Pesquisar este blog

Mais uma genialidade proposta pelo excelentíssimo senador Eduardo Azeredo.

Todo mundo conhece o excelentíssimo senador Eduardo Azeredo. Se não conhece, eu digo quem é. É aquele senador que quer controlar a Internet (veja aqui e aqui). Também é aquele político que esteve envolvido no mensalão mineiro, o percursor do mensalão e que se beneficiou com o valerioduto na campanha de 1998 (veja sobre isso aqui, aqui e aqui). E que responde muito bem e educadamente aos cidadãos, condecorando-os como pessoas de má-fé.

Pois é, depois de apresentado o currículo do excelentíssimo senador do estado de Minas Gerais eis que, de novo, ele entra em cena e com mais um projeto de lei absurdo e ridículo. O tal projeto visa acabar com a meia-entrada dos estudantes nos cinemas (de finais de semana e feriados) e nos teatros e shows (de quinta a sábado). A mesma coisa também vale para quem tem mais de 60 anos. Maiores detalhes podem ser vistos nessa notícia.

Eu fico pasmo como os membros do legislativo criam leis que atingem a população. E justamente no órgão mais sensível, que é o bolso. Eu imagino aqueles estudantes que estudam integralmente, ou então aqueles estudantes que trampam o dia todo e estudam a noite. Esse pessoal só tem os finais de semana e feriados para ir ao cinema, ou então a um show, ou ao teatro. Com esse projeto, esse pessoal vai sofrer as consequências. E outra coisa, com os ingressos mais caros, vai dificultar o acesso à cultura e aos eventos culturais. Que grande incentivo e fomento à cultura, não? Melhor transformar a putaria do funk em "manifestação cultural", que é mais importante.

Além do veto à meia-entrada, o projeto também visa acabar com a emissão de carteirinhas estudantisa falsas. OK, é realmente preciso acabar com isso, já que falsificação de documentos é crime. É algo que tem boas intenções, mas como diz o ditado, de boas intenções, o inferno está cheio. O projeto visa a criação de um "Conselho Nacional de Fiscalização, Controle e Regulamentação da meia-entrada e da identidade estudantil" (entenda-se como mais um órgão governamental que terá sua criação superfaturada e que servirá para desvio de dinheiro público) e a criação de um documento único. E, como era de se esperar, quem está muito interessada nisso é a UNE, que quer monopolizar a distribuição do documento, cobrar pela distribuição do documento e encher o rabo de dinheiro. E assim funciona a militância socialista e anticapitalista da UNE.

Maiores informações sobre o projeto, podem ser vistas nesse texto do blog SkooterWeb; e nesse texto do blog Nódoa do Universo.

PS: Realmente, o jornalismo brasileiro é um lixo. Praticamente todos os portais de notícia publicaram sobre o projeto de lei. Só que todos se só esqueceram de um detalhezinho: Qual o número do projeto de lei? Felizmente o site do senado divulga os projetos criados. E o tal projeto é o PLS 188/2007.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST