Pesquisar este blog

E o Blog do Lucho chega ao seu quinquênio. O quê?!?!?!?!

É isso aí gente. Esse espaço armazenado em algum computador lá de Mountain View chega ao seu quinquênio (os dois Us são pronunciados, agora que não tem mais trema fica difícil saber qual a pronúncia certa de algumas palavras). Hein? Quinquênio? O que é isso, é de comer?

Não, calma querido. Se vocês forem consultar o pai-dos-burros, verão que quinquênio, ou lustro, é "a medida de tempo que corresponde a cinco anos". É isso. O Blog do Lucho completa cinco anos. Quer dizer, na verdade, já completou. Foi na última quinta-feira, dia 31 de janeiro.

E foram cinco anos que passaram voando. Parece até que foi ontem, dia 31 de janeiro de 2008 que eu escrevi o meu primeiro texto. E nesse dia também escrevi o meu segundo texto, a respeito de uma falha existente no Orkut. Na época, o Orkut ainda era usado por bastante gente. E desde então, já foram mais de 300 textos.

Sem contar, abre parêntesis, que eu fui começar a blogar justamente num ano "quente", já que, como todo ano par, era ano eleitoral. E em 2008 teve aquela restrição do TSE de que candidatos não poderiam usar Internet como plataforma. Eu, como várias pessoas na época, fiquei revoltado com essa restrição. Lembrem-se, era 2008 e eu ainda tinha essa ilusão de que Internet era uma poderosa arma política. Mas aí veio 2010, foi liberado o uso e a Internet foi usada pelos candidatos, militantes e demais politizados (e isso, claro, inclui blogueiros políticos) da pior forma possível. Isso, aliado a que praticamente tudo quanto era ação ciberativista estava mais para revolução e ativismo de sofá (há exceções, claro, porém são apenas exceções) fez com que eu me desiludisse completamente. Fecha parêntesis.

E tenho que comemorar. Se em 2011 o ritmo de postagem foi pífio (1 postagem a cada 10 dias), em 2012, consegui manter um ritmo de textos que eu considero bom (1 texto a cada 6 dias). Sem contar que blogs, em geral, tem um tempo de vida bem curto. Quantos blogs você conhece que tem pelo menos cinco anos? São poucos. Apenas aqueles que são fodas, modéstia às favas.

Pretendo nesse ano continuar com o mesmo ritmo de postagens do ano passado e pretendo ainda nesse ano publicar o meu 400º texto.

É isso aí. Por tudo isso que eu escrevi, eu digo: Parabéns para mim e tudo de bom para mim.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST