os integrantes de movimento estudantil e DCE adooooooooooooram usar, foram frases ditas por Ernesto "Che" Guevara.

Agora, olha o que ele fazia nas horas vagas:

Isso mesmo. Um dos maiores (senão o maior) revolucionário socialista, anticapitalismo e anti-imperialismo ianque bebia coca-cola, e com isso ajudava a estabelecer ainda mais o capitalismo e o poderio ianque no mundo.

Não é irônico?

Não. Talvez mais irônico seja que materiais anticapitalismo, como broches, adesivos, bandeiras, livros e, principalmente, camisetas com o busto de "Che" Guevara, registram recordes de vendas, impulsionam e fortalecem o capitalismo. "Che" Guevara, que queria acabar com o capitalismo, na verdade o está fortalecendo.

Bem, apesar dessas piadinhas (sem graça, é verdade), de fato ele era um revolucionário de verdade. Não ficava só nos discursos e nas palavras inflamadas. Deixou uma vida de confortos para se aventurar mundo afora em busca de tornar o mundo um lugar melhor para todos, combater todas as formas de injustiça, opressão e repressão. Só o fato dele ter morrido na selva boliviana mostrou que ele botou a cara no mundo. Se ele era esse carrasco que a revista Veja disse em uma edição, ou não, eu não sei. Eu acredito que ele não era. Se bem que eu acredito tanto na Veja quanto em um bêbado, ou em um pescador.

Não é igual a esses retard-, digo, "revolucionários" de atualmente, que bradam as frases acima, usam as camisetas com o busto dele, ou com as frases que ele disse, mas só ficam no discurso, não querem saber de deixar o conforto da cama quente e arrumada, do quarto arrumado, da comida quentinha e nem deixar a vida boa sustentada pelo papai e pela mamãe. Enfim, não pensam em fazer nada do que Che Guevara fez. Poxa, assim até eu viro um "revolucionário".

Nem todos pensam pequeno.

Nessas últimas duas semanas alguns textos com a mesma temática me chamaram a atenção. Os textos foram esse do Junior Lins, esse texto do Daniel e esse texto do Cardoso a respeito do patético desempenho do Brasil nas olimpíadas e, mais recentemente esse outro texto do Cardoso que fala sobre uma ONG que queria descobrir alunos superdotados de escola pública e foi impedida de fazer suas atividades pela secretaria de educação.

O que todos esses textos têm em comum? Como eu escrevi no parágrafo acima é a temática. Todos os textos falam a respeito da pequenez e mediocridade de pensamento que existe em boa parte da população brasileira. O brasileiro tende a valorizar o que é ruim, o que é pequeno. Por exemplo, nas olimpíadas, em que mídia e população comemoram medalha de bronze como se fosse um campeonato mundial, ou na economia, em que o país ainda calca suas bases econômicas na agroexportação e aonde é mais incentivado plantar soja do que produzir tecnologia, enquanto que países que já enfrentaram situações piores que o Brasil resolveram produzir e exportar tecnologia e hoje são referências.

Só que além de valorizar o que é pequeno, a população também menospreza e penaliza os destaques, aqueles que obtêm sucesso. Por exemplo, quando alguém ganha dinheiro (mesmo que de maneira honesta), ou quando alguém obtém sucesso nos estudos (no caso da ONG, que foi barrada, porque alguns alunos poderiam se sentir "ofendidos", "excluídos" e poderiam "ficar para trás"). É como disse Tom Jobim: Sucesso no Brasil é uma falta de respeito.

Vivemos a síndrome do cachorro vira-lata, ou a síndrome de Barrichelo, cuja tônica é não ser o melhor, não se esforçar para ser o melhor e tentar baixar todos aqueles que são os melhores. Todos não podem ser bons. Todos devem agir como coitados. E todos devem odiar e desprezar aqueles que se destacam. Mesmo que seja de maneira digna.

Bem, se todos devem agir da maneira que está escrito no parágrafo acima, isso não foi dito aos atletas paraolímpicos brasileiros. Nas paraolimpíadas de Pequim, que terminaram no último dia 17 (provavelmente muita gente nem ficou sabendo disso) a delegação brasileira deu uma banana para a síndrome de Barrichello e deu show no outro lado do mundo. Em 11 dias de competição, a delegação brasileira, com 188 atletas, conseguiu 16 medalhas de ouro, 14 de prata e 17 de ouro. 47 medalhas no total e a 9ª colocação no quadro geral final. Enquanto que a delegação olímpica, em 16 dias e com 277 atletas, conseguiu 15 medalhas (3 de ouro e a 24ª colocação no quadro geral final). Tiveram um desempenho muito melhor, como escreveu o Henrique.

E não é só isso. Em oito edições das paraolímpiadas, o Brasil conquistou 52 medalhas de ouro (e 187 medalhas no total). Enquanto que nas olimpíadas, em 17 edições, o Brasil conseguiu 20 medalhas de ouro (e 91 medalhas no total). Pois é, o Brasil é uma potência no esporte paraolímpico. Pelo menos no esporte paraolímpico, o Brasil deixa de ter aquela visão de pequeno, de coitadinho.

Mas o que me deixou puto da cara e desgraçado da cabeça (tm Dalborga) é que, apesar desse ótimo desempenho nessa paraolimpíada, eu não vi nenhum destaque por parte da imprensa. Não vi nenhum Galvão Bueiro berrar e comemorar as medalhas de ouro dos atletas paraolímpicos, assim como comemorou as medalhas de bronze dos atletas olímpicos. Não vi nenhuma capa de jornal e revista. E também não vi nenhuma primeira página de portal de Internet. O máximo que eu vi foram cinco minutos de exibição no jornal nacional (outras emissoras nem isso deram), páginas feitas de última hora pelos portais de notícias e meia página de jornal.

De fato, a coisa está feia para a UNE

Há alguns dias atrás, eu escrevi um texto a respeito de um vídeo mostrando a expulsão de membros da UNE pelos estudantes do centro de tecnologia da UFSC. No meio do texto, eu escrevi que a UNE não representa os estudantes e que a situação da UNE frente as universidades é feia. Bem, vou provar que isso é verdade.

Navegando no YouTube encontrei uma série de quatro vídeos mostrando integrantes da UNE (novamente) sendo expulsos. Mas pelos alunos da UEM. Abaixo os vídeos:


E não é só isso. Algumas universidades, entidades estudantis, encontros de estudantes e demais já romperam com a UNE.

Mas voltando aos vídeos. Os motivos que desencadearam a expulsão de estudantes-profissionais membros da UNE foram vários, como xingamentos, gestos obscenos, agressão física e roubo de urnas para adulteração de votos. É que estava acontecendo as eleições do DCE da UEM.

Opa! Espera um minuto! Roubar urnas para adulterar votos! Que eu saiba, quem recorria a essa "técnica" eram membros de oligarquias. Faziam isso para permanecer no poder por muito e muito tempo.

Pois é, UNE! Se igualaram aos aos maiores e piores escroques do país. Que decadência moral, hein?

Mas no fim das contas não adiantou nada. A chapa da UNE perdeu a eleição.

A que estado lastimável chegou a UNE. Uma instituição a quem os estudantes devem muito dos direitos que eles têm. Uma instituição que lutou contra a ditadura, hoje se encontra nessa lama graças às disputas internas de poder entre vários partidos de esquerda e graças à submissão ao governo federal.

Como bem disseram nos vídeos: "Ô UNE! Cara-de-pau! Capacho do governo federal!".

Nunca queira zoar um humorista.

Esse é um aviso sério.

Nunca queira saber de zoar um humorista. Aliás sequer pense em zoar um humorista. Você pode receber uma resposta que pode não gostar muito.

Para quem duvida do que eu disse, veja essa resposta que o Maurício Ricardo deu para um cara bancando o engraçadinho.

Convencido?

Tem coisas que até parecem piada.

A imagem acima trata-se de uma série de reportagens feitas, no ano de 1999, pela Folha Universal, que pertence à Igreja Universal do Reino de Deus (duh!).

Pois é. É isso mesmo. A Igreja Universal acusando os outros de charlatanismo e lesar pessoas.

Espera só um minutinho:

UHAUHAUAHUHAUHAU
AHUAHAUHAUHUHAUA
UHAUAUAHAHUHAUHA
UHAUHAUHAUHAUHAU
HAHAHUUHAUHUAHUH
HUAHUAHUAHUAHUHA
HAUHAUHAUHAUHAUA
HAUHAUHAUAHUAHUH

Ai, ai. Pronto. Recuperei o fôlego.

A Igreja Universal falando sobre charlatanismo e lesar pessoas? Só se for para dar dicas e recomendações. Afinal, não se esqueçam que o Bi$po Macedo (líder da facção) foi preso por 11 dias em 1992 acusado de charlatanismo, curandeirismo e estelionato.

Por causa dessa reportagem:
  • A mãe-de-santo Mãe Gilda ficou abalada e acabou falecendo no dia 21 de janeiro do ano seguinte. E devido a essa fatalidade, o dia 21 de janeiro ficou como dia nacional de combate à intolerância religiosa.
  • A Universal foi condenada, no STJ, a pagar uma multa de R$ 145 mil, o que não é nada para o bilionário Bi$po Macedo, dono de várias concessões de rádio e televisão. Sem se esquecer dos vários aliados políticos.
Maiores detalhes podem ser vistos nesse texto escrito pelo Paulo Lopes. Texto esse do qual eu me baseei para escrever esse meu texto. Algumas coisas não podem deixar de ser escritas.

Será que eu estou ficando conhecido?

Nesses dois anos que eu passei lendo blogs que falavam (e davam dicas) sobre blogs, eu li que um termômetro para ver se o seu blog estava ficando conhecido é quando:
  • Recebe-se um comentário totalmente "inusitado".
  • Um incompetente, filho-da-puta blogueiro copia algum texto seu sem lhe dar os devidos créditos.
  • Ou recebe-se um spam.
E eis que ao olhar os meus e-mails, recebi um comentário que se encaixa no terceiro caso (na verdade, eu não sei bem se encaixa no primeiro ou no terceiro caso, o que vocês acham?). Por se tratar de um spam, o comentário foi removido.

O tal comentário está logo abaixo:
PARABENIZO OS AUTORES DO BLOG MUITO BEM ELABORADO.PEDIRIA POR FINESA QUE DIVULGASSE MEU BLOGG HUMANITÁRIO DE SAÚDE. POEMAS, PIADAS DIETAS, CULINÁRIA, BELEZA [[endereço removido]] MEUS SITES: SAÚDE,POEMAS,PIADAS,DIETAS ETC [[endereço removido]] [[endereço removido]] PROGRAMA DE CADEIAS DE RADIOS AOS CARENTES NECESSITADOS [[endereço removido]]
Bem, vejamos:
  • O autor do comentário acha que existe uma equipe por trás desse blog.
  • O autor do comentário não sabe que usar caixa alta em demasia não é legal.
  • Erros de português. Poucos, mas existentes, como em "finesa" e "radios".
  • O autor tem dificuldades para usar pontuação.
  • E quer fazer "parceria". Já disse aqui que eu não faço parcerias e trocas de links.
No mais, é óbvio que o autor fez CTRL+C e CTRL+V desse comentário em tudo quanto foi blog que ele encontrou por aí, o que pode ser visto fazendo uma consulta no Google. Só não sei onde ele encontrou o endereço daqui.

E, com isso, eu me pergunto: Será que meu blog está ficando conhecido mesmo, ou será que isso foi apenas um alarme falso? Ou algo bom demais para ser verdade?

Vídeo para alegrar o dia.

Bom, se não vai alegrar o seu dia, pelo menos alegrou o meu dia.

Recebi num e-mail o seguinte vídeo do YouTube (o vídeo tem quase 9 minutos de duração):


O que se trata esse vídeo? Simples. Trata-se da expulsão dos integrantes da UNE pelos alunos do Cnetro de Tecnologia da UFSC. Os alunos e professores da UFSC colocaram os integrantes da UNE para bem longe do prédio. Infelizmente, com o uso de violência física.

Após ver esse vídeo (retirando a parte da violência física) a minha reação foi a seguinte:

HUAHUAHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUAHUAHAUHAUHAUAHUAHUAHAU...

Depois que eu me recuperei, eu só pude pensar no seguinte:


Foi uma bela resposta dos alunos do Centro de Tecnologia da UFSC mostrando que a UNE não representa os estudantes. E não representa mesmo. É mais uma entidade que abriga uma grande disputa de poder entre partidos de esquerda, e que se vendeu para o governo. Tanto que o DCE da Unicamp rompeu com a UNE. Aliás, creio que os DCE de outras universidades também. E a prova de que se vendeu é que, para chegar até a UFSC, a UNE usou um ônibus novinho do ministério da saúde, avaliado em R$ 700 mil. É isso mesmo! Ao invés do ministério da saúde investir dinheiro em mais ambulâncias e em mais hospitais, "aplica" esse dinheiro para transportar estudantes profissionais que vão para badernar e atrapalhar a aula dos outros. Maiores detalhes você pode ver no vídeo.

E antes que me chamem de fascista, de reacionário, de porco capitalista ou qualquer outro clichê, quero que fique bem claro que eu não sou contra a UNE, não sou contra o movimento estudantil, nem contra entidades estudantis, não sou contra a esses partidos e não sou contra a que estudantes façam reivindicações. Concordo que lugar de estudante não é só na sala de aula e que muitos direitos foram conquistados através de entidades estudantis. Se esse pessoal da UNE tivesse feito a mesma coisa que os alunos da UnB, ou os alunos da UNIFESP, que derrubaram reitores que deram o balão e passaram a mão no que não deveriam, seria um ato louvável, digno e bastante compreensível; e eu faria um texto para louvar essa atitude, assim como eu fiz louvando a atitude dos alunos da UnB.

Agora, quando um bando de estudantes, vestidos como palhaços, vão para uma universidade apenas para badernar e atrapalhar a aula dos outros (vai que alguns estivessem fazendo prova?) sem nada para reivindicar, e o pior, viajam com o NOSSO dinheiro, alguma coisa está errada. Os alunos da UFSC estão certos ao expulsar os integrantes da UNE. Mas estão errados ao usar de agressividade.

Maiores detalhes sobre o ocorrido podem ser visto nesse texto.

A ajuda da blogosfera na hora de votar.

Sempre que eu falo sobre esse assunto eu começo o texto com a mesma frase. Nesse texto não vai ser diferente. Estamos em ano par e como em todo ano par, é ano de eleições. E falta pouco tempo para as eleições do primeiro turno (pouco menos de três semanas).

Navegando na Internet, encontrei alguns textos que dão dicas sobre quem votar, e que falam sobre as eleições que ocorrerão nesse ano.

Antes de mais nada, além de saber como votar direito, é bom saber no que está votando, os personagens envolvidos nas eleições e personagens que participam da vida política. No blog Giba Net, encontrei um conjunto de cinco textos falando sobre isso. Abaixo estão esses cinco textos:
São cinco textos ótimos e que valem a pena serem lidos. Especialmente os dois últimos que falam das responsabilidades do vereador (parte 4) e do prefeito (parte 5). Esses dois textos são bons para pegar ingênuos (ou espertalhões) que prometem mundos e fundos, como, por exemplo, cuidar da previdência e da economia (competência do governo federal) ou então resolver os problemas da segurança (competência do governo estadual).

E também encontrei umas listas para que se escolha o melhor candidato a vereador. Abaixo as listas escritas por:
Não se esqueçam, também, do texto que eu escrevi há uns 6 meses atrás aonde relacionei alguns sites que podem te ajudar a escolher o melhor candidato. Entre eles, o Projeto Excelências.

Gostaria de complementar algumas dicas e adicionar outras que não encontrei nessas listas:
  • Sobre religião: Esse é um comentário que eu faço em todo blog ou rede social quando se fala de eleições e não me canso de escrevê-lo. Candidato que cita o nome de Deus, ou então diga frases como "Sou um político de Deus", "Tenho a mesma religião que você", "Deus ama você", "Sou candidato de Jesus" e outras, ou é um padre, pastor(a), bispo(a), reverendo, missionário(a), cônego e equivalentes, vai para a minha lista negra de pessoas que eu nunca vou votar na minha vida. E se for membro da Univer$al, aí é que vai mesmo. E com gosto. Esses candidatos, quando eleitos, são os primeiros a meter a mão. E metem a mão mesmo, sem pedir permissão para Deus (tome como exemplo os escândalos do mensalão e das sanguessugas). Além disso tem o fato de que misturar política com religião nunca dá certo (nunca dá, nunca deu e nunca dará e a história da humanidade mostra isso). Também tem o fato de que muitos usam a religião ao seu favor, já que sabem que apenas 13% da população votariam em candidato ateu. E também porque religião é o melhor meio de manipular, manobrar e conduzir as massas. Especialmente quando essas massas são compostas de pessoas com ausência de cérebro.
  • Também verifique se o candidato é fiel a um partido ou é daqueles que troca de partido como quem troca de cueca. Esse tipo de candidato (especialmente se já visitou todo o espectro político) mostra que quer ser eleito a todo custo e de qualquer maneira. E NUNCA tem as melhores intenções ao ocupar o cargo.
  • Em relação a candidatos que vêem de sindicato, movimento estudantil, movimento operário, sociedade amigos do bairro e outros. Não é novidade que esses movimentos são, infelizmente, usados por alguns espertalhões como escada para uma futura carreira política. Então, verifique se o candidato não usava o sindicato apenas para ficar encostado, ou se ele fez alguma coisa como integrante do movimento estudantil, operário, ou se fez alguma coisa pelo bairro. Em caso negativo, descarte-o. E por um motivo bem simples: Se não fez nada como integrante dessas organizações, não vai ser como político que vai fazer algo.
Alguns dos textos falam em não votar no PT. Particularmente, eu não tenho nada contra o PT. Aliás, nada contra nenhum partido. Mas mesmo assim eu não boto minha mão no fogo por nenhum deles.

E mais outras coisinhas que eu gostaria de falar:
  • Não se esqueça em quem você votou. Independente se o candidato foi eleito ou não. Se quem você votou foi eleito, aí que você não deve esquecer mesmo.
  • Entre em contato e cobre dos eleitos. Mesmo se a pessoa em que você votou não foi eleita. Afinal de contas, eles estão lá para isso.
  • Procure acompanhar a atividade do prefeito e dos vereadores.
  • Por favor, não venda seu voto.
  • E, principalmente, não pense que é só votar e pronto. Democracia não é só votar, embora seja a coisa mais importante numa democracia.
[ATUALIZAÇÃO]

Ontem, o Maurício Ricardo fez uma charge com os candidatos desprezíveis a vereador. Uma charge muito boa e que fala de algumas coisas que eu coloquei aqui. Especialmente sobre aqueles candidatos que citam o nome de Deus. E hoje, um e-mail comentado falava sobre um candidato que apelava para as torcidas, o "candidatorcida".

Já sabem, né? Coloquem o nome desses candidatos na lista negra de pessoas a nunca se votar.

A Univer$al não pensa em dinheiro!

Muito se fala pelos blogs de que a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD, para os íntimos) só quer saber do dízimo dos fiéis e que a muito tempo ela deixou de ser uma igreja e virou uma empresa. Ou uma entidade com fins puramente capitalistas.

Mas isso é uma grande mentira! Esses blogueiros ímpios e infiéis têm de parar de plantar mentiras e insinuações contra o bom e grande nome da Univer$al, ou Igreja Multinacional do Reino de Deus.. Dizer que a Igreja Univer$al é uma empresa é um absurdo! Usar perniciosa e indiscriminadamente a forma "Univer$al" para se referir a igreja é outro acinte.

A Igreja Universal não é uma empresa!! É uma igreja!! E não quer saber nem um pouquinho do dinheiro dos fiéis.

E para quem discorda de mim, é só ver o vídeo abaixo que mostra que a Igreja Universal não está nem aí e nem um pouco interessada nos dizimistas e nos dízimos:


Arrependam-se ímpios e infiéis! Ainda é tempo.

PS: Por que todos os pastores da Univer$al têm o mesmo timbre de voz?

11 de setembro: Datas de acontecimentos especiais.

Dia 11 de setembro, um dia especial, um dia de grandes acontecimentos na história da humanidade. E parece que, infelizmente, essa data ficou marcada no calendário por grandes tragédias.

Óbvio que quando se fala de 11 de setembro, eu me lembro de um atentado terrorista, um ataque covarde desferido contra um país e que mudou os rumos e a história desse país. Isso mesmo, o ataque terrorista a que eu me refiro é o de 11 de setembro de 1973 contra o Chile. Um ataque terrorista liderado pelas forças armadas chilenas e pelos Estados Unidos, que atacaram impiedosamente o palácio presidencial chileno, deram um golpe de Estado e derrubaram o então presidente Salvador Allende (encontrado morto) e colocam no poder Augusto Pinochet, um dos maiores carniceiros de todos os tempos e que hoje se encontra bem hospedado no inferno.

E para não falar que eu só lembro desse ataque terrorista, eu também me lembro de uma outra tragédia ocorrida na mesma data. No dia 11 de setembro de 1968 é lançada a primeira edição da revista Veja, a pior revista do Brasil.

No mais, não me lembro de nada mais importante que tenha acontecido nesse dia.

Jesus agora envia spam?

Assim como o Celso Júnior, decidi olhar a minha caixa de spams para ver se eu encontrava alguma inspiração. E eis que encontrei uma e-mail que me motivou a escrever um texto.

É o seguinte: Diariamente somos forçados a seguir a religião evangélica. Não, não se trata de um exagero. Somos forçados mesmo. Seja por aqueles que param em frente ao portão da nossa casa, esperando alguém sair para encher o saco ler trechos da bíblia, ou interfonam para fazer a mesma coisa. Ou então apelam para a poluição sonora, com berreiros achando que Deus é surdo, pentelhando a vida dos vizinhos e com músicas horrorosas belas.

Isso sem falar na pentelhação dos diversos programas evangélicos que passam nas emissoras de rádio e televisão, conhecido também como coronelismo eletrônico evangélico. Inclusive aqui em Campinas há uma porcaria de uma emissora que exibe esse tipo de programação o dia todo. Creio que eu não preciso dizer quem comanda a programação dessa emissora, preciso?

Mesmo com todas essas tentativas, eu ainda continuo sem aderir à religião evangélica.

Mas agora foi demais! Veja na imagem abaixo quem está a me coagir (clique para ampliar).

Isso mesmo, o filho dEle me coagindo para seguir a religião evangélica. Esse e-mail levava a uma página de uma igreja neopentecostal. O endereço da página não é mostrado nessa imagem. Divulgar spam tem limite.

Mesmo assim não vai adiantar nada. Não vou seguir essa religião. Sinto muito.

Agora, olha só. Precisa usar o filho para divulgar a religião. Que sacanagem. Não é a toa que o capitão Nascimento fala: O Senhor é um fanfarrão.

É, eu sei, foi forçado. Peço as mais sinceras desculpas.

Será que eles não têm o que fazer?

Navegando no Youtube, encontrei alguns vídeos que me prenderam a atenção. Aí vão eles:

Bem, foram mais vídeos, mas eu resolvi colocar só esses.

Como pode ser visto, trata-se de uma grande passeta, acontecida em São Paulo, com uma presença grande de adolescentes?

Mas do que se trata essa passeata Lucho? Por acaso seria motivado por algum acontecimento político? Ou é referente às eleições?

Uma passeata acontecer no Brasil, por motivações políticas, ainda mais com essa grande quantidade de crianções adolescentes? Fala sério. O motivo dessa histeria foi a grande tragédia, o grande hecatombe que aconteceu no mundo há algumas semanas atrás. É minha gente, o que provocou essas passeatas foi a trágica e inesperada notícia do fim do grupo RBD (sim, aquela porcaria vinda do México. Não, não estou falando de novela).

Sim, minha gente. RBD acabou, fim, já era, è finitto, game-over, cabôsse tudo. Histeria total entre os emos e miguxos que se isolaram ainda mais no quarto, choraram incontrolavelmente, se cortaram e choraram ainda mais, tentaram encontrar alguma explicação para suas existências e foram as ruas atrapalhar ainda mais o trânsito.

Conforme um comentário deixado no vídeo, protesto contra a safadeza na política e contra a péssima educação, nem pensar.

Mas vai esperar o que vindo dos crianções fãs do RBD? Existem vários e vários textos pela Internet que mostram do que essa gente é capaz.

E no mais, que venham os miguxos histéricos analfabetos.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST