Pesquisar este blog

E não é que o ativismo de sofá, enfim e de uma vez por todas, teve um resultado.

Durante os últimos 3 ou 4 anos a Internet foi inundada por uma série de revoluções de sofá. Boa parte dessas revoluções de sofá eram contra políticos. Sejam deputados, senadores, prefeitos, governadores e até mesmo a presidente.

E dentre algumas dessas revoluções de sofá, algumas tiveram bastante destaque, que foram essas abaixo:

#ForaBolsonaro:

Oi Godwin. Você por aqui? Como vai a família?

#ForaAlckmin:


#ForaCollor:

Sim, os revolucionários de sofá ressuscitaram esse tipo de coisa.

#ForaMarcoFeliciano:


E não poderia deixar de faltar, #ForaRenan:


Eu sempre disse por essa série de tubos que ativismo de sofá era algo idiota, sem sentido, inútil e sempre zombei dessas revoluções de sofá e de seus participantes. Mas depois do que aconteceu nesse dia, permita-me mudar o meu ponto de vista. Eu dizia que ativismo de sofá era algo inútil e que não surtia efeito. Dizia. Passado. Pretérito imperfeito. Estou equivocado. Essas revoluções de sofá tiveram resultado sim. E o resultado foi que todos os alvos dessas revoluções de sofá foram reeleitos. Todos.

Aliás, não só foram reeleitos como tiveram uma votação impressionante. Não acredita em mim? Ora, não precisa acreditar cegamente em mim, vejam por si mesmos com seus olhinhos de noite serena:





Pois é. Eleitos e reeleitos com votações acachapantes. Era mais do que óbvio que isso aconteceria. Só um completo cretino acha que dá para fazer uma revolução na política da cidade, estado ou país sem levantar a porra da bunda da cadeira, ou então sentados numa cadeira de praia e tomando água de coco a beira mar. E só completos cretinos que passam tempo demais na Internet acham que, sem a Internet, a primavera árabe jamais teria acontecido.

Como? Esqueci do #ForaRenan? Pois é. Esqueci mesmo. Renan Calheiros não se candidatou a nada nesse ano, mas o filho dele foi candidato ao governo de Alagoas e olha só:


Eis aí os resultados meus prezados sofativistas. Vocês acham que vão mudar e revolucionar a política do país e além disso também vão mudar o mundo, porém sequer conseguem fazer com que um político ruim não seja eleito. Ou reeleito.

Certamente depois desse texto virão um monte de sofativistas chorosos que dirão que eu abuso da Schadenfreude (o que é a mais absoluta verdade. Eu me divirto muito quando sofativistas se fodem e jamais me canso disso), citarão a frase de Schopenhauer que diz que é humano sentir inveja mas é diabólico deleitar-se com a Schadenfreude, perguntarão o que foi que eu fiz (a falácia do Tu quoque, pois afinal de contas, sofativistas adoram usar falácias. Mas de qualquer forma, darei a resposta. Fiz a mesma coisa que esse pessoal: Nada) e dirão que é melhor isso do que nada, que pior que ativista de sofá é aquele que critica e não faz nada, que ativista de sofá pode ser bundão mas o crítico é um reacionário de sofá e um cuzão e certamente vão me xingar muito na área de comentários. E quer saber? Podem chorar e me xingar a vontade. O choro é livre. E os xingamentos também. Só peço que sejam criativos.
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST