Pesquisar este blog

E o MV-Brasil apronta mais uma.

Para quem não sabe (como se isso fosse possível), eu explico. O Movimento Pela Valorização da Cultura, do Idioma e das Riquezas do Brasil, ou simplesmente, MV-Brasil (não, não vou colocar o link do site deles, mv-brasil.org.br. Mesmo porque o site nem existe mais), como o próprio nome diz, é um grupo de pessoas que tem como objetivo defender o Brasil de todo tipo de domínio do maligno império malvadão ianque estadunidense. Seja o domínio político, econômico, militar, científico, tecnológico e, principalmente, cultural. Isso no papel.

Mas, como se diz por aí, no papel é lindo, na prática... Na prática as ações efetuadas pelos nobres guerreiros ultranacionalistas bem intencionados e de bom coração do MV-Brasil são vergonhas alheias dignas de pessoas que precisam urgentemente de uma pia e uma pilha de louça suja para lavar. Como por exemplo, dirigir uma bosta de quatro rodas que anda um Gurgel e ainda por cima defendê-lo, usar computador xing-ling para não financiar o maligno império malvadão ianque estadunidense, preferir guaraná de pobre Tubaína a Coca-cola, brigar com filho porque o filho ouve rock, cancelar curso de Inglês, achar ruim que na balada só toca música internacional. Além claro de atacar o Halloween, pois não há nada que mais fomente o nacionalismo e patriotismo típicos de sete de setembro que o Halloween. Essas e outras vergonhas alheias podem ser vistas (e lidas) nesse texto.

Isso quando eles não forjam material, como é o caso daquele livro didático que ensina crianças americanas que a Amazônia é uma reserva internacional. E não sei porque, mas eu acho que foi o pessoal do MV-Brasil que criou aquela carta da escritora holandesa falando sobre o Brasil.

Mas nada do que eu citei acima supera isso que está aqui embaixo:


É. Agora eles atacam Justin Bieber e enaltecem Luan Santana. E atacam com esse linguajar e expressão extremamente adulta, nada, nada infantil, séria e nem um pouco risível. Pois afinal de contas, Luan Santana também é cultura. E nacional. Viva Luan Santana e viva a curtura brasileira. E eu acho que seria perda de tempo dizer aos nobres guerreiros ultranacionalistas bem intencionados e de bom coração do MV-Brasil que JB é canadense.

E será que eu digo que, enquanto eu escrevi esse texto, eu ouvi Shout it out loud e I love it loud do Kiss e assisti South Park? Melhor nem falar, né?
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST