Pesquisar este blog

Adivinha quem disse a frase?

Folheando o jornal esses dias, encontrei a seguinte frase abaixo:

"Se os deputados continuam fixando eles mesmos os próprios códigos e regras, pouco importa como eles o fazem, o público sempre reclama."

Quem disse que foi o primeiro molusco, ou então o Serginho, simplesmente... errou!!

Pois é gente, embora essa frase tenha toda a cara e jeito de ter sido dita por um dos dois, quem disse essa frase foi o primeiro-ministro da Inglaterra, Gordon Brown, a respeito de algumas atitudes tomadas pelos deputados ingleses.

Não tem jeito. É uma praga generalizada mesmo. Só muda o endereço.

Mas, infelizmente, tem que ser assim. Ruim com eles, mas seria muito pior sem eles. Estado e políticos são um mal necessário. Sorry, anarquistas. Eu sei que vocês não queriam ler isso, mas a vida é dura.

Imagine uma sociedade sem um Estado, ou uma hierarquia? Se uma família sem uma organização já se desestrutura, imagina uma sociedade inteira? Quem quiser, pode ler esse excelente texto a respeito do que eu falei nesse parágrafo.

Mais sobre o Serginho.

Foto do filho da putaO Serginho a que eu me refiro é o deputado Sérgio Moraes (ou Sérgio Ivan Moraes, esse aí da foto), aquele que quer que a opinião pública se foda se lixe. Aqui uma das vezes em que ele disse isso.

Pois bem, esse texto vai analisar a vida e a carreira desse grande político. Fazendo uma pesquisa na Internet, usando o Google e o Portal Excelências, descobri algumas coisas desse grande político.

Analisando a fidelidade partidária, pode-se dizer que o deputado está de parabéns. Fundador do diretório gaúcho do PTB em 1988, ele se mantem no mesmo partido até hoje. Pelo menos um ponto positivo.

Uma outra coisa a respeito do deputado é que ele não é dono de meios de comunicação, isto é, ele não é dono nem de revistas, nem de jornais e nem detem concessões de rádio e de televisão. Ele não usa as concessões públicas de rádio e de televisão para defender seus interesses pessoais e escusos. Vai ver que é por isso mesmo que ele quer que a opinião pública se lixe.

Olhando os processos, precebe-se que o deputado é um dos 192 deputados federais que têm alguma pendência com a justiça. Embora no Portal Excelências foram encontrados dois processos envolvendo o deputado, mas, pesquisando no site do STF foram encontrados, dentre ações penais e inquéritos, oito processos contra o deputado (pesquisando no site do STF por Sergio Ivan Moraes, você consegue encontrar), um deles quando era prefeito, além de um processo por usar dinheiro público para disque-sexo. Isso sem contar que o excelentíssimo já foi dono de bordel, ou seja, de putaria com dinheiro o deputado entende muito.

Além dos processos, o deputado é um dos vários políticos que pratica nepotismo e também usa verbas indenizatórias de maneira inapropriada. Henrique, se você já tinha vergonha do deputado e do povo de Santa Cruz do Sul, te dei motivos para você se envergonhar ainda mais.

Olhando a atividade parlamentar do deputado, vemos uma atividade parlamentar bem discreta. Apenas 28 proposituras de autoria do deputado. Pelo menos ele não se mete a dar pitaco naquilo que ele não entende, como fazia a deputada dançarina (alguém ainda se lembra dela?), e antes poucas proposituras do que muitas proposituras ridículas. Mas algumas chamaram a atenção:
  • PL 2427/2007 - Obriga os fabricantes de cigarros a imprimirem numeração seqüencial na carteira de cigarro, estabelece obrigação tributária acessória e institui penalidades pecuniárias. Atualmente arquivado.
  • PL 1193/2007 - Obriga a veiculação de fotos de pessoas desaparecidas e de foragidos da Justiça, nas carteiras de cigarros produzidas ou embaladas em território nacional.
  • PL 465/2007 - Cria o Fundo Nacional da Fumicultura (FNF) para incentivar e estimular a diversificação de atividades econômicas nas áreas cultivadas com tabaco e institui a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide-Fumo) incidente sobre a importação e produção, no mercado interno, de cigarros de fumo (tabaco) e seus sucedâneos e dá outras providências.
  • PL 377/2007 - Obriga a criação e manutenção de cadastro de usuários e o imediato bloqueio, pelos prestadores de serviços de telecomunicações, de aparelhos celulares, em caso de comunicação de roubo, furto ou extravio; proíbe a utilização de dispositivo que bloqueia o identificador de chamada, e dá outras providências. Explicação: Proíbe a utilização de dispositivo que oculte o número identificador de chamada (ID) dos telefones celulares; triplica a pena de quem usar identidade falsa para adquirir telefone para fins ilícitos. Altera o Decreto-Lei 2.848, de 1940.
De quatro projetos de lei, três envolvem o cigarro e a indústria do tabaco. Por que será?

De qualquer maneira, fica a mensagem para o povo gaúcho não votar no Serginho e, de novo, publico a imagem da campanha:

Por dentro de um culto evangélico.

O vídeo abaixo eu vi no blog do Daniel Becher, que pegou no blog do Sampson. Trata-se de um evangélico típico, fazendo a sua atividade típica de encher o saco alheio pregar.

Bom, aí vai o video. Tente segurar o riso, se puder:


Link para o vídeo

Pois é, não dá para segurar o riso. Não dá para segurar o riso do cara pregando a "Briba". Da substância que esse cara fumou/comeu/tomou/cheirou/injetou eu quero passar bem longe.

Numa parte do vídeo, o pregador diz "Mozés bateu com a vará no má...", eu pensei que ele ia falar "...E O MAR ABRIU NO MEIO VÉÉÉÉÉÉÉÉÍO!!!!". Outra informação importante foi saber que Sodoma e Gomorra foram destruídas porque lá tinha muito viado, muita imundiça. E outra coisa reveladora foi saber que Deus ama o pecado. Só que fiquei com algumas dúvidas. Quem era ? E Xuão? E o jóvi abridiente? E caraperi? E onde fica o jardinho do uedem? É cada pérola que se eu for citar todas, esse texto vai ficar enorme.

Agora, falando um pouco mais sério, ouvindo esse "pregador", dá para entender bem a origem da riqueza do bi$po Macedo, do mi$$ionário Romildo "R. R." Soares, da bi$puta $ônia, do apo$toladrão E$têvão, da Univer$al, da Rena$cer e de tantas outras igreja$ evangélica$ espalhadas por aí.

Fico aqui pensando: Ainda bem que, nessa invasão epidêmica de programas evangélicos na televisão aberta brasileira, esse "pregador" ainda não pegou o seu espaço. Imaginem se ele conseguisse o seu espacinho.

Controle de qualidade.

O CQC começou muito bem a nova temporada. Cheio de quadros novos e com o selo de qualidade CQC.

Um desses quadros novos que me chamou bastante a atenção foi o "Controle de Qualidade". O quadro é bem simples: Consiste de fazer perguntas para os políticos para saber o quanto eles estão bem informados, atualizados e o quanto eles estão por dentro no que diz respeito a política e a vida pública

É imprescindível que políticos estejam bem informado, atualizado e que tenham conhecimentos sobre tudo o que diz respeito a política e a vida pública, afinal de contas são eles que vão criar projetos de lei, são eles que vão votar ementas orçamentárias, são eles que vão destinar recursos a saúde, educação, segurança, transporte, moradia. Enfim, as decisões desses políticos vão afetar a vida da população.

No vídeo abaixo é exibido um desses quadros. Antes de você assistir, sugiro que segure o queixo:


Segurou o queixo? Pois é. É de cair o queixo mesmo. No youtube tem mais desses vídeos.

Parece que o pessoal do CQC escolheu a dedo os mais idiotas para fazer as perguntas. Com direito a vários políticos enrolarem mais do que a necessidade para disfarçar a própria ignorância. E com direito a políticos que não sabiam o que significava PMDB, sendo que um deles é do PMDB. E são esses políticos que vão decidir os rumos da nação. Se bem que, entre um imbecil e outro, havia um político que estava bem infomado.

E eles fizeram esse teste somente no congresso. Se fizesse esse teste nas assembleias legislativas e nas câmaras municipais, o resultado seria o mesmo.

E que fique bem claro que esses políticos não desceram de naves espaciais, não pegaram ônibus para Brasília, não tomaram o lugar na base da bala. Esses políticos estão aonde estão porque tiveram eleitores que votaram neles.

Portanto, fica o recado. Que os eleitores vejam o CQC e seus quadros não só como algo humorístico, mas um serviço de utilidade pública.

Ode aos administradores da wikipédia.

O vídeo abaixo é uma homenagem aos administradores da wikipédia de língua portuguesa:


Eu, como um editor da wikipédia que fui durante os anos de 2006 e 2007 posso garantir de que a stuação que foi parodiada pelo vídeo infelizmente é verdade. Há na wikipédia uma panelinha de administradores e de chupa-rola de administradores que faz questão de desfazer todos os trabalhos que os outros fazem (especialmente se esse trabalho foi feito por anônimos, ou por aqueles que não são da panelinha, os "desafetos"), bloqueiam os desafetos por um longo tempo e agem como fossem os donos da wikipédia. Enfim, instauram a ditadura e a censura num projeto que deveria ser livre.

Não só instauraram a ditadura na wikipédia, como não aceitam qualquer tipo de crítica. Para eles, críticas têm como única finalidade desestabilizar o projeto e os críticos são tratados com desprezo pela panela. E cheguei a essa conclusão a partir dessa página lá da wikipédia. Uma página humorística, que contem uma crítica muito ácida em relação à panelinha. E com direito a uma imagem muito bonitinha.

Um dos membros da panelinha vestiu a carapuça e decidiu colocar a página para eliminação. Por sorte, a página não foi eliminada. E como era de se esperar, apenas os membros da panelinha quiseram que ela fosse eliminada.

Depois disso que aconteceu por aquelas bandas, eu vi que realmente tinha uma panela mesmo. Decidi abandonar o projeto. E nada mudou, pelo visto. A wikipédia continua tratando críticos como trolls, baderneiros desestabilizadores e idiotas; e cada vez menos amigável a novos editores. Deixo esses dois textos que falam justamente disso, mas textos de blog descendo o cacete na wikipédia existe aos montes. E tudo isso se reflete no projeto. A versão em língua portuguesa da wikipédia é uma das piores que existe. Já foi pior, mas ainda assim continua bem ruinzinha.

Mas nem todos os administradores da wikipédia são dessa maneira. Existe uma minoria de resistência que não se encaixa em absolutamente nada do que eu escrevi acima.

Se você é um administrador da wikipédia de língua portuguesa e não se encaixa no que eu escrevi acima, parabéns. Agora se você é administrador, se encaixou no que eu escrevi, vestiu a carapuça e se sentiu ofendidinho com o vídeo ou com os textos que eu coloquei aqui, azar o seu.

De dia é Maria e de noite é João?

Trata-se de mais um golpe que eu recebi num dos meus e-mails. Só que esse tem um detalhe muito especial. Leia na imagem abaixo (clique para ampliar):

Fica um aviso aos scammers e demais picaretas digitais. Quando for criar algum esquema de phishing scam, vejam se o esquema está direitinho. Principalmente se não tem nenhum detalhe que possa queimar o filme do picareta.

Ah! E outra coisinha. Quando for fazer algum esquema de scam, veja se ele está consistente. Usar o Paparazzo para fazer publicação de capa da Playboy? Meu caro, ou cara (??) scammer, o Paparazzo pertence às Organizações Globo, a Playboy pertence à Editora Abril, que também publica a revista Veja.

O que os políticos pensam de você.

“Estou me lixando para a opinião pública. Até porque a opinião pública não acredita no que vocês escrevem. Nós nos reelegemos mesmo assim”.
A frase acima, alardeada pelos meios de comunicação de massa no país, foi dita pelo deputado Sérgio Moraes (PTB-RS), relator do Conselho de Ética (pois é) que decidiu inocentar o digníssmo deputado Edmar Moreira (aquele do castelo, se é que alguém ainda se lembra) reflete bem o que os políticos pensam da população que os elege.

Recebi um e-mail do amigo Arthurius convocando a todos a enviar uma mensagem para o excelentíssimo dePUTAdo a respeito da tal opinião pública.

Segue abaixo a mensagem que eu recebi:
“Estou me lixando para a opinião pública. Até porque a opinião pública não acredita no que vocês escrevem. Nós nos reelegemos mesmo assim”.

A frase dita pelo deputado causou uma profunda indignação em todos os brasileiros. Graças a brilhante ideia da Thaís do blog O Mundo By Thaís - http://omundobythais.blogspot.com/ - eu, Arthurius Maximus do blog Visão Panorâmica - http://visaopanoramica.com – gostaria de pedir o seu apoio para declarar a nossa indignação contra essa absurda frase e mentalidade que, apesar de representar o pensamento de uma grande gama de políticos, deve mudar. Para isso pedimos seu apoio para uma campanha que consiste em enviar a imagem criada pela Thaís e que pode ser encontrada neste link: http://omundobythais.blogspot.com/2009/05/repudio.html - para o e-mail do “nobre deputado” que é dep.sergiomoraes [@] camara [.] gov [.] br. Da mesma forma, solicito que divulgue a ideia para o maior número de pessoas possível.
A imagem a qual o Arthurius se referia (o Pedro Doria já deu o recado dele) é essa simpática imagem abaixo criada pela Thais (clique para ampliar):

E já que estamos falando de deputados, senadores e FDPs, duas coisinhas a mais para serem ditas.

A primeira coisa a ser dita vai para o povo gaúcho. Como o Arthurius bem disse, por favor, não reelejam esse deputado.

E a segunda coisinha ser dita é. Já que eu citei o Catelogate, é bom relembrar os escândalos do congresso nesse ano de 2009. O UOL lançou o monitor dos escândalos no congresso de 2009. Se algum deputado do seu estado estiver nessa relação, já saber o que fazer, né?

Faith Fighter - Mais um viciante jogo em flash.

Encontrei um joguinho muito legal, interessante e que faz o tempo passar bem rápido. Como está no título, o jogo se chama Faith Fighter e, como o próprio nome diz, envolve a briga entre entidades que representam religiões. Mais precisamente, as maiores e mais importantes religiões do mundo.

Para quem quiser jogar, é só clicar nesse link. O jogo foi produzido pelo pessoal do Molleindustria. Para quem não está ligando o nome à pessoa, o Molleindustria é aquele pessoal italiano que, dentre outros jogos, criou aquele famoso e viciante jogo do McDonalds VideoGame, o jogo que é uma crítica ácida e feroz a McDonalds e ao seu modelo de negócios.

O pessoal (acredito que seja mais de uma pessoa que esteja por trás do Molleindustria) já produziu diversos jogos (que podem ser vistos aqui e aqui), sempre com alguma crítica politica ou social. Um outro jogo interessante é o Oiligarchy. Um jogo que, o próprio nome diz, o jogador é o dono de uma indústria do ramo do petróleo e tem que fazer de tudo para manter os lucros da indústria, como declarar guerra a outros países, matar ativistas, corromper políticos e governos, sabotar novas tecnologias.

Voltando ao jogo, há duas versões. A segunda foi criada para atender às imposições idiotas dos emos de alá e vem com uma tarja sobre o rosto de Maomé. A primeira versão aparece com todos os profetas e entidades religiosas sem tarja e sem nenhuma censura.

Um excelente jogo, muito bem criado e que passa a mensagem de que as religiões e figuras sacras foram, são e sempre serão motivo, ou estopim para as pessoas brigarem, fazerem guerra e se matarem. Como disse José Saramago, em "O fator Deus": "As religiões, todas elas, sem exceção, nunca serviram para aproximar e congraçar os homens, que, pelo contrário, foram e continuam a ser causa de sofrimentos inenarráveis, de morticínios, de monstruosas violências físicas e espirituais que constituem um dos mais tenebrosos capítulos da miserável história humana."

Eis uma boa opção de diversão e passatempo. Exceto se você é um religioso xiita e idiota que acha que qualquer coisa que envolva o profeta, o Deus (ou os Deuses), as figuras sacras, ou entidades da sua religião numa forma crítica, questionadora, irônica, sarcástica ou bem humorada uma depreciação, racismo, enxovalhação ou ofensa. Aí eu recomendo (e quem criou o jogo também recomenda) que você passe longe desse jogo.

Mas mesmo assim, vale a pena a diversão. Pelo menos nessa briga de religiões, não temos inocentes mortos, nem inocentes feridos e nem gente faturando horrores com o sofrimento e a desgraça dos outros.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST