Pesquisar este blog

Hora do planeta 2011: E viva o Cansei ecológico.

Hoje, 26 de março de 2011, tem início a mais uma edição da Hora do Planeta, um evento em que, milhares de pessoas sem ter muito o que fazer, sensibilizadas com o problema do aquecimento global, para pressionar os políticos e para conscientizar o mundo dos problemas ambientais, decidem apagar as luzes de suas casas durante o perído de 3600 segundos (também conhecido como 60 minutos, ou 1 hora). Lindo isso, não acham?

Não, não é. Lindo mesmo será se todo mundo decidir acender e apagar as luzes ao mesmo tempo. Isso sim será lindo. Principalmente para as usinas geradoras de eletricidade. Certamente quem teve a brilhante ideia de criar a Hora do Planeta não era físico, nem engenheiro elétrico.

Vamos falar a verdade. Essa hora do planeta é um tipo de "protesto" que a cara da classe média (assim como o Cansei, Basta, Rir Pra Não Chorar, Fora Sarney, passeatas pela paz vestindo camiseta branca, fazendo o símbolo da pomba da paz com as mãos e soltando balões brancos, colocar nariz de palhaço e tantos outros exemplos). É o tipo de "protesto" que tem tudo que a classe média gosta.

Afinal é um "protesto" que não demanda esforço, não demanda tempo, não precisa nem sair de casa, não atrapalha os afazeres, não atrapalha a hora da novela, dura um tempinho e assim que acaba a pessoa se sente bem com a sua consciência, sente que "fez o seu papel" e "contribuiu para um país e um mundo melhor", volta-se à rotina de sempre e vai chamar de reacionário, alienado, chato, bobo, feio e cara-de-mamão quem não "aderiu à causa".

Claro que nesse "protesto" vão participar um monte de subcelebridades, afinal de contas "protestos" como esse ótimos para que essas subcelebridades botem a cara na mídia e prolonguem seus quinze minutos de fama. E claro, empresas e governos também vão aderir, afinal de contas os dois já perceberam que os eco[insira um adjetivo aqui] e as organizações eco[insira um adjetivo aqui] adoram um espelhinho.

Eu de minha parte ainda vou continuar a fazer as coisas inúteis que eu sempre faço, como separar papel, plástico, vidro, metal e outros materiais; fazer o descarte apropriado de lâmpadas fluorescentes, pilhas, baterias, aparelhos eletrônicos e óleo de cozinha; jogar o lixo no lixo; fechar a torneira na hora de escovar os dentes ou fazer a barba; desligar a TV quando não tem ninguém assistindo; trocar lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes ou de led; usar o chuveiro na posição inverno só quando está muito frio mesmo; usar ônibus para ir ao trampo. Sabe, essas coisas inúteis, que não ajudam e que não servem para nada que os reacionários, alienados, chatos, bobos, feios e cara-de-mamão fazem. Afinal de contas, o mais importante é enfiar o dedo no interruptor.

E para não dizer que eu só critico e não dou nenhuma sugestão, eu conheço uma forma de fazer com que as pessoas se conscientizam com relação aos problemas ambientais. Ela demora para dar resultados, mas sempre dá resultados. Essa coisinha começa com a letra E, termina com a letra O e no meio tem as letras "ducaçã". Isso mesmo: EDUCAÇÃO. Isso dá resultado. O resto é patacoada.

E como eu escrevi no texto do ano passado, eu juro que eu chamo a polícia se fizerem isso aqui em frente de casa.

No mais, faço minhas as palavras desse texto escrito pelo Caipira Zé do Mér. E o Caipira ainda teve o bom (ótimo) gosto de colocar a fodástica apresentação do saudoso mestre George Carlin. Apesar da apresentação ter sido feita a quase 20 anos atrás (foi em 1992), parece que ele dá o recado para esse pessoalzinho.

Pronto, agora que eu terminei o texto, você, caro amigo eco[insira um adjetivo aqui] pode ir me xingar muito no twitter hoje. Mas atenção, antes apague a luz.

Links da semana - 20

E vamos à 20ª lista de links do blog.
E é isso. Até a próxima lista.

O que tem a ver o reto com a vestimenta masculina, querido leitor?

Hoje abri o jornal local e na coluna do leitor dei de cara com o seguinte comentário:

Reproduzo abaixo o texto da imagem para uma melhor leitura e também, claro, para o Google indexar:
As invasões dentro das moradias universitárias da Unicamp, com vários roubos dentro do campus, vêm provar a falta de profissionalismo dos seus dirigentes. Não é à toa que as universidades não estão nem entre as 200 melhores do mundo. Que tipo de formação profissional estaráindo para o mercado? Ele estão sobrevivemio da fama que adquiriram graças ao seus docentes cientistas antigos. Até quando eles vão levar esse fardo nas costas sem reconhecimento?
Pois é, na ânsia de querer falar mal, de querer "potrestá contra tudo isso que tá aí", o querido leitor misturou alhos com bugalhos, fez um samba do crioulo doido e acabou não dizendo nada com nada. Só faltou dizer que ia xingar muito no twitter hoje.

Primeiramente, o que tem a ver o que tem a ver os roubos que acontecem em Barão Geraldo, na moradia da Unicamp e na Unicamp (que realmente, e infelizmente, acontecem, como eu escrevi anteriormente) a com o fato da universidade não ter aparecido entre as 200 melhores universidades do mundo? Será que é porque os alunos ficam com tanto medo, ficam tão apreensivos, que não conseguem fazer as provas, vão mal nas provas, tiram notas baixas e isso como um todo abaixa o rendimento da universidade? Dizer o que, né? É o rei da lógica.

Depois ele fala da "falta de profissionalismo dos dirigentes". Parece muito aquela velha retórica de que "a culpa é das autoridades", não parece? E sempre quem usa essa retórica nunca diz que autoridades são essas, nem o que elas deveriam fazer.

Mais abaixo ele pergunta, imagino que revoltado com a situação inadimissível, que tipo de profissionais estaria indo ao mercado. O que eu disse dois parágrafos acima vale aqui também.

No fim do comentário, mais uma pergunta em tons de revolta, dizendo até quando eles vão levar esse fardo nas costas sem reconhecimento. Bom, que "fardo" seria esse? Que "reconhecimento" seria esse? E o "eles" da pergunta revoltada se refere aos dirigentes, aos profissionais que saem da universidade, aos professores, aos pesquisadores ou ao quê? Impressão minha ou a pergunta não tem sentido nenhum?

Agora, a cereja (podre) do bolo (de merda) do comentário foi dizer que a Unicamp só sobrevive por causa da fama adquirida dos seus docentes e cientistas antigos. É tanta bobagem em tão poucas linhas que nem sei por onde eu começo.

Brincadeira esse comentário. Esse é um daqueles casos em que a pessoa deveria pensar várias vezes antes de falar e então não falar nada. Seria melhor se ele tivesse só xingado muito no twitter.

Gostaria de saber por que tem tanta gente que odeia e tem tanta birra com as universidades públicas? Dã, que pergunta, eu mesmo já dei a resposta. Só burro que paga.

Links da semana - 19.

Depois de um tempinho, volto a divulgar mais uma lista de textos interessantes que eu achei por aí e que me chamaram a atenção.
  • O Cerne da Questão, do Ti-Rinhas. Então é por isso que a igreja é contra o aborto e a camisinha. Tá explicado.
  • Carl Sagan e a espaçonave da imaginação, do O fim da várzea. Carl Sagan faz falta. Muita falta. Principalmente nessa época em que crendices ganham cada vez mais força e em que as religiões querem impor suas "sabedorias" na marra para todos (principalmente para as crianças).
  • As cópias mais descaradas que a Record fez dos programas da Globo, do Beleza Sergipana. Realmente a Recópia copiou mesmo, mas tem gente que acha que todas as atrações da Rede Bobo não foram copiadas de nenhum lugar? Recópia copiou da Bobo, que copiou de uma emissora americana, que copiou de uma emissora japonesa, que copiou de uma emissora russa, que copiou de uma emissora mexicana, que copiou de uma emissora argentina, que copiou de uma emissora portuguesa, que copiou de uma emissora alemã, que copiou, copiou, copiou... e segue-se indefinidamente essa sequência. A cada dia Abelardo Barbosa está mais certo.
  • O seu lugar no universo, do Periscópio. Doidera total.
  • Medo: Máquina de tatuagem randômica, do YouPIX. Medo não. Muito medo.
  • A emenda ficou pior que o soneto: Folha caga mais uma vez, do HBDia. Mais uma da série "jornalista pra quê"?
E é isso. Até a próxima.

Resultado final do carnaval: Ônibus depredados.

Exatamente. Esse foi o resultado de mais um carnaval que, graças a Deus, acabou. Ônibus depredados.

Quantos? Um? Dois? Três?

Nada disso. Foram 66 (!!!) ônibus depredados.

Acredite se quiser. Vândalos travestidos de foliões, enquanto se divertiam, depredaram 66 ônibus durante as festividades do carnaval. Maiores informações podem ser vistas nesse texto.

Bom, eu aposto tudo o que eu tenho que esses vândalos certamente não usam ônibus para ir trabalhar, ou estudar. Festa popular? Tá bom. Cada vez mais a jornalista do vídeo "polêmico" está certa, apesar de existir idiotas blogueiros que discordam da jornalista e para isso, usam de uma argumentação profundíssima, equilibrada e invejável. Também, vai esperar o quê de um blogueiro do UOLixo?

E viva o carnaval!!

A verdade sobre o carnaval.

Num texto do OxenTI, encontrei um vídeo "polêmico" na qual uma jornalista disse tudo que eu penso a respeito dessa bosta que é o carnaval. Aí vai o vídeo:


Link para o vídeo

Assim como o Guz escreveu no texto dele, concordo com cada vírgula do que a jornalista disse. De vez em quando tem um jornalista que fala algo que preste.

Mas é óbvio que vai ter um monte de gente chata reclamando da jornalista, do Guz, de mim e de qualquer um que concordou com que a jornalista e se preparando para xingar muito no twitter hoje. Aqui a resposta.

Quando aconteceu aquele incêndio na cidade do samba, eu fiquei triste. Fiquei triste mesmo. Fiquei triste porque só 3 agremiações de samba (me recuso a chamar essas coisas de escola) foram afetadas e só porque uma parte da cidade do samba foi afetada. Por mim a cidade do samba podia ir toda para o espaço.

Olha, eu juro que se tiver algum político que crie uma lei acabando com o carnaval, eu votarei eternamente nele. Juro. Pode até ser do PSDB ou do DEM, tá André?

 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST