Pesquisar este blog

A eleição mais importante de 2014.

Estamos no ano de 2014 e, como todo ano par, é ano de eleições. Eleições, aquela época em que o políticos, enfim, descobrem que existe uma coisa chamada povo e se importa com essa coisa chamada povo (até o mês de outubro), e que essa coisa chamada povo vai fazer (por livre e espontânea pressão e obrigação) aquela ação extremamente importante e que muda e revoluciona a cidade, o estado e o país chamada votar, mostrando que, nessa nossa democracia representativa, o povo só serve, só presta, só é importante, só é lembrado e só interessa quando é para votar. Aliás, povo? Que povo? Não existe povo. O que existe são eleitores. Será que eu sou descrente em relação a isso que denominam demoniocracia "democracia" representativa? Imagina. Impressão sua.

E eis que dentre essas eleições teremos algumas eleições muito importantes. E uma em especial bastante importante que é a que eu vou falar. Quem pensa que é a eleição presidencial, errou. Claro, ela é importante, mas não é dela que eu vou falar. É da eleição para senador.

É o seguinte. Todas as 27 unidades federativas do país terão eleições para senador. Será eleito 1 senador em cada UF. E em uma delas será uma eleição em especial. Isso mesmo. Estou falando do Amapá, pois será nessa eleição que terá o Sarney como candidato.

E quando se fala em Sarney e em Internet, é claro que sempre é lembrada aquela palhaçada sofativista do #forasarney. Até a wikipédia considera essa bobagem uma... bobagem ;-). Aquela palhaçada sofativista que, como toda manifestação de sofativismo, não deu em absolutamente nada. Picas. Rosca.

Essa imagem veio desse texto. Aconselho muito que leiam-no.

Eu, como bom filho da puta que sou, tirei um sarro danado dessa palhaçada e de quem participou dela. Não tanto aqui nesse blog, porem no tumblr... Como? Eu ouvi direito? Alguém aí na plateia falou a palavra "schadenfreude"? Sim, conheço bem essa palavra. :-)

Como deu para perceber, estou completamente descrente que essa... mobilização tenha tido algum efeito no intuito de botar para fora do senado o oligarca maranhense eleito pelo Amapá. Tão descrente que eu vou fazer uma promessa aqui. Se o Zé do Sarney não for reeleito, eu escrevo um texto elogiando o #forasarney. Podem me cobrar.

Mas, tem que ter algumas condições:
  • A primeira, óbvio, é que ele tem que ser candidato.
  • A segunda, ele tem que ter disputado a eleição. Não pode ter abandonado a disputa no meio do caminho.
  • E o terceiro, ele tem que ter sido derrotado.
São essas as condições. Como diria um blogueiro/tuiteiro/vlogueiro cearense que mora no Canadá, acho justo. Combinado? Repetindo: Se ele não for reeleito, eu escrevo um texto elogiando o #forasarney.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST