Pesquisar este blog

Por que o ritmo de postagem diminuiu no blog?

Não sei se deu para perceber, mas o ritmo de postagens no blog diminui um pouco. De uma média de 9 a 10 textos publicados por mês, publiquei 7 textos em outubro, 6 textos em novembro e, até agora, apenas 4 textos em dezembro.

São três os motivos que fizeram com que o ritmo fosse diminuindo:

1° motivo: Desemprego

Perder um emprego é uma coisa ruim. Agora, perder um emprego numa empresa em que você gostava do ambiente de trabalho, que você gostava dos seus colegas de trabalho (tá achando que é o Sílvio Santos?) e que os seus colegas de trabalho (tá achando que é o Sílvio Santos de novo) gostava de você é horrível. Isso acabou me abalando um pouco.

Só que, passado o momento do abalo, era a hora de partir para outra. É hora de ir para o jornal, internet, agências de emprego, consultorias de RH e outros, e procurar um emprego. Depois é a hora de mandar um monte de currículo, seja pessoalmente, por correio ou por email. Ou então cadastrar o currículo nos sites das empresas e nos sites de currículos. Alguém sabe se cadastrar o currículo nesses sites adianta alguma coisa?

Depois é aguardar uma entrevista de emprego, ir até o local da entrevista, ser entrevistado.

Ou então tentar os concursos públicos. Procurar no jornal, revista e internet onde foram abertas vagas, se inscrever no concurso, pagar a inscrição, aguardar a confirmação da inscrição, ver onde será realizada a prova, ir fazer a prova e aguardar o resultado.

Com tudo isso, eu acabei vendo que a vida de um desempregado é muito mais corrida que a vida de alguém que tem um emprego.

2° motivo: Facebook

Bom, não especificamente o facebook, mas sim dois aplicativos do facebook: O Farmville e o Mafia Wars. São joguinhos viciantes, mania na Internet e que fazem com que você consuma uma parte do seu tempo.

Pois é. Eu consumia essa parte do tempo jogando ao invés de escrever textos.

E também consumia esse tempo jogando ao invés de estar a procura de um emprego. Vai ver que é por isso que eu continuo sem emprego.

3° motivo: Livro dos malvados

Os malvados que vocês estão pensando são os malvados mesmo. Criação do André Dahmer.

Quer dizer, não foi só o livro dos malvados que eu comprei, eu também comprei o livro negro de André Dahmer e o livro A cabeça é a ilha.

Até pensei em comprar o primeiro livro dele, mas não consegui encontrar a venda. Mas aí ele mesmo disse que não gostou muito do primeiro livro. Aí então eu deixei quieto.

Os livros contém as tirinhas que ele publicou no site nos últimos anos.

Ah, Lucho. Mas você é muito burro, hein? Pra que gastar dinheiro com algo que você pode ver de graça na Internet?

Vou te dar os motivos:
  • Primeiro, exclusividade. Algumas tirinhas publicadas no livro não foram publicadas no site.
  • Segundo, comodidade. Eu não preciso ligar o modem, ligar o computador, esperar o computador iniciar, clicar duas vezes no ícone do navegador e dedilhar o endereço do site. Basta eu ir no armário, pegar o livro e folhear.
Então eu ficava folheando os livros ao invés de escrever textos aqui no blog.

Li e reli várias e várias vezes os livros e, como foi dito numa resenha no Meiobit, os livros são curtos. Você mal começa a ler e sem perceber, você já está nas últimas páginas. E aí você pensa "Poxa vida, bem que o Dahmer poderia ter colocado mais tirinhas no livro".

Como era de se esperar, os livros contêm o que há de melhor no humor ácido e politicamente incorreto. Leituras divertidas e recomendadíssimas. A menos que você seja um cara sensível, um xiita da correção política, ou, como o Allan Sieber escreveu no posfácio de um dos livros, um chefe idiota, um político, um ditador africano ou um líder estudantil. Aí eu não recomendo.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST