Pesquisar este blog

Comentário mais do que óbvio da semana.

Eis que folheando o jornal, me deparo com o seguinte... err... comentário:


Tirando a piadinha envolvendo a Ponte Preta, que está em vias de subir para a primeira divisão do campeonato brasileiro (é questão de tempo), eu só tenho a dizer o seguinte:
"POXA!! JURA!!! QUEM DIRIA!!!! EU JAMAIS DESCOBRIRIA ISSO!!!!!"
Eu fui mostrar esse comentário ao meu animal de estimação e ele fez o seguinte.


Mas... por que os rios estão secos?
"É por que não chove??"
Sim, exatamente. É porque não chove.
"AH, VÁ!!!! CÊ JURA, LUCHO????"
Sim. Agora quem deu uma de comentarista óbvio fui eu. O problema é que não chove. E como resolver esse problema e fazer com que chova mais ou com que apareça água assim do nada?

Embora tenha surgido algumas ideias para contornar a falta de água, porém com alguns problemas, seja o de consumir muita eletricidade (e por consequência, dinheiro) ou o de ser uma ideia absolutamente inócua, saibam vocês que existe uma solução que não apresenta esses problemas. Que, aliás, não apresenta qualquer problema que seja.

Exatamente. Existe essa máquina. Existe, de verdade, uma máquina que produz umidade e água sem consumir energia elétrica. Além disso essa máquina também refrigera o ambiente, diminui a temperatura do ambiente, melhora a sensação térmica no ambiente e, novamente, sem consumir energia elétrica. Vocês querem saber qual tecnologia maravilhosa é essa? Pois eu digo então. Essa maravilhosa tecnologia, planejada por um grande engenheiro, é que está na imagem abaixo:


Vamos começar a investir mais e se preocupar mais com essa máquina?

E por falar em seca, encontrei esse ótimo vídeo que o Pirulla fez falando sobre esse problema e porque ele está acontecendo:

Pois é. No meio de tanto sofativismo, mimimi, blablablá, choradeira e demais merdas que caracterizam os vlogueiros e vlogs brasileiros, eis que a gente acha alguns diamantes. Muito bom o vídeo, Pirulla.

E eis aí um problema que político nenhum vai combater. O crescimento populacional. Afinal de contas, o bebezinho que nasce hoje, será eleitor amanhã.

E, conforme o meu último texto, caso o volume morto do Cantareira acabe, não poderão usar nem a bacia do São Francisco e nem a bacia do Amazonas.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST