Pesquisar este blog

Por que o ritmo de postagem diminuiu no blog?

Não sei se deu para perceber, mas o ritmo de postagens no blog diminui um pouco. De uma média de 9 a 10 textos publicados por mês, publiquei 7 textos em outubro, 6 textos em novembro e, até agora, apenas 4 textos em dezembro.

São três os motivos que fizeram com que o ritmo fosse diminuindo:

1° motivo: Desemprego

Perder um emprego é uma coisa ruim. Agora, perder um emprego numa empresa em que você gostava do ambiente de trabalho, que você gostava dos seus colegas de trabalho (tá achando que é o Sílvio Santos?) e que os seus colegas de trabalho (tá achando que é o Sílvio Santos de novo) gostava de você é horrível. Isso acabou me abalando um pouco.

Só que, passado o momento do abalo, era a hora de partir para outra. É hora de ir para o jornal, internet, agências de emprego, consultorias de RH e outros, e procurar um emprego. Depois é a hora de mandar um monte de currículo, seja pessoalmente, por correio ou por email. Ou então cadastrar o currículo nos sites das empresas e nos sites de currículos. Alguém sabe se cadastrar o currículo nesses sites adianta alguma coisa?

Depois é aguardar uma entrevista de emprego, ir até o local da entrevista, ser entrevistado.

Ou então tentar os concursos públicos. Procurar no jornal, revista e internet onde foram abertas vagas, se inscrever no concurso, pagar a inscrição, aguardar a confirmação da inscrição, ver onde será realizada a prova, ir fazer a prova e aguardar o resultado.

Com tudo isso, eu acabei vendo que a vida de um desempregado é muito mais corrida que a vida de alguém que tem um emprego.

2° motivo: Facebook

Bom, não especificamente o facebook, mas sim dois aplicativos do facebook: O Farmville e o Mafia Wars. São joguinhos viciantes, mania na Internet e que fazem com que você consuma uma parte do seu tempo.

Pois é. Eu consumia essa parte do tempo jogando ao invés de escrever textos.

E também consumia esse tempo jogando ao invés de estar a procura de um emprego. Vai ver que é por isso que eu continuo sem emprego.

3° motivo: Livro dos malvados

Os malvados que vocês estão pensando são os malvados mesmo. Criação do André Dahmer.

Quer dizer, não foi só o livro dos malvados que eu comprei, eu também comprei o livro negro de André Dahmer e o livro A cabeça é a ilha.

Até pensei em comprar o primeiro livro dele, mas não consegui encontrar a venda. Mas aí ele mesmo disse que não gostou muito do primeiro livro. Aí então eu deixei quieto.

Os livros contém as tirinhas que ele publicou no site nos últimos anos.

Ah, Lucho. Mas você é muito burro, hein? Pra que gastar dinheiro com algo que você pode ver de graça na Internet?

Vou te dar os motivos:
  • Primeiro, exclusividade. Algumas tirinhas publicadas no livro não foram publicadas no site.
  • Segundo, comodidade. Eu não preciso ligar o modem, ligar o computador, esperar o computador iniciar, clicar duas vezes no ícone do navegador e dedilhar o endereço do site. Basta eu ir no armário, pegar o livro e folhear.
Então eu ficava folheando os livros ao invés de escrever textos aqui no blog.

Li e reli várias e várias vezes os livros e, como foi dito numa resenha no Meiobit, os livros são curtos. Você mal começa a ler e sem perceber, você já está nas últimas páginas. E aí você pensa "Poxa vida, bem que o Dahmer poderia ter colocado mais tirinhas no livro".

Como era de se esperar, os livros contêm o que há de melhor no humor ácido e politicamente incorreto. Leituras divertidas e recomendadíssimas. A menos que você seja um cara sensível, um xiita da correção política, ou, como o Allan Sieber escreveu no posfácio de um dos livros, um chefe idiota, um político, um ditador africano ou um líder estudantil. Aí eu não recomendo.

Os links da semana - 4

Vamos a mais uma lista com textos que me prenderam a atenção nessa semana:
  • O garoto que domou o vento, do Contraditorium. A história de um menino que, com peças de ferro velho, montou um equipamento elétrico que deixaria Maxwell, Tesla, Faraday e outros físicos orgulhosíssimos. Uma lição de vida para todo mundo (inclusive eu).
  • Não quero ter filhos!, do Crazyseawolf's blog. Assim como o professor Cidão, eu também não quero ter filhos. Mas é por outro motivo. Mais precisamente, por quase 7 bilhões de motivos.
  • Programas de índio: Formatura, do O fim da várzea. Texto a respeito de um rito que toda família da sociedade contemporânea tem de passar: A festa de formatura. Atenção: Não recomendo a leitura do texto para quem não estiver com o senso de humor calibrado e em dia.
  • Quando o politicamente correto não é suficiente, do Cris Dias. Bom, o título fala por si só.
  • Os mais buscados no Google em 2009, do Blog da Maysa. Uma relação com o que foi mais buscado no dono da Internet Google. Dentre outras coisas, retorna que Campinas foi a cidade mais buscada no Google Maps. PS: Adivinhem qual foi o termo mais buscado pelos internautas brasileiros no Google. Adivinhem.
E é isso aí. Até a próxima.

O portal Domínio Público será desativado? NÃO, NÃO e NÃO!!!

Dá série "Mais um dos vários textos que recebo na minha caixa de mensagens":
Isso a rede globo não divulga nunca!!

Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre, mas que está prestes a ser desativada por falta de acessos.

Imaginem um lugar onde você pode gratuitamente:
  • Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci;
  • Escutar músicas em MP3 de alta qualidade;
  • Ler obras de Machado de Assis ou a Divina Comédia;
  • Ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA;
  • E muito mais…
Esse lugar existe!

O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso, basta acessar o site:


Só de literatura portuguesa são 732 obras!

Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.

Divulgue para o máximo de pessoas!

É melhor fazer propaganda dos BBBs e das novelas, pois o povo assiste e fica burro, e assim é mais fácil de ser enganado!
Aqui vai uma dica do Lucho: 99,9999999999999999% das mensagens de email que contêm as frases "Divulgue para o máximo de pessoas", "Divulgue para todos aqueles que você conhece", "Passe essa mensagem para n pessoas" (com n > 0) e frases similares são hoaxes (mentiras, lorotas, embustes, enganações, tapeações). Essa mensagem não foge à regra.

Pois é, trata-se de mais um hoax idiota que fica circulando pela Internet, pula de caixa de entrada para caixa de entrada, entupindo links de comunicação e causando a histeria coletiva.

De fato existe um portal do governo chamado Domínio Público, que é feito em software livre e que contém diversas obras que estão em domínio público. Agora dizer que o portal será desativado, por causa do pouco uso é uma retumbante mentira. Onde um site com mais de 20 milhões de visitas, quase 1,5 bilhão de hits, mais de 130 mil obras cadastradas e mais de 25 milhões de downloads vai ser desativado por causa do pouco uso?

Como eu fiquei sabendo desses números? O próprio portal disponibiliza, em indicadores, acessos e cadastros.

Outra coisinha: Quando eu recebi esse hoax, eu comecei a dar risada. Por causa dessas duas frases:
"Isso a rede globo não divulga nunca!!"
"É melhor fazer propaganda dos BBBs e das novelas, pois o povo assiste e fica burro, e assim é mais fácil de ser enganado!"
O que a Rede Globo tem a ver com isso? Alguém poderia me dizer.

Quer dizer então que só existe Rede Globo? Não existe Record, Bandeirantes, SBT, CNT, Gazeta, RedeTV!, Cultura? E também não existe jornal, revista, rádio, portal de Internet? E só a Rede Globo tem que passar informações úteis e instrutivas, os outros veículos de comunicação podem passar baixarias, merdas e idiotices?

E tem mais: Não precisa de BBB, novela, nem nada disso para o povo ficar burro. O povão aceita ser estupidificado, de bom grado, com qualquer bosta. Não precisa dessas teorias da conspiração não, meus queridos.

O quê? Vocês ainda não acreditam? Então pesquise na Internet. Numa pesquisa rápida, encontrei esses textos a respeito desse hoax:
Pois é. OITO textos encontrados numa pesquisa rápida. E é bom reparar na notícia dada pelo portal do CAPES. A notícia é datada de 2007, ou seja, há quase três anos o próprio CAPES disse que essa mensagem é mentira, mas mesmo assim há aqueles internautas idiotas ingênuos que continuam a acreditar e repassar essa mensagem.

O quê? Mesmo com esses oito textos você continua a não acreditar, pequena criatura? Então dê uma olhadinha na imagem abaixo (clique para ampliar):

Sim senhor. Esse foi o email que eu recebi do pessoal do portal a respeito desse hoax. Convencidos agora?

Dona morte anda trabalhando muito nesse mês de dezembro.

Aqui vai uma rapidíssima.

O que será que aconteceu com a dona morte que ela decidiu trabalhar incensantemente no mês de dezembro? Justamente nesse mês em que se comemora o nascimento do barbudão (o barbudão que eu estou falando é Jesus Cristo e não o Papai Noel). Sim, é o nascimento dele e não somente uma data de se comprar presente e fazer a festa dos comerciantes.

Eu disse isso porque no dia 2 morreu o Lombardi, Logo depois, no dia 3, morreu Leila Lopes e hoje, agorinha de pouco, há umas horinhas atrás, faleceu Luiz Carlos Alborghetti, ou simplesmente Alborghetti.

Sim minha gente. Perdemos o grande mestre Alborghetti, Charles Dal ou Dalborga. Para quem não conhece, uam das marcas do mestre era o porrete que ele batia na mesa toda vez que uma notícia deixava ele furioso. Marca essa que foi vergonhosamente chupada pelo Ratinho.

Sim minha gente. O mestre Dalborga se foi. Para quem acha que eu estou brincando, é só ler a notícia aqui no Terra.

De novo eu pergunto: Por que será que a dona morte decidiu trabalhar tanto num mês especial como o de dezembro?

Uma homenagem aos nossos amiguinhos criacionistas.

Esses criacionistas são pessoas um tanto quanto, como direi, exóticas. São pessoas que não entendem o porquê de existir a teoria da evolução e a teoria do Big Bang para explicar como surgiu o universo, a Terra e todas as formas de vidas na Terra (entre elas a humana). Não entendem a razão de existir as teorias lamarckista e darwinista que explicam como funciona a vida na Terra. Não acreditam em fósseis, nem em Carbono-14.

Enfim, esse pessoal que pensa que a Terra tem pouco mais de 6000 anos e não entende porque se desprende tanto tempo tentando explicar a origem da Terra e da vida na Terra, sendo que a resposta é tão óbvia e está debaixo dos narizes de todo mundo:
"No princípio criou Deus os céus e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
E disse Deus: Haja luz; e houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi. E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo.
E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi. E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom. E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi. E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom. E foi a tarde e a manhã, o dia terceiro.
E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos. E sejam para luminares na expansão dos céus, para iluminar a terra; e assim foi. E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas. E Deus os pôs na expansão dos céus para iluminar a terra, e para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas; e viu Deus que era bom. E foi a tarde e a manhã, o dia quarto.
E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus. E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom. E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra. E foi a tarde e a manhã, o dia quinto.
E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, e répteis e feras da terra conforme a sua espécie; e assim foi. E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou." (Gn 1:1-27)
Para esse pessoal, aqui vai uma imagem que homenageia a todas essas pessoas. Imagem essa criada por Seth MacFarlane. Aí vai:


Não sei por que, mas creio que essa imagem é algo que o pessoal do ceticismo.net iria adorar.

Ainda bem que Deus é amor - 2.

Eu já havia usado esse título numa outra postagem falando a respeito da bondade do Deus dos cristãos, o quão maravilhoso é o Deus dos cristãos, as manifestações do poder de Deus e o que pode acontecer com as pessoas caso faça alguma coisa que Deus não goste.

Nesse texto eu vou falar sobre o que acontece com as pessoas que zombam, ou brincam com o maravilhoso, o bondoso, o generoso Deus dos cristãos.

Quer dizer, eu não vou falar nada. Quem vai fazer isso é o vídeo abaixo, que fala por si só. Assistam a bostagem o vídeo abaixo:


Link para o vídeo

Dizer o quê? O Deus dos cristãos é muito bonzinho, não acham? Só que ele é emo demais para o meu gosto. Qualquer piadinha ele logo se zanga e fica triste? E como um ser onipotente, decide descarregar a sua brabeza, tristeza e poder nos outros. E aí decide matar várias pessoas. Como eu disse na outra postagem, o Bom Emir deve sentir uma tremenda inveja disso.

Os links da semana - 3

Mais uma relação de textos que me chamaram a atenção nessas semanas:
É isso. Até a próxima.

Para quem acha que o mundo vai acabar em 2012.

Existe uma corrente de pessoas que dizem que o fim do mundo será no ano de 2012 porque, dentre outros motivos, o calendário maia encerrava-se nesse ano. Não tinha no calendário o prosseguimento para os anos de 2013, 2014, 2015 e assim por diante.

Só que o que essas pessoas não sabem era o que acontecia quando os maias estavam escrevendo o calendário até o ano de 2012, nem sabem o que se passava com os funcionários do rei responsáveis por escrever o calendário.

Pois bem, vocês não sabiam. Agora vão saber. É só assistir o vídeo abaixo:


Era isso que se passava pela cabeça dos funcionários que faziam o calendário até o ano de 2012. Taí. Vocês foram avisados.

E para aqueles que, realmente, acreditam que o mundo acabará em 21 de dezembro de 2012, saibam que essa é só mais uma das 220 datas anunciadas para um provável fim do mundo. E essa histeria já começou logo no ano 44 d.C.

Eis o twitter sendo usado para algo (muito) importante.

Já disse algumas vezes aqui no blog que considerava o twitter o serviço mais sem graça, utilidade, finalidade e, conforme disse o professor Sérgio, irrelevante da tal web 2.0, e só tem a enormidade de usuários que tem graças ao grande hype gerado em torno dele.

Só que acabei descobrindo um usuário que faz do serviço uma importante arma de denúncia e fez com que eu repensasse sobre a frase escrita no parágrafo acima (exceto pela parte do hype). Um usuário de codinome @bocadesabao usa a sua conta no twitter para publicar denúncias que ele recebe, via e-mail, de abusos, irregularidades, falta de ética e casos de corrupção envolvendo a polícia militar do Rio de Janeiro. Como vocês já devem imaginar, ele está tirando o sono das autoridades da cidade e já foi ameaçado de morte.

Maiores informações vocês podem ter lendo essa notícia da Info.

[Atualização]

Confira aqui, uma entrevista com o "linguarudo".

UNIBAN: Uma vergonha!!

Pois é pessoal, fiquei sabendo de um acontecimento envolvendo o estabelecimento de ensino de nome Universidade Bandeirante, também conhecido pela alcunha de UNIBAN.

E foi um acontecimento vergonhoso. Muito vergonhoso. Um acontecimento que jamais poderia acontecer num estabelecimento de ensino (pelo menos nos mais sérios). Um acontecimento que mancha a história do estabelecimento, de seus fundadores e dos alunos como um todo.

Sim, meus caros, um acontecimento muito vergonhoso. Chega de mais delongas. Vou falar qual foi esse acontecimento. Esse tal acontecimento vergonhoso envolvendo a universidade foi a má avaliação de onze cursos da instituição no ENADE de 2008. Sim, segundo essa notícia no portal aprendiz, onze cursos da universidade receberam nota 2 no exame nacional de desempenho dos estudantes, o que é uma péssima nota. A universidade só não foi pior que a UNIP, que teve treze cursos com nota baixa.

Ainda na notícia, "Segundo o Ministério da Educação, esses cursos não têm condições de continuar funcionando". É, não têm condições de continuar funcionando, mas continuam com suas atividades, ininterruptas, firmes e fortes, enchendo o cu de dinheiro de uma meia dúzia de empresários e jogando no mercado um monte de profissionais desqualificados.

Uma coisa dessas você só vê no Brasil. Graças à proliferação das universidades particulares, em que qualquer lugar vira uma uniesquina, fapone ou uma fabriqueta de diploma.

Não é a toa que eu digo e repito isso sempre: Universidades e faculdades de verdade MESMO, são as públicas. Apesar de todos os problemas por que passam (diminuição de repasse, corte de verbas, precarização, sucateamento, ameaça de privatização) elas continuam a ser o que há de melhor no ensino superior brasileiro.

Descobri esse fato por meio dessa tuitada do Dahmer.

A mãe vai bem, ministro?

Fiquei sabendo, há um tempinho atrás, através dessa tuitada do Dahmer, desse texto do O Hermenauta e desse outro texto do blog do Bruno Guedes a respeito de uma frase dita pelo ministro das telecomunicações Hélio Costa. Num congresso de radiodifusão, o ministro soltou a seguinte pérola frase:
"Essa juventude tem que parar de só ficar pendurada na Internet. Tem que assistir mais rádio e televisão."
Creio eu que todo mundo deva saber, mas não custa nada relembrar. Antes de ser ministro, Hélio Costa foi repórter internacional por muitos anos na Rede Globo, ou seja, nem disse isso por interesse próprio. Ou por interesse de quem ele representa. Ainda mais depois dessa outra frase dita pelo ministro (que eu vi no texto do blog do Bruno Guedes):
"O setor de comunicação fatura R$ 110 bilhões por ano. Desse total, somente R$ 1 bilhão é do rádio e R$ 12 bilhões das TVs. O resto vocês sabem muito bem onde está."
Pois é. Coitada das empresas de rádio e televisão. Vamos chorar e nos compadecer com esse estado de penúria por que passam os veículos de comunicação de massa do Brasil.

[OK, voltemos a normalidade]

Ministro (ou qualquer outra pessoa), me de motivos para que eu me "despregue" da Internet e assista mais televisão. Para acompanhar mais telenovelas, essas verdadeiras obras-primas da teledramatúrgia e que passam tantos bons ensinamentos para a população? Para assistir seriados e filmes mal dublados e mal traduzidos (a começar pela tradução do nome do filme, ou do seriado)? Para assistir programas de humor inteligentes, como Zorra Total, Turma do Didi ou A Praça é Nossa? Para assistir clipes de cantores e bandas medíocres? Para poder apreciar a excelência da programação televisiva (especialmente no domingo) com programas instrutivos exibidos no sábado ou no domingo de manhã, enquanto que no horário nobre são exibidos reality shows, novelas, programas de fofocas, programas de venda de lixo ou programas de igrejas ou pastores evangélicos?

Por causa disso, ministro, é que eu prefiro continuar "pregado" na Internet. Claro, existem algumas exceções, como os programas da Cultura, o Show do Milhão e o CQC, mas ainda sim, prefiro continuar "pregado na Internet".

Olha só quem apareceu pelas bandas do twitter.

Embora eu não tenha uma conta no twitter, sempre dou uma passadinha por aquelas bandas para saber o que está acontecendo. Eis que, olhando essa tuitada do Dahmer, tive uma grande surpresa.

Aterrisou por aquelas bandas o senador do estado de Minas Gerais, Eduardo Azeredo. O @AzeredoSenador está no Twitter agora.

Para quem não está ligando o nome a pessoa, é aquele senador que quer censurar a Internet por inteiro, através do PLC 89/2003 (confira mais uma desculpa. Alega estar a "combater crimes digitais". E quem é esse tal jornalista para dizer alguma coisa sobre crimes digitais? Nem é um caso de argumentum ad verecundiam, ou em outras palavras, falácia pura). Sem contar que quer acabar com a meia-entrada dos estudantes e idosos, que trata muitíssimo bem quem entra em contato com ele e que foi um dos principais nomes do mensalão mineiro, ou o mensalão tucano, embrião do escândalo do mensalão de 2005, escândalo que não ganhou uma folha de jornal e revista, ao contrário do mensalão de 2005.

Juro que até que me deu vontade de me cadastrar no twitter só para perguntar porque o excelentíssimo senador quer censurar completamente a Internet. Seria algum trauma? Seria alguma raiva contida? Seria a incapacidade de usar computador? Seria porque ele não conseguiu fazer um orcúti? Qual seria o motivo?


E, por causa dessa vontade do senador em bloquear a Internet, surgiu uma nova hashtag no twitter: #quemamabloqueia. Essa hashtag está sendo usada (desculpem-me pelo gerundismo), na maior parte das vezes, para bloquear o xerife da Internet. Mas ele nem pode reclamar, afinal de contas, fogo cruzado não dói não é mesmo?

Depois de tudo isso, aqui vai o meu recado: Eleitores mineiros, lembrem-se que em 2010 acaba o mandato do senador. Por favor, usem vossos dedos, na urna, e botem o senador para fora do congresso.

Os links da semana - 2

Esses são alguns textos que me chamaram a atenção nesses últimos dias. Aí vão eles:
  • Pregar a bíblia, do Desmotivado. Muito melhor pregar a bíblia dessa maneira, do que daquela maneira tradicional que só serve para encher o saco dos outros.
  • A arte do graffiti, do Curiosando. Texto com belas imagens do graffiti que alegram e colorem um pouco o cenário cinzento das cidades. Esse texto serve para mostrar que graffiti é bem diferente de pichação e vandalismo, que são crimes, e serve para mostrar que os grafiteiros são os verdadeiros artistas da atualidade. Infelizmente os grafiteiros e o graffiti continuam a sofrer com o preconceito
  • Jornalistas x Ciência: A arte de desinformar, do ceticismo.net. Texto a respeito das merdas das falhas dos meios de comunicação tradicionais em falar sobre ciência. E me lembrei desse texto do Rainha Vermelha, a respeito de uma cagada um erro ocorrido quando a revista Veja decidiu falar sobre ciência. Mas da revista Veja esperava-se o quê?
  • Cobra com uma pata é encontrada na China, novamente do ceticismo.net. Leia o texto, veja a imagem e acredite se quiser.
  • Diploma de jornalismo, do blog dos Malvados. Reportagem com o padrão Globo de qualidade.
Bem, é isso. Até a próxima divulgação de links. Sabe-se lá quando.

Não vou add ninguém, porque add alguém é coisa de idiota.

Li esse texto do Utilidade Pública a respeito do grande lixão que o orkut virou por causa dos internautas brasileiros.

Só que uma coisa que me chamou a atenção no texto é que o mesmo cita o uso excessivo da palavra "add". Quem nunca leu no orkut frases como "Oi, posso add você?", ou "Oi, vou te add hoje, OK?", ou "Eu não add ninguém que eu não conheço". Desculpem-me pelo mau humor, mas me dá nos nervos quando eu leio coisas assim.

Só que parece que essa merda praga de usar o "add" saiu do orkut e se instalou em tudo que é lugar. Quem nunca leu as frases do parágrafo acima em fóruns, e-mails, mensagens de redes sociais, instant messengers e outros lugares. Inclusive vi um imbecil que estava todo orgulhoso porque "criou" o verbo "adder". Vai dizer o quê? É o Guimarães Rosa da Internet. Parece até que o pessoal se esqueceu que existe um verbo na língua portuguesa chamado "adicionar", que se encaixa muito melhor nessas frases do que o "add", ou "adder".

Antes que me chamem de purista, ou de xenófobo, eu gostaria de dizer que eu não vejo nada de ruim em neologismos ou em usar palavras de outras línguas em textos em português. Em algumas situações (especialmente em computação, Internet e tecnologia) não tem como traduzir tudo. Tentar traduzir (ou substituir) palavras como download, upload, backup, buffer, feedback, pipeline, host, flap, escanear (ou scannear), renderizar e outras pode fazer com que o texto fique sem sentido e as pessoas não entendam. Usar "taxa de descarrego" ao invés de "taxa de download" vai parecer que se está falando sobre macumba e não sobre Internet.

Agora, usar add ou adder (em vez de adicionar), printar (em vez de imprimir), upar (ao invés de subir, ou enviar), hostar ou hostear (ao invés de hospedar), subbar (ao invés de legendar), downloadar (ao invés de baixar)? Pelo amor de Deus gente.

André Dahmer é futurólogo?

Navegando na Internet, para variar usando o mesmo bordão que sempre uso quando não sei como começar um texto, mais precisamente no Malvados, criação de André Dahmer, estava vendo as primeiras tirinhas que o Dahmer publicou dos dois girassóis do mal que conquistaram a Internet. Uma tirinha em especial me chamou a atenção. Foi essa abaixo:

Tirinha #53 do Malvados

Malvadinho e Malvadão arquitetam matar Galvão Bueno. Quem nunca pensou em fazer isso? Um detalhe dessa tirinha é que os dois pretendem usar um... supositório-bomba.

Pois bem, e não é que nessas últimas semanas, descobriu-se que a Al Qaeda pretende usar explosivos introduzidos como supositórios para poder realizar novos ataques terroristas. Pode ler por meio desse texto do G1 e nesse outro texto do laryff.com.br. E já que eu citei uma coisa humorística, não poderia deixar de citar outra. O Maurício Ricardo também notíciou o fato. Será que a Al Qaeda também pretende usar o supositório-bomba para matar o Galvão Bueno?

Belo exemplo de futurologia. Dahmer deu uma de profeta nessa tirinha. Chupa astrólogos, esotéricos, videntes e outros.

O internauta mais burro do mundo.

Foi a primeira coisa que eu pensei quando eu li esse texto no RafaBarbosa.

A segunda coisa que eu pensei foi dito no meu comentário.

Uma coisa assim só poderia ter saído no orkut e só poderia ter sido proporcionada pela maldita inclusão digital.

Por acaso será que o raquer tinha hospedado o vírus português?

E vai sair a sede das olimpíadas de 2016.

Sexta-feira agora, dia 02 de outubro será decidida qual cidade será a sede dos jogos da XXXI olímpiada da era moderna. Em outras palavras, a sede dos jogos olímpicos de 2016. As cidades sedes são: Madri, Nova Iorque, Tóquio e Rio de Janeiro.

E desde o começo eu torço. Torço fervorosamente para que o Rio de Janeiro NÃO seja escolhida como sede das olimpíadas.

Em primeiro lugar, antes de mais nada, gostaria de dizer que eu não tenho nada contra a cidade do Rio de Janeiro. Absolutamente nada contra. Eu sou contra à candidatura.

Governo não quer mais nada também, não é? Já não basta o país ter sido, lamentavelmente, escolhido como sede da copa do mundo de 2014. Lamentavelmente mesmo. Eu, assim como outras pessoas lamentam profundamente essa escolha.

O país tem problemas em diversas esferas. Desmatamento na amazônia, o mar de lama da política que, só agora começou a vazar, mas que a gente sabe que está presente desde o iniício da república, infraestrutura arcaica (rodovias esburacadas, ferrovias abandonadas, transporte público precário, portos abandonados, trânsito caótico, crise áerea; lugares aonde a eletricidade, o tratamento de água e o saneamento básico ainda não chegou), saúde precária (hospitais públicos na penúria e, vira e mexe acontece alguma epidemia de dengue), a educação não precisa nem falar (aprovação automática, professores mal pagos e que chegam a ser agredidos em sala de aula, analfabetismo funcional, baixo índice de leitura, últimas colocações em competições de avaliação de educação), a ciência, pesquisa, tecnologia e educação, que podem, realmente, transformar esse Brasil no país do futuro sofreu um cortezinho básico de apenas R$ 1,1 bi e eu acho que eu nem preciso dizer em relação à segurança. Violência alta (uma guerra civil, praticamente), polícia mal equipada, mal paga e mal preparada, forças armadas sucateadas, bandidos que mandam e desmandam. Até mesmo dentro de presídios. E a desigualdade social?

E outra coisa. Lembram que, para fazer os preparativos do pan-americano (um evento esportivo vagabundo) o orçamento final custou seis vezes o orçamento inicial. Eu imagino o quanto vão ser superfaturados o investimento na infraestrutura e a construção de novos espaços as para a copa e para uma eventual olimpíada. Para quem quiser saber, o orçamento inicial para a copa será de 10 bilhões de dólares. Dinheiro esse que vai servir só para aumentar a dívida brasileira. Eu fico imaginando o quanto que político e empresários inescrupulosos vão ganhar nessa.

<mimimi>Ah! Mas Lucho, pensa na quantidade de dinheiro. Pensa nos bilhões de dólares que vão entrar no país e vão movimentar a economia interna.</mimimi>

Realmente, Vai entrar bastante dinheiro. Agora, movimentar a economia? Eu pergunto: Quanto desse dinheiro vai para o meu bolso? Quanto desse dinheiro vai para o seu bolso, querido leitor? Esse dinheiro vai servir para cobrir o rombo deixado pela copa do mundo e por uma provável olimpíada? Esse dinheiro que vai entrar servirá só para encher o cu de dinheiro de políticos e empresários.

E outra pergunta. Com a copa do mundo e, caso com a olimpíada, quem disse que a população vai poder usufruir da infraestrutura e vai ter acesso a esses espaços?

E outra coisa, depois de feito os investimentos na infraestrutura e na construção de novos espaços e superfaturado bastante, passado o evento (ou os eventos), toda essa infraestrutura continuará a ser neglicenciada pelos governos; e esses novos espaços construídos vão parar de receber os investimentos do governo, vão ficar sucateados e preparados para serem privatizados. Subentenda-se entregue para os outros a preço de banana.

É por isso (e outras coisas) que eu digo não para a olimpíada no Rio de Janeiro. Infelizmente para a copa não deu, mas eu espero que a olimpíada não seja no Brasil.

E termino citando esse texto do Blog da Comunicação, aonde é divulgada uma enquete a respeito da escolha da sede dos jogos olímpicos de 2016.

Hoje é dia sem carro.

Hoje, dia 22 de setembro, é o dia mundial sem carro. Uma campanha em que, em todas as partes do mundo, são feitos protestos, passeatas, reflexões a respeito dos problemas nas cidades (em especial nas grandes cidades) ocasionados pelo grande fluxo de carros.

Pois bem, nesse texto vou dar a minha opinião sobre essa campanha. E quem acha que eu vou dar uma opinião sarcástica e irônica a respeito da campanha, está errado. Está bem enganado, e por dois motivos.

O primeiro é que essa campanha é séria e válida. Não é igual àquela campanha idiota e besta do "A hora da Terra", em que, para "simbolizar a sua preocupação e participação", bastava desligar as luzes de casa por 1 hora. Uma campanha besta, idiota, que não tinha efeito, nem resultado e nem objetivo algum.

E o segundo motivo é que o trânsito realmente é um grande problema que as cidades enfrentam. Em São Paulo, por exemplo, está previsto que o trânsito vá parar no ano de 2012. E ainda assim, o prefeito língua presa de lá proíbe fretados de circular.

Só que quando se fala em problemas de trânsito por causa da quantidade de carros, só se fala de São Paulo. Esquece-se que em outras cidades também tem carros. Até mesmo cidades do interior, como Campinas por exemplo.

Não precisa ser nenhum especialista para deduzir que, numa cidade com 1 milhão de pessoas e 600 mil veículos, numa cidade em que, nos últimos 15 anos, a quantidade de carros praticamente dobrou e a quantidade de motos triplicou, o trânsito dessa cidade deve ser o inferno. Pois é o que acontece em Campinas. Chega as 18h, o centro da cidade fica insuportável. Motos, carros, caminhões, ônibus e pedestres disputando cada espacinho.

Sem contar que, além de tudo isso, o motorista campineiro é o mais barbeiro, mais mal criado, mal educado e mal humorado e mais imprudente do Brasil. Com tudo isso, tem-se a agradável constatação de que o trânsito da cidade mata mais que os assassinatos.

Ah! Mas tem um nome parecido.

Depois do sucesso de SQNY, HiPhone e TiPhone, ALWA, Durabel, Adadas, Vaic, Shy-mano (corintiano tímido??) e de tantos outros produtos e marcas Meidi in Tchaina, vem aí uma nova marca e novo produto, mas esse é na área da educação. Apresento-lhes a UNICAMPS.

Sim, UNICAMPS (http://www.unicamps.com.br). Apesar de usar todo o marketing dos produtos Meidi in Tchaina, esse produto da área educacional (produto mesmo) não tem nada de chinês, e sim, brasileiro. Bem brasileiro.

O nome completo desse produto da instituição é: Faculdades Unidas de Campinas. Só que, apesar do nome, essa faculdade não é de Campinas, e sim de Goiânia (no setor Campinas).

Mais um acontecimento que só poderia ter acontecido graças à proliferação das universidades particulares, aonde qualquer lugar vira uma uniesquina, fapone ou faculdade fundo de quintal.

Assim disse Lula...

Uma rapidinha.

Em uma das muitas listas de discussão que eu participo, foi deixada uma mensagem a respeito de uma antiga entrevista em que o Lula participou. Essa entrevista foi no programa Vox Populi, da TV Cultura, no ano de 1978.

Entre várias perguntas, foi feita uma pergunta por um estudante, perguntando o que o Lula achava da união dos estudantes com os alunos e como os estudantes poderiam ajudar os trabalhadores.

A resposta dada foi:
"Olha, pode ser fruto da minha ignorância, que estudei muito pouco, só o primeiro e um ginasial de torneiro mecânico, mas eu acho que a melhor forma de os estudantes ajudarem os trabalhadores é ficando na universidade."
Pois é. Alguns estudantes, integrantes de DCE e estudantes que entram para o ME, não contribuem em nada com o crescimento do mesmo e já lançam suas candidaturas a algum cargo legislativo deveriam ter visto essa entrevista e ter ouvido essa frase.

E eis que eu me lembrei de outra frase. Como disse o filósofo malvadinho: "Só não deixe que a faculdade atrapalhe os seus estudos".

Heresia do dia.

Nunca fui de gostar de música gospel (aliás, nunca gostei muito de tudo que estivesse relacionado ao evangelismo), mas aí eu olhei o vídeo abaixo e passei a olhar a música gospel com outros olhos.

Aperta o play do vídeo abaixo e veja o porquê da minha mudança de olhares a respeito da música gospel:


Link para o vídeo

Pois é, isso fez com que eu olhasse de uma maneira bastante diferente para a música gospel. Por acaso fez a mesma coisa com você?

No mais, é óbvio que esse vídeo é uma montagem. Montagem muito bem feita pelo pessoal do bobagento e que ficou muito engraçada.

Só que não tão engraçado quanto alguns comentários deixados no YouTube. Tem gente, realmente, acreditando que o tal pastor estava cantando essa música e amaldiçoando o pastor por usar o sagrado lugar da igreja para cantar músicas mundanas e profanas.

Dá para dar ainda mais risadas com os comentários de pessoas, como direi, um tanto ingênuas. Mas vai esperar o quê de crente?

NQMM

O NQMM é uma sigla, e significa "Notícias Que Mudam o Mundo". É uma seção do blog Curiosando, do Rodrigo Piva.

Nessa seção, são apresentadas diversas notícias envolvendo o mundo das celebridades. Como o próprio nome diz, notícias da mais alta importância e relevância jornalística e de imprensa e que muda o mundo. Jamais um ser humano poderia viver sem saber sobre os detalhes e peculiaridades da vida das celebridades. No momento que eu escrevo esse texto, a seção chegou a sua edição de número 42. E é um número que tende a aumentar bastante.

Recomendo (muito) a vista. Recomendo mesmo. Recomendo que se visite, e se leia, cada texto dessa seção, para que se veja o nível de inutilidade e de futilidade das notícias envolvendo o mundo das celebridades. Será que o pessoal que trabalha nesses portais de notícias não descofiam da qualidade do material que eles publicam? Será que esse pessoal pensa que todas as pessoas são iguais a esse pessoal (patricinhas e mauricinhos com cérebro de ameba, dois neurônios e QI de ostra, que acham que revistas como caras e contigo são leituras enriquecedoras)?

E depois dizem que o que está no Twitter é que é inútil.

Ufanista? Eu? Imagina!

Aquele texto que eu escrevi sobre a "carta" da escritora holandesa a respeito do Brasil ainda rende alguns dividendos. Alguns comentários de gente concordando com as contra-respostas, outras pessoas comentando e confirmando como é a vida na Holanda e que tudo que está na carta não passa de baboseira, texto que confirma mais ainda que essa carta é um embuste e uma divulgação no orkut, numa comunidade de brasileiros que moram na Holanda (mais precisamente aqui).

E também, como era de se esperar, recebi alguns comentários irados de gente que me xingou de tudo que era possível. Como eu não ganho para ser xingado, eu removi esses comentários.

Mas num desses comentários, foi deixado um poema, ou música, ou sei-lá-o-quê. Aí vai o que eu recebi:
Não fale mal do meu país
Da minha gente e esse povo varonil
Fale da França, da Italia ou da Espanha
Da Russia ou da Alemanha,
Mas não fale do Brasil

Fale da França, da Italia ou da Espanha
Da Russia ou da Alemanha
Mas não fale do Brasil

O mundo inteiro está com dor de cotovelo
Porque somos tetracampeões no futebol
O recife é a capital do Frevo
Caruaru é a capital do forró

São Paulo e Rio é berço de musicas sertanejas
Belém do Pará é a capital do carimbó
E a Bahia é o Olundo e Afoxé
Falem mal de quem quiser,
Mas o Brasil ainda é melhor

Não fale mal do meu país
Da minha gente e esse povo varonil
Fale da França, da Italia ou da Espanha
Da Russia ou da Alemanha,
Mas não fale do Brasil

Não fale mal do meu país
Da minha gente e esse povo varonil
Fale da França, da Italia ou da Espanha
Da Russia ou da Alemanha,
Mas não fale do Brasil

Não fale mal de um país igual ao nosso
Porque existe um pouco de inflação
Em toda parte do mundo existe favela
Meninos de rua, corrupição e ladrão

Nosso país deu o Noel e Pixinguinha
Deu Lampião e Gonzagão rei do baião
Deu Padre Cicero, Rei Barbosa e Rei Pelé
Falem mal de quem quiser,
Mas o Brasil ainda é melhor

Não fale mal do meu país
Da minha gente e esse povo varonil
Fale da França, da Italia ou da Espanha
Da Russia ou da Alemanha,
Mas não fale do Brasil

Não fale mal do meu país
Da minha gente e esse povo varonil
Fale da França, da Italia ou da Espanha
Da Russia ou da Alemanha,
Mas não fale do Brasil
Pois é, eu não sei qual texto é mais ufanista (e idiota): Aquela "carta" ou essa "música"?

Analisando essa "música", assim como eu fiz com aquela "carta":
Não fale mal do meu país
Da minha gente e esse povo varonil
Fale da França, da Italia ou da Espanha
Da Russia ou da Alemanha,
Mas não fale do Brasil
Ué? Brasil ame-o ou deixe-o? Por acaso os milicos voltaram ao poder e não me disseram nada?

E essa estrofe horrível só e repetida 2563748292 vezes.
O mundo inteiro está com dor de cotovelo
Porque somos tetracampeões no futebol
Nossa! Imagino a inveja que as outras nações têm do Brasil por ter uma seleção tetracampeã no futebol.

Aliás, quem escreveu essa "canção" está um tanto atrasadinho. A seleção já é pentacampeã.

Antes que me chamem de elitista ou de pseudointelectual, eu digo: Eu gosto de futebol e de esporte, assisto eventos esportivos na televisão, mas vamos falar a verdade: Ser tetra, penta, hexa ou n vezes campeão mundial no futebol, vôlei, basquete, rugby, punheta, siririca ou qualquer outro esporte não contribui em NADA para o crescimento e progresso da nação. Por acaso quando o Brasil foi pentacampeão no futebol a sua vida melhorou? Você ficou mais rico? Melhorou a distribuição de renda no país? Diminuiu a violência? A corrupção? A fome? A pobreza?

E adianta muito ser campeão no futebol se na educação o Brasil sempre fica na lanterninha. Competição essa que, realmente, contribui com o avanço e progresso de uma nação.

Uma coisa assim só reforça o estigma de "o país do futebol" que tem o Brasil.
O recife é a capital do Frevo
Caruaru é a capital do forró
Aí tudo bem, eu concordo.
São Paulo e Rio é berço de musicas sertanejas
Desde quando o Rio de Janeiro é berço do sertanejo? Quanto muito o Rio de Janeiro é berço daquela bosta do Funk carioca.
Belém do Pará é a capital do carimbó
E a Bahia é o Olundo e Afoxé
Novamente, eu concordo. Tem que valorizar a cultura nacional.
Falem mal de quem quiser,
Mas o Brasil ainda é melhor
De novo, Brasil ame-o ou deixe-o.
Não fale mal de um país igual ao nosso
Porque existe um pouco de inflação
Agora existe um pouco de inflação. Mas e a 20 ou 30 anos?
Em toda parte do mundo existe favela
É, realmente existe favela na Suécia, Alemanha, Inglaterra, França.
Meninos de rua, corrupição e ladrão
Meninos de rua? Vá até Cuba ver como existe menores de rua lá. Va lá ver como um país que quase não tem dinheiro para nada conseguiu combater esse problema. E antes que digam, comunista e paga pau de Cuba é a mãe.

Ladrão? Realmente, existe ladrão em qualquer país. Mas também existe punição.

CorruPIção??!! Pelo que eu saiba, corruPÇão existe sim em qualquer país, mas também existe punição, se não da justiça, dos eleitores. Agora, corruPIção? Por acaso também existe analfabetos em outros países?
Nosso país deu o Noel e Pixinguinha
Mais uma vez, concordo que a cultura tem que ser valorizada.
Deu Lampião e Gonzagão rei do baião
Não sei até que ponto Lampião representa o Brasil, mas...
Deu Padre Cicero, Rei Barbosa e Rei Pelé
Não sei como Padre Cícero representa o país. A única coisa que "Padim Ciço" faz é ser seguido por um rebanho religioso e acéfalo.

Rei Barbosa? Não seria Ruy Barbosa? Aprenda a escrever antes de querer fazer uma música.

Rei Pelé? De novo reforçando o estigma de "o país do futebol".

E aí aparece aquele refrão repetido ad nauseam.

De novo, faço a pergunta: Quem consegue ser mais ufanista (e idiota)? O autor daquela "carta", ou o autor dessa "música"?

Ericsson distribui "lap tops" gratuitamente. Será?

Recebi a umas horas atrás, por e-mail, uma mensagem de um amigo meu alertando sobre a distribuição gratuita de "lap tops" por parte da Ericsson. Deem uma olhada na mensagem abaixo:

Vamos lá não custa tentar!!
Assunto: DISTRIBUIÇÃO DE NOTEBOOK

A empresa Ericsson está distribuindo gratuitamente 'lap tops' com o objetivo de se equilibrar com a Nokia, que está fazendo o mesmo. A Ericsson deseja assim aumentar sua popularidade. Por esse motivo, está distribuindo gratuitamente o novo Lap Top WAP.

Tudo o que é preciso fazer é enviar uma cópia deste e-mail para 8(oito) conhecidos. Dentro de 2 (duas) semanas você receberá um Ericsson T18.

Se a mensagem for enviada para 20 (vinte) ou mais pessoas, você poderá receber um Ericsson R320..

Importante!!!

É preciso enviar uma cópia do e-mail para Anna.swelung@ericsson.com

Não é trote. Funciona.
Que legal! Nunca ninguém fez isso para a gente! E para receber esses "lap tops" basta... enviar essa mensagem para outras pessoas??

Espera um minuto. Esse negócio de enviar tal mensagem para outras pessoas eu já vi várias vezes e SEMPRE era mentira. Será que essa também é?

Dando uma analisada melhor na mensagem, podemos ver que se trata de mais um hoax (embuste, ou mentira mesmo). Por quê? Vejamos:
  • Primeiramente que não existe mais a Ericsson. O que existe é Sony Ericsson.
  • Segundo, desde quando a (Sony) Ericsson e a Nokia distribuem notebooks? Aliás, desde quando essas duas empresas produzem notebooks?
  • Outra, desde quando a Nokia decidiu distribuir qualquer coisa de graça? Desculpa, mas a Nokia não é ONG e não se tornou uma das maiores empresas do mundo dando coisas de graça.
  • Outra coisa, a Sony Ericsson deve estar muito bem para dar vários aparelhos de graça, não é mesmo? Além do "Lap Top" WAP (??) também vai dar um celular Ericsson T18. E dependendo da quantidade de e-mails enviados, também vai dar um Ericsson R320. Que empresa mão aberta. Tudo bem que sejam celulares antigos e ultrapassados, mas mesmo assim é um mimo.
  • Como que a empresa saberá que enviei tantas vezes a mesma mensagem? Só se visse os meus e-mails, mas aí é invasão de privacidade.
  • Mais uma coisinha, quem é doido de enviar uma mensagem para uma pessoa que não conhece?
Fazendo uma pesquisa despretensiosa no Google, os primeiros 10 resultados retornados são de textos advertindo a respeito da mentira que é essa mensagem. Inclusive a própria Sony Ericsson já advertiu sobre esse e-mail, e disse que a tal funcionária encarregada de receber os e-mails não existe. Aliás, se existisse mesmo, coitada dessa mulher que ia receber uma tonelada de e-mails.

Fui consultar os maiores repositórios de hoaxes e mentiras da Internet e essas histórias constam lá, tanto no Quatro Cantos, como no E-farsas. Um detalhe interessante desse hoax é que ele surgiu em 2000 (!!!), ou seja, há 9 anos essa mensagem circula de caixa de entrada em caixa de entrada de usuários ingênuos. Isso explica a Ericsson "querer dar" dois modelos de celulares antigos e ultrapassados. Como todo hoax, já sofreu mutações e adaptações. A última mutação (essa versão dizendo que distribui "lap tops") surgiu em 2006.

Portanto #fikadika:
  • Empresas não são ONGs e não têm um setor de filantropia. Nunca empresas distribuem o que quer que seja de graça. A menos que seja uma promoção.
  • Se uma empresa quer bater seus concorrentes, não vai ser dando coisas de graça. Ou ela vai investir em propaganda e em marketing, ou então vai usar a mão de obra dela para produzir produtos melhores e de maior valor agregado.
  • Jamais uma empresa vai dar coisas de graça para ganhar mais popularidade. Empresas não são celebridades no Twitter que dão mimos para ter mais seguidores.
  • E o principal. Se alguma coisa parece boa demais para ser verdade, pode ter a certeza de que é.

Opiniões mudam, não e mesmo?

Se você não esteve em Marte, provavelmente sabe que o senado enfrenta uma crise moral jamais vista antigamente. Atos secretos, "funcionários" que eram parentes de políticos e que recebiam "salário" sem mesmo ir à Brasília trabalhar, mau uso das verbas indenizatórias, funcionários públicos que não sabiam que eram diretores, criação de cargos públicos na calada da noite, estudantes que apanham de policiais no senado em protesto absolutamente pacífico, conselho de "ética" que não pune ninguém e arquiva quaisquer protestos ou representações e senadores covardes que ameaçam renunciar aos seus cargos. Enfim, para você que esteve em Marte, ou então já se esqueceu de tudo, essas foram algumas coisas que aconteceram no senado brasileiro nesses últimos meses.

E toda a culpa por essa crise moral caiu sobre o seu presidente, o dono do Maranhão que se elegeu pelo Amapá, José Sarney. Gente querendo a todo custo a renúncia imediata de Sarney como a solução para toda essa crise moral, como se só ele fosse desonesto, ou então gente querendo, logo de cara, a explosão e fechamento da casa legislativa, alegando que nenhum senador presta, mas se esquecendo de onde veem os senadores.

Falando agora da crise do senado. Os partidos da oposição (em especial PSDB e DEMo) se uniram numa representação, liderada pelo PSOL, contra os arquivamentos do conselho de ética. Como era de se esperar, não deu em nada.

Pois bem, um desses partidos da oposição (o DEMo) que hoje quer a investigação de tudo de podre no senado e de tudo que envolva Sarney, já vibrou com a eleição do atual presidente do senado, alegando que a vitória na eleição seria uma solução para a crise que o Brasil enfrentava e um bom resultado para a casa.

Para quem acha que eu bebi ou tive alguma alucinação lisérgica podem ver isso que eu disse na imagem abaixo:

Pois é. Como as opiniões mudam. Ainda mais na esfera política.

E depois eu sou preconceituoso.

Nesses 18 meses em que criei esse blog, uma coisa que eu nunca fiz questão de esconder e que, sempre que pude eu mostrei, é que eu não gosto de funk (o carioca, não o funk original, criação do saudoso mestre James Brown).

Aliás, não é questão que eu não goste. Eu não suporto essa merda. Acho esse "ritmo musical" de um mau gosto terrível e de uma pobreza sem igual.

E outra coisa que eu digo a respeito do funk é que quem gosta desse tipo de "música" é meretriz (na verdade eu queria dizer puta, mas eu acho que estou escrevendo palavrão demais aqui no blog) ou então é o cara que a gerencia (eu queria dizer cafetão, mas pelo mesmo motivo anterior não disse). Digo isso aqui no blog e em outras redes sociais das quais eu sou cadastrado.

E lógico, por dizer isso, sou bombardeado pelos mais diversos adjetivos. Idiota, ignorante, preconceituoso, nojento, racista, moralista, babaca, pseudointelectual, machista, falso puritano, antiquado, fascista, nazista, quadrado, elitista, entre outros. Em outros lugares eu não posso fazer nada, mas aqui no blog eu tenho o poder de desmaterializar textos. Em outras palavras, posso remover comentários.

Pois bem, para todas as pessoas que já me deram esses adjetivos, gostaria que ouvissem e apreciassem uma obra-prima do funk carioca. Para apreciar a tal obra-prima, é só clicar nesse link. Vejam que manifestação cultural é o funk carioca. Manifestação essa de muito bom gosto.

Gostaria muito que aqueles que me chamaram de preconceituoso por eu dizer que acho o funk carioca uma tremenda putaria, por eu achar que o funk carioca não tem nada de cultura e por achar que é coisa de puta e cafetão assistissem esse espetáculo deprimente. Assistam e depois venham falar se eu sou realmente preconceituoso.

E quem vier aqui encher o meu saco terá o comentário removido. Lembrem-se de que aqui eu tenho o poder de desmaterializar textos.

Denúncia!! Ministério do trabalho ofende usuário de Internet.

Essa foi uma notícia que tomei conhecimento a alguns minutos atrás.

Um absurdo! O ministério do trabalho, responsável por gerir e proteger os direitos dos trabalhadores manifestou-se de forma ofensiva contra um usuário de Internet. O ministério do trabalho chamou um usuário desempregado de vagabundo.

Maiores detalhes sobre essa ofensa, sobre esse absurdo, sobre esse acinte, podem ser vistos acessando esse link d'O Globo.

Ok, falando sério agora. Sim, foi por causa dessa bobeirinha que está na notícia que o tal economista desempregado se sentiu ofendido e atacado.

Será que alguém poderia explicar para o economista o que significa captcha e, principalmente, explicar que o captcha e o minisitério do trabalho não têm informações sobre a vida dele. Explicar para ele que eles não são o Big Brother. O personagem do livro 1984, não aquele programa idiota.

Os links da semana.

Assim como eu fiz a um tempinho atrás, vou divulgar uma lista com alguns textos de blogs. E vai ser pelo mesmo motivo que eu fiz o anterior que foi a falta de tempo e de assunto em escrever mais textos o fato desses textos terem me chamado bastante a atenção.

Aí vão eles:
É isso.

¹ - Sim, eu sei que falar mal da Gurgel é pedir para ser xingado. Mas a bem da verdade é que os carros da Gurgel são feios mesmo. Especialmente aquele protótipo de carro-forte (ou tanque de guerra) que é o X-15. Ô coisa horrorosa!

Quer uma vaga na universidade pública? Chame Sílvio Santos.

Que o vestibular tem as suas incoerências, isso é verdade. Que o vestibular tem seus críticos e que tem muita gente que gostaria de que o exame fosse substituído isso também é verdade. Mas, se for substituir o vestibular, qual seria a maneira de se fazer a seleção dos alunos a ocuparem as vagas das universidades públicas?

Claro que a opção seria o sorteio. Óbvio. Especialmente para o professor da UNICAMP, Rubem Alves.

Não, eu não estou mentindo. Confira numa entrevista publicada pela revista Época (não me lembro qual edição):
* ÉPOCA - Mas os alunos precisam ter conhecimentos básicos em áreas como Matemática, Biologia ou Química, não?

* Alves - Para quê? Para passar no vestibular? Para esquecer tudo? Quem disse que tem de aprender isso? Por que eu tenho de aprender logaritmo neperiano? Não conheço ninguém que tenha usado isso. Se por acaso eu for precisar um dia na minha vida, estudo e aprendo. Não preciso me preocupar com isso na escola. E as pessoas não se dão conta de que todo esse conteudismo é perdido. Não sobra nada. Uma amiga minha, professora de Neuroanatomia na Unicamp, dizia que os piores alunos que ela tinha eram esses que apareciam em outdoors de primeiro lugar. Porque quando ela explica anatomia, um assunto cheio de complexidades, sempre tinha um que levantava a mão e perguntava: ''Professora, qual é a resposta certa?''. Ou seja, ele não entendia que esse negócio de ter sempre uma alternativa certa não existe. No
caso do médico, com um doente terminal, o que ele faz: Dá morfina ou continua com a quimioterapia? Não há resposta certa. É preciso aprender isso. E essas coisas não são ensinadas.

* ÉPOCA - O senhor chegou a pregar o fim do vestibular. Por quê?

* Alves - Já preguei, e quando falo nisso as pessoas acham que estou brincando. Quando eu era pró-reitor de graduação da Unicamp, queria um vestibular que avaliasse a capacidade de pensar dos alunos, e não a memória. Um professor me disse: A solução mais fácil é o sorteio. Dei uma gargalhada. Mas comecei a pensar e vi que é isso mesmo. A primeira coisa do vestibular que me morde não é decidir quem entra ou não na universidade, mas a sombra sinistra que ele lança sobre tudo o que vem antes. As escolas são orientadas para o vestibular, e os pais logo de saída querem as escolas fortes para os filhos passarem no vestibular. A primeira conseqüência de ter o sorteio é que as escolas seriam livres para ensinar. Elas não precisariam preparar os alunos para o vestibular. Então, as pessoas poderiam ouvir música, ler e
fazer o que quisessem. Seria a libertação das escolas para realmente ensinar. Em segundo lugar, acabariam os cursinhos. Se tiver sorteio, ninguém pode reclamar. Sorteio é sorteio. Acabaria o sofrimento psicológico dos alunos, que têm a auto-imagem destruída. Também acabaria o conflito entre pais e filhos.

* ÉPOCA - Mas um vestibular por sorteio poderia ter muita injustiça?

* Alves - Várias pessoas me dizem isso. Claro que poderia, mas não do tamanho da injustiça que existe no atual sistema de vestibular, que nada mais é que uma grande perda de tempo, de dinheiro, de inteligência e de conhecimento. Também me perguntam se qualquer aluno, sem o menor preparo, poderia entrar na universidade. Respondo que não. Haveria no final do ensino médio um exame no país inteiro para verificar se os alunos atingiram um ponto mínimo exigido. E não seria classificatório. Quem passasse poderia participar do sorteio. Quem fosse reprovado poderia refazer a prova depois.

* ÉPOCA - É polêmico...
* Alves - Não acho, não. Acho que é uma solução óbvia. É mais inteligente que o modelo que existe atualmente. E menos danosa.
Se não fosse a proposta de se fazer sorteio, a entrevista seria perfeita, pois tem muitas coisas interessantes e verdadeiras. Mas a proposta de se fazer sorteio estragou a entrevista por inteiro. Quer dizer então que, para concorrer a uma vaga numa universidade, chama-se o Sílvio Santos para fazer o sorteio das vagas. E aí, alea jacta est, é só cruzar os dedos e ficar aguardando?

Por sorte, uma proposta dessas não tem a mínima chance de passar adiante, muito menos de se concretizar.

Com relação ao que eu penso, tenho de reconhecer que o vestibular tem os seus pontos negativos e positivos. O principal ponto positivo é a meritocracia, ou de ganhar algo (no caso, uma vaga na universidade) por merecimento e também tem o fato de ser um método imparcial de seleção; não se olha o nome, ou sobrenome da pessoa, olha-se apenas o que a pessoa sabe (e realmente, não é levado em conta o nome do candidato). Mas, em compensação (e aí eu dou o braço a torcer para que o professor Rubem Alves disse), gasta-se muito dinheiro, expõe o candidato a uma carga emocional muito forte, privilegia os alunos de escolas particulares (a ponto de ter que criar cotas), privilegia mais a capacidade de memorização do candidato.

Sem contar o fato de que as escolas se "adequam" ao vestibular e ensinam aos alunos apenas o necessário e suficiente para se fazer uma boa prova de vestibular; enquanto que matérias e assuntos mais importantes para o dia-a-dia dos alunos e que transformem o aluno numa pessoa mais crítica não são lecionadas pelas escolas, porque não cai no vestibular.

Só que vestibular é quase igual ao capitalismo. Tanto um como o outro privilegiam algumas pessoas, tem as suas coisas boas, como as suas coisas ruins, mas as coisas ruins são mais visíveis e notórias, todo mundo sempre tem uma crítica para fazer contra ambos, só que ninguém achou algo melhor que os substituíssem.

E Al Capone não era brasileiro.

Há uns dias atrás, eu li no jornal (mais precisamente a seção cartas do leitor) um pequeno texto que me chamou muito a atenção. Vou reproduzir o tal texto:
Al(phonsus) Gabriel Capone foi um gângster ítalo-americano frio e sem escrúpulos que controlava informantes, casas de jogos, prostíbulos, bancas de apostas em corridas de cavalos, clubes noturnos, destilarias e cervejarias. Ele controlava também políticos e metade da polícia de Chicago. Em 1929 foi nomeado o homem mais importante do ano, junto com personalidades como o físico Albert Einstein e o líder pacifista Mahatma Gandhi. Apesar de seus vários delitos, somente em 1931 conseguiram prendê-lo por sonegação de impostos. Esse breve relato me fez lembrar dos inúmeros "Al Capones" de nossa política nacional que diariamente enxovalham as nossas instituições, locupletam-se com os nossos suados impostos e ainda riem de nossas caras sem que nada lhes aconteça. Até quando?
O leitor escreveu muito bem, caprichou no português, foi muito feliz e está coberto de razão ao comparar Al Capone com alguns políticos brasileiros.

Realmente tem vários políticos que são verdadeiros gângsters. Não são todos, ainda tem uma minoria decente e honesta. Dá para contar nos dedos, é verdade, mas existe.

Se Al Capone estivesse vivo, certamente estaria se roendo de inveja das "excelências" brasileiras. Essas "excelências" controlam prostíbulos (o deputado que se lixa para a opinião pública era dono de um bordel), informantes, polícia, tráfico de drogas e de arma, controlam, são financiados e financiam grupos paramilitares e milícias, casas de jogos e bingos ilegais. Além de controlar os meios de comunicação (revistas, jornais e concessões de rádio e televisão). Também cometem diversos crimes contra a população e são elevados a categoria de personalidades.

Mas as semelhanças param por aí. Al Capone não ficou impune. Demorou para que ele fosse pego, mas quando a justiça pegou ele, ele teve de pagar. Já as excelências brasileiras fazem o que querem, não sofrem punição e seguem a vida, cometendo mais e mais crimes. Algumas dessas "excelências" só tiveram punição da justiça divina.

E ainda por cima há uma "carta" que diz que o congresso está se empenhando em punir seus próprios membros. É faz me rir, né?

A minha fé na humanidade acaba de cair vertiginosamente 3 - A continuidade.

Depois de algum tempo em hibernação, volto a reassumir essa série de textos que mostra situações em que a minha fé na humanidade vai ladeira abaixo, descendo na banguela. E, como na outras três vezes, sempre tem a religião inserida no meio.

O evento da vez está nesse texto do ceticismo.net. É incrível ver aonde que as pessoas podem chegar por causa da religião. E ainda mais por causa dessa merda de igrejinha que é a univer$al. Millor Fernandes já dizia: "O ser humano é o macaco que não deu certo".

Quando Marx disse que religião é o ópio da humanidade, ele não estava enganado mesmo. Aliás, religião é o ópio e a univer$al é o crack.

O comentário mais deprimente que eu já li.

Todo mundo já viu a propaganda daquela BOSTA daquela Tekpix IJIASOHOHOAOHY769576 vendida nas BOSTAS dos programas vespertinos da televisão aberta brasileira.

Lendo esse texto do palmeirense falador, indicado por esse texto do defenestrado, do Gilson Lorenti, há maiores informações sobre a maravilhosa revolução tecnológica que é essa "câmera". Entre elas:
  • Um pendrive de 32 MB. Já seria uma capacidade irrisória, mas ainda tem o fato de que o Firmware da máquina ocupa 12 MB, sobrando 20 MB líquidos para armazenamento do que o usuário quiser. UAU!!!!!!
  • 12 megapixel interpolado. Na verdade a resolução é de 3 megapixel.
Tem outras características no texto, mas essas são as mais marcantes. E o pior é que vendem (a empresa e as porcarias dos programas vespertinos) essa jeringonça como se fosse a maior revolução tecnológica de todos os tempos. Isso que esse pessoal faz é propaganda enganosa. É crime.

Na área de comentários (negligenciada por 99% de todos os visitantes de blog), são encontrados comentários de todos os tipos. Gente parabenizando o Kadu, gente dando o seu relato de ter comprado gato por lebre, gente achando que o Kadu trabalha para a empresa, paraquedistas que acham que o blog é o SAC da empresa, paraquedistas anunciando ofertas do mercado livre.

Mas dentre os comentários, li um que me deixou totalmente deprimido. Foi esse abaixo:
Amigos, gostaria que ficassem sabendo de um detalhe, é muito facil criticar dificil é fazer! Deixa o pessoal ganhar o dinheiro deles, eu sou gerente de vendas não trabalho com nenhu aparelho igual ou tão pouco parecido, mais sei o quanto é dificil entrar no mercado. E eles foram bastante criativos induzindo pessoas a comprar um produto diferente dos demais, infelizmente não tendo tanta qualidade mais fazer o que? abraços para vocês!
Para quem acha que eu inventei esse comentário, está aqui o link.

Não é deprimente um comentário desses? Gostaria muito de saber de onde que ele é o gerente de vendas. Gostaria muito de saber, para não ter o desprazer de passar perto de lá.

A respeito da "dificuldade de entrar" no mercado de vendas. Realmente, é difícil, trabalhoso, custoso, cansativo produzir mercadorias boas e fazer a coisa certa. Qual a alternativa então? Faz uma BOSTA de mercadoria, vende essa BOSTA de mercadoria e investe pesado em "merchandising".

A respeito do "Ah! É muito fácil criticar", quem não quer ser criticado que não se exponha. Entrou na chuva, vai se queimar.

Quanto a "deixar esse pessoal ganhar dinheiro", realmente, deixemos esse pessoal enganar a todo mundo e ganhar o seu dinheiro em paz. Assim como deixemos os políticos vigaristas e corruptos ganhar o seu dinheiro em paz. Também deixemos ganhar o seu dinheiro em paz os traficantes de drogas, os traficantes de armas, os sonegadores de impostos, os estelionatários, os golpistas, os banqueiros sanguessugas, os empresários vigaristas, os especuladores. Enfim, vamos calar a boca e parar de encher o saco!!

Quanto a "criatividade de induzir as passeoas a comprar", Jânio Sarmento estava com toda razão quando disse que marketing é sinônimo de mentira. É aquela velha história de que uma mentira dita várias vezes se torna verdade. Joseph Goebbels deve ter vibrado de alegria quando esse cara postou esse comentário.

E quanto ao fato de a empresa empregar várias pessoas, bem, o tráfico de drogas também emprega diversas pessoas, tira várias pessoas do desemprego, dá a várias pessoas o que comer. E aí? Por acaso eles estão fazendo a coisa certa? Por acaso o fato do tráfico de drogas empregar um monte de gente exime o fato de que é uma atividade ilegal e criminosa? De novo eu digo, o que esse pessoal da TekPix faz é um crime.

E como desgraça pouca é bobagem, teve uma idiota que apoiou a defecação oral (tm Terramel). Aí vai:
Eu concordo com Ezequiel, compra quem qué ninguém é obridado, é fácil críticar, toda grande empresa tem seu nº de reclamacão, não seria a tecnomania que não teria tbém,e sei que lá existe muitos trabalhadores que dependem deste emprego, afinal são quase 500 funcionários que dependem da empresa semão talvez seriam mais 500
desempregados…..conheço pessoas que tem a camera e gostaram e ai??? reclamar é fácil né??? eu posso dar o contato se a pessoas assim me permitir, ela irá dizer o que acha da camera, ela gostou e tá satisfeita!!! opniões sâo diferentes….
Aqui o link desse comentário. É mole?

É por causa de atitudes assim que brasileiro tem os políticos que tem. E os merece.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST