Pesquisar este blog

Chaves já participava do desafio do balde antes disso virar moda.

Fiquei sabendo há apenas alguns dias atrás dessa brincadeira com fins solidários do desafio do balde com gelo (ou ALS Ice Bucket Challenge), em que as pessoas seriam indicadas e, ou fariam uma doação de US$ 100,00 para que sejam feitas pesquisas de combate a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA, ou ALS, ou doença de Lou Gehrig) ou jogariam um balde de água com gelo sobre a cabeça. Na maior parte das vezes, os indicados fazem as duas coisas.

E foram indicados para participar dessa brincadeira gente de peso, como o pessoal do Kiss, Doro Pesch (Doro Pesch molhadinha, uma boa isca para catar para-quedista no Google, não acham?), Camille e Kennerly (gêmeas loiras molhadinhas, mais uma boa isca para pescar para-quedista no Google) Dave Grohl, Mark Zuckerberg, o mestre do terror Stephen King, Kevin Durant, que depois desafiou LeBron James, Tim Cook, Chris Chistie, governador de Nova Jersey (será que algum político brasileiro toparia fazer isso? Dã. Pergunta idiota. Essas divindades jamais desceriam de seu Olimpo e se sujeitariam a fazer isso), Jeff Bezos (o mandachuva da Amazon) e até mesmo... Bill Gates. Só fico imaginando se o Stallman aceitaria participar dessa brincadeira.

Quando surgiu essa brincadeira com fins solidários do desafio com balde com gelo, me lembrei na hora de dois episódios do Chaves em que ele joga um balde com água sobre a cabeça. Esses ai:


Link para o vídeo


Link para o vídeo

Pois é. Chaves e Quico já participavam desse desafio antes mesmo disso aí virar moda. Mas será que com essa brincadeira haverá um surto nos casos de pneumonia? Para saber quem mais participou dessa brincadeira, tem essa busca no Whiplash e esse texto do The Verge.

Agora, falando sério (ui!). A brincadeirinha surtiu muitos resultados. Graças a essa brincadeirinha já foram arrecadados em doações cerca de US$ 70 milhões. Para saber mais sobre a doença e poder fazer uma doação para as pesquisas, basta visitar essa página. No Brasil, existe a ABRELA - Associação Brasileira de Esclerose Lateral Amiotrófica, o Instituto Paulo Gontijo e a Associação Pró-Cura da ELA, que também recebem doações.

Links da semana - 41.

Excepcionalmente dessa vez, estou publicando a lista de links da semana no domingo. Ao contrário da lista anterior, que teve mais de 40 textos, dessa vez terá só sete textos. Aí vão eles:
 E é isso. Até a próxima.

Políticos só deveriam usar serviços públicos? Vamos usar o cérebro, bando de boçais?

Sofativistas não se cansam. Bem, não dá para esse pessoal ficar cansado, afinal de contas a cada revolução de sofá é desprendido 1 erg de energia. Então não dá para se cansar mesmo.

A nova (nem tão nova assim) moda entre os sofativistas é uma super-hiper-mega-ultra genial campanha para obrigar que políticos usem apenas serviços públicos. Entre outras coisas, políticos teriam que matricular os filhos em escolas públicas, políticos teriam que usar transporte público, políticos teriam que se tratar em hospitais públicos e na rede do SUS. Enfim, só usar serviços públicos.

Como? Se tem imagem dessa super-hiper-mega-ultra genial campanha originada nas intenétis? Sim, claro que tem. Vocês já viram sofativistas se manifestarem sem usar ao menos uma imagem que seja? Tem sim. Mais de uma, aliás. Aí vão elas:

Não só político. Familiares também.

Essa também:
E a imagem fica ainda mais ridícula com essa efígie do Guy Fawkes. Isso aí, #ogiganteacordou.

E por fim, essa imagem criada e compartilhada por aquele mongoloide fugitivo da APAE conhecido pela alcunha de João Revolta:


Como? Você não conhece o João Revolta e nem sabe porque eu chamei esse traste de mongoloide fugitivo da APAE? Sem problemas. Leia esse texto e veja porque eu dei esses apelidos tão carinhosos a esse mongoloide fugitivo da APAE. E o mongoloide acha que os serviços públicos são oferecidos pelos políticos.

O que há de errado com essa super-hiper-mega-ultra genial campanha? Bom, vamos por partes (novamente, não vou fazer a piada do Jack, o estripador, pois aqui é o Blog do Lucho e não o Kibeloco ou o Bobagento).

O primeiro é que essa campanha claramente viola as liberdades individuais. Quer dizer então que, a pretexto de tentar resolver um problema, a pessoa tem que deixar de usar um serviço de uma determinada natureza? Por favor. O cidadão (e isso também vale para políticos, pois afinal de contas, antes de serem políticos, eles também são cidadãos) tem todo o direito de usar o serviço que for (seja público ou privado) e trabalhar onde for (seja uma empresa pública ou privada). E a primeira imagem não só viola as liberdades individuais do político como também viola as liberdades individuais dos parentes dos políticos (eles também não são cidadãos?). Nem um pouco autoritário isso, não?

O segundo é a folga do eleitor. Eleitor brasileiro é muito folgado. Quer que políticos façam determinada coisa, mas não querem, eles mesmos fazerem essa determinada coisa? Assim é fácil.

O terceiro é que, sabendo do jeito que são os nossos representantes, é bem capaz deles criarem alguma lei obrigado que todos os cidadãos sejam obrigados a usar somente os serviços públicos. Afinal de contas, se eles, os representantes são obrigados a somente usar serviços públicos, por que os representados não seriam obrigados?

O quarto, correndo o risco de cair num ad hominem falacioso mas vamos lá, tá bom que o pessoal que compartilhou e que continua compartilhando essas imagens usa algum serviço público.

O quinto é que isso vai acabar criando uma confusão. Quer dizer que só quando for político que ele vai ter que usar serviços públicos? Enquanto ele não é político ele não vai precisar usar? E quando ele deixar de ser político, ele vai poder usar serviços privados? Agora fiquei confuso.

O sexto motivo é o que está escrito na segunda imagem. Quem garante que se políticos fossem "obrigados por Lei a usar o transporte público, a matricular seus filhos em escolas públicas e ser atendidos no sistema público de saúde, os políticos levariam muito a sério a qualidade desses serviços"? Parece até pesquisa realizada pelo IBEI (Instituto Brasileiro de Estatísticas Inverificáveis), ou então pelo Instituto NuPAL (Núcleo de Pesquisas da América Latina), o órgão oficial de pesquisas do Sensacionalista.

E por último, e principal, é que isso não passa de solucionismo. Para quem não sabe, solucionismo é a arte de tentar resolver algo sem atacar suas reais causas e os reais problemas. Quase sempre não resolve o problema e em alguns casos não só não resolve o problema inicial como são criados outros. Para evitar pirataria, usa-se o DRM (como se não fosse possível burlar essa restrição). Para combater as pichações, proíbe-se a venda de tinta spray para menores de 18 anos (como se os pichadores fossem só crianças e adolescentes). Para combater os congestionamentos, ao invés de melhorar e diversificar os transportes públicos, cria-se o rodízio (como se as pessoas não fossem comprar um outro carro para driblar essa proibição). Para combater a corrupção no congresso, que se institua o voto aberto irrestrito, como pode ser lido nesse texto que, aliás, foi de onde eu peguei o conceito de solucionismo.

E para combater a precariedade dos serviços públicos, que se obrigue os políticos (e parente dos políticos) a usar somente serviços públicos. Bem, vocês entenderam onde eu quero chegar. Eu sei que estou escrevendo para pessoas inteligentes, então vocês certamente entenderam o que eu quero dizer.

Sim, antes que falem, eu sei que os serviços públicos realmente deixam muito a desejar, hospitais públicos não atendem bem, escolas públicas não ensinam bem, transporte público precário, justiça que não julga e não pune quem deveria ser punido, defensoria pública que não conseguem defender os direitos de quem não pode pagar um advogado, polícia que não consegue defender o cidadão. São tantos os problemas que daria para fazer um outro post falando deles. E a coisa piora pois pagamos impostos muito altos e não vemos nada em troca.
Porém não vai ser dessa maneira que esses problemas serão resolvidos. Quer saber como será resolvido? Com protestos, manifestações, passeatas e cobrando das autoridades por melhores serviços e porque pagamos tantos impostos e não recebemos quase nada em troca. Enfim, da maneira tradicional e que dá resultados.

Ah, mas isso dá trabalho. E protesto e manifestação é coisa de baderneiro, vagabundo, desocupado e terrorista. Melhor mesmo é ficar no sofativismo e compartilhar imagens com uma proposta como essa, absolutamente inútil, populista, demagógica, politicamente correta e que tem leves traços autoritários.

Por sorte, propostas idiotas como essas e outras quase nunca saem das telas dos computadores.

E no mais, sim, essas imagens já estão no Tumblr. Por enquanto ainda são apenas rascunhos, mas, quem sabe, um dia serão publicadas.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST