Pesquisar este blog

Tumblr, a melhor rede social que já existiu.

Atualmente é difícil encontrar uma rede social que preste. O Facebook é uma merda, o Orkut, que está a menos de 48 horas de ter os seus servidores desligados e de se tornar mais uma página virada na história da Internet, é uma porcaria, o istragão Instagram é um lixo (ou então qual a graça de perder tempo vendo fotos de selfies e comidas?), o Digg é outra porcaria e as suas cópias brasileiras e portuguesas (as que restaram) conseguem ser ainda piores (as que morreram chegavam a ser indigentes), o semifinado Technorati é chato e a sua cópia nacional falecida a quatro anos, o BlogBlogs, era tão chato quanto, o YouTube é uma merda (sempre alterando os termos de uso para ver se o Google consegue faturar alguma grana com esse elefante branco) e a mesma coisa pode-se dizer da versão boiola do YouTube, o Vimeo e o Pinterest... bem, o que é aquela porra?

A bem da verdade, tirando o Tumblr, apenas o LinkedIn também é bom. O Disqus não é ruim e o Twitter, o Spring.me e o Google+ eu considero até razoáveis, mas o LinkedIn e o Tumblr são os melhores. Teve um texto anterior que eu disse, bem de leve, que eu considerava o Tumblr a melhor rede social que já existiu e disse que isso poderia virar um fortuito texto. Bem, nesse texto eu vou falar porque o Tumblr é a melhor rede social que já existiu.

Antes de mais nada, eu descobri o Tumblr numa pesquisa para ver onde eu ia publicar os materiais que eu tinha ajuntado e que eu usaria para trollar e tirar sarro dos sofativistas (algo que eu jamais fiz na minha vida). No começo, criei um blog aqui no Blogger, mas não ficou legal. Depois criei um blog no WordPress e também não ficou bom. Logo em seguida pensei no Twitter, mas os 140 caracteres acabariam me limitando de escrever textos mais longos. Aí vi um tal de Tumblr em que o pessoal usava para publicar imagens, textos, vídeos, e alguns até recebiam comentários (bastava ter uma conta do Disqus). Fui arriscar então esse tal de Tumblr. Simplesmente perfeito. Era tudo o que eu queria e tudo o que eu procurava.

Primeiramente que qualquer tipo de material você pode publicar lá. Imagens (que é o que a grande maioria publica), vídeos (que também serve para animações em Flash), músicas, pequenas frases, citações, textos curtos, textos médios, textos longos. Além disso, você pode adicionar um texto às imagens, vídeos, músicas, frases e citações que você publica. Além disso, dá para você fazer perguntas para os outros e responder perguntas dos enviadas para ti (sim, também funciona como site de perguntas e respostas, à lá Ask.fm ou Spring.me), você pode reblogar um conteúdo que você achou no Tumblr e colocar um adendo, bem como dá para os outros reblogarem o que você postou e colocar o adendo deles, dá para fazer pesquisas através de tags e, como toda rede social da atualidade, dá para você curtir conteúdos que os outros publicaram, dá para curtir o blog dos outros e dá para seguir esses mesmos blogs. E, por serem blogs, você pode assinar os RSS deles.

Mas o mais legal do Tumblr nem é tudo isso. E legal do Tumblr é que é possível que os outros te enviem conteúdo para o seu Tumblr. Sim, uma pessoa que encontrou algo que tem tudo a ver com a temática do seu blog no Tumblr pode te enviar um conteúdo. E é muito legal quando você recebe um material publicado por um terceiro ou quando o blog publica o material que você enviou. Eu sei o que é isso pois eu, tanto já recebi como já enviei e tive conteúdos que eu enviei publicados. Na maior parte das vezes, um conteúdo que foi enviado por terceiro é identificado pelas tags "Submitted" ou "submission".

E tem mais uma coisa legal no Tumblr, que é o pessoal que o usa. O Tumblr definitivamente é o playground dos sofativistas. É o lugar onde eles se divertem, se refestelam e se procriam. Vocês acham que o Twitter e o Facebook é que são cheios de sofativistas? Ok, é verdade. Mas nada se comparada ao Tumblr, em que todo mundo lá é ativista, todo mundo lá é combativo, todo mundo lá é revolucionário, todo mundo lá é preocupado com os problemas que aflige o país e o mundo. E com as micaretas fascistas que aconteceram no ano passado, a quantidade de blogs e conteúdos publicados por lá aumentou para caramba. Tá certo que boa parte desses blogs que surgiram durante as micaretas fascistas do ano passado acabaram morrendo assim que O Gigante que Acordou™ voltou da Disney e foi para cama para voltar a dormir.

Por causa de mais esse detalhe, é que eu curto o Tumblr. E por causa desse detalhe é que o Tumblr coube como uma luva nesse site que eu criei para tirar sarro dos sofativistas. Já rebloguei um monte de conteúdo que essa gente postou colocando os meus adendos (sarcásticos, obviamente) e já teve sofativistas que reblogaram o que eu postei achando que eu estava falando sério. Como eu sempre digo, sofativistas são burros. Era óbvio que eles iam acreditar que eu estava falando a sério.

E aqui vai um detalhe técnico. O Tumblr usa o serviço S3 da Amazon para armazenar as imagens que o pessoal envia por lá. Amazon ganhou meu respeito depois dessa. Só sendo bastante parrudo para suportar os 93 milhões de blogs que já foram criados por lá.

Nem tudo são flores

Como tudo na vida, há os seus pontos positivos e os seus pontos negativos. Com o Tumblr não seria diferente. Um ponto negativo que o Tumblr tem é que ele não é SEO Friendly. É difícil você achar um determinado conteúdo publicado no Tumblr pesquisando pelos sites de busca. E a coisa piora mais pois os nomes que o site dá para as imagens que lá são carregadas recebem uma combinação aleatória de letras. Um site acaba se destacando também quando as imagens que fazem parte dele também tem um nome mais amigável aos motores de busca.

Outra ponto negativo é com relação à busca. Embora os blogs do Tumblr possuam um campo de busca, essa busca não funciona. Se você quiser encontrar algum conteúdo, terá que usar a busca da página inicial do Tumblr ou então buscar por meio de tags, e mesmo assim, não é todos os conteúdos que vêm. Se quiser ver mais conteúdos, precisa ter uma conta lá.

Outra coisa ruim é que alguns usuários de lá parece que redescobriram o autoplay, aquela funcionalidade em que começa a tocar uma música assim que se carrega uma página. Aquilo era uma verdadeira praga na Internet dos anos 90 e 11 de cada 10 internautas odiavam aquela merda. Tanto que ela desapareceu, mas, depois de vários anos, parece que retornou.

Apesar dos pesares...

Mas apesar desses pontos negativos, eu ainda fico com o Tumblr e ainda continuo amando de paixão o Tumblr. E não sou só eu que sou apaixonado pelo Tumblr. O pessoal do YouPix também gosta da rede social. Tanto que tem uma categoria com os Tumblrs do dia. Bem que os meus poderiam aparecer por lá. Se bem que eu tenho uma leve desconfiança de que isso dificilmente acontecerá.

E antes que eu esqueça, parabéns ao David Karp pela criação. E, por amar de paixão, eu fiquei preocupado quanto o Yahoo! comprou o Tumblr.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST