Pesquisar este blog

O povo é idiota.

É isso mesmo. Sem ser discreto ou politicamente correto é o que eu penso depois de algumas coisas que aconteceram comigo essa semana.

A primeira coisa que aconteceu foi quando eu estava indo até o shopping resolver algumas pendências. Isso foi de manhã e incrivelmente havia um congestionamento surpreendente. Aií eu me dei conta: O Wal-Mart estava inaugurando duas unidades em Campinas. Pronto. Além do congestionamento, não havia lugar para estacionar o carro. Isso sem contar no formigueiro que estva dentro do supermercado. Tinha fila para o imaginável e o inimaginável. Poxa vida. Será que esse pesosal nunca foi para um Carrefour, Extra, Casas Bahia ou Pão de Açucar? Me senti igual ao Noronha quando ele enfrentou a mesma odisséia.

A outra coisa foi com relação a uma notícia. A notícia tinha a ver com registro de nomes de pessoas. Pelo visto, foi-se o tempo em que os nomes a se dar a uma criança eram Pedro, João/Joana, Carlos/Carla, Paulo/Paula, Luís/Luísa e outros. Esses nomes são tão simples, ou tão demodês. O negócio agora é dar a criança um nome esquisito diferente. E essa vertente é composta de artistas, cantores, pseudointelectuais e pobres, que adoram dar um nome enorme para o(a) filho(a), cheio de "k", "w" e "y", terminado em "an", "on", "ane", "ene", e que tenha "ll", "nn", "sh", "sch". Maiores detalhes podem ser vistos nessa notícia. Junto com a notícia vem um monte de nomes de gente que, muito provavelmente, usou o gerador de nome de pobre do morróida.

E o pior é que quando é um artista, ou um pseudointelectual que dá um desses nomes, é excentricidade, quando é um pobre, é idiotice. Não tem essa! Artista, cantor, pseudointelectual ou pobre que dão esses nomes para os filhos, são idiotas, irresponsáveis e sem noção.

Depois esses pais não sabem porque o filho vira motivo de piada, de chacota, de escárnio dos colegas da escola, ou porque o filho cresce triste e revoltado com o mundo. Tem que juntar esses pais e bater neles com gato morto até o gato miar.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST