Pesquisar este blog

VIVA!!!!! Estacionamento gratuito em shopping por força da lei!! Ou não...

Eu já disse algumas vezes pela Internet que eu tive a minha conta no Facebook bloqueada. E também sempre disse que eu jamais ficaria tão grato por ter recebido um block de onde quer que fosse. Graças a esse block, percebi que dava importância demais para aquela porcaria e, meio que por causa disso, o Facebook ocupava tempo demais na minha vida e eu deixava de fazer outras coisas (até mesmo coisas importantes).

E com esse block também percebi que não precisava estar logado para acessar as insânias que saem daquele chiqueiro. Poderia acessar as porcarias que são publicadas naquela pocilga sem sequer ter uma conta.

E mesmo sem conta, consegui ter acesso a essa preciosidade abaixo (se você tocar nela, ela cresce):


Como de costume, mais uma pérola do sofativismo publicada por sofativistas do Facebook numa página sofativista dessa rede social. O diferente dessa história é que pediu que fosse compartilhada "apenas" 100 mil vezes (e até segunda-feira. Sabe-se lá porque porra de motivo) ao invés dos tradicionais 1 milhão de compartilhamentos, porém conseguiu "apenas" e "tão somente" 3326 compartilhamentos (o que não é pouca coisa. E mostra como tem gente burra e desocupada por aí. Puta que pariu).

Há alguma coisa de errado com essa história? Bah!! Claro que tem. Vocês acham que se não tivesse algo de errado com a história eu escreveria um texto? Mais uma vez vou dar (opa!) uma de Boatos.org, E-Farsas e QuatroCantos e analisar um boato de Internet.

Primeiramente que a criaturinha aí confundiu alhos com bugalhos e fez uma senhora lambança. Não existe e nunca existiu lei alguma (seja federal, estadual ou municipal) de número 1209 do ano da graça de 2004 obrigando os Shoppings a fornecer estacionamento de graça. O que existe, e realmente isso existiu, foi um projeto de lei com essa numeração apresentado na ALERJ (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) pelo deputado Gilberto Palmares que propunha isso.

Vocês já estão imaginando que esse projeto de lei foi de encontro a algum interesse corporativista, não foi aprovado e acabou indo parar na gaveta, certo?

Errado. Esse projeto foi aprovado (até que com certa rapidez) e virou lei. Era a lei estadual 4541/2005, que valia apenas para o estado do Rio de Janeiro.

Era? Valia? Como assim, "era" e "valia", no passado?

É isso mesmo. Valia. Passado. Pretérito imperfeito, aquele tempo verbal que diz que algo ocorrido no passado foi interrompido. Pois é, não vale mais. E o que interrompeu foi uma declaração de inconstitucionalidade, feita em 2007, que revogou a lei. Portanto essa lei não vale, não tem essa de estacionamento gratuito e Shoppings podem sim cobrar pelo estacionamento.
"Quibessurdo isso!!!!! Isso é uma afronta. Esses Shoppings só pensam em dinheiro. O Ministério Público só pode ter sido comprado pelos Shoppings. Temos que derrubar esse abessurdo, certo?"
Errado novamente. Nessa história eu fico do lado dos Shoppings. O estacionamento do Shopping é uma propriedade privada (teve gente que se arrepiou e congelou a espinha quando eu disse essa expressão) pertencente ao Shopping (dã!!!) e o Shopping pode fazer o que quiser e o que bem entender com aquela área. Inclusive cobrar uma taxa para que usufruam daquele espaço.

Até mesmo porque cuidar, manter e vigiar o espaço do estacionamento tem custo. Assim, é mais um ponto a favor de que os Shoppings possam cobrar para que usem daquele espaço.

Querer impor gratuidade por força da lei? Não existe almoço grátis. Os custos para manter, cuidar e vigiar o estacionamento ainda vão continuar e terão de ser repassados. Esse custo vai ser repassado para o Shopping, que vai repassar para os comerciantes, que vai repassar para as mercadorias e no frigir dos ovos, com estacionamento gratuito, vão pagar por ele tanto quem foi de carro e estacionou dentro do Shopping, como quem foi de carro mas estacionou do lado de fora, como quem foi ao Shopping a pé ou de ônibus. Eu não sei o que você pensa disso, mas a mim isso não parece muito justo. Parece até aquela história de querer que todo estabelecimento comercial seja obrigado por lei a instalar wi-fi na faixa. Vai acontecer a mesmíssima coisa, o wi-fi terá um custo e esse custo será repassado e no fim vão pagar pelo wi-fi tanto quem usou a rede como quem não a usou. Isso também não me parece justo.

E tem mais uma coisa que faz com que eu fique a favor dos Shoppings, que é o onipresente mimimi. Quem ficou puto com essa história é gente que vai para o Shopping gastar dinheiro para caramba. Vai fazer compras que ficam em R$ 200,00 ou R$ 300,00 ou mais que isso, mas regateiam R$ 4,00 ou R$ 5,00 na hora de pagar o estacionamento? O lanche que esse pessoal come lá dentro ou o cinema que eles vão lá assistir custam bem mais que isso, mas fazem questão de regatear R$ 4,00 ou R$ 5,00 na hora de pagar o estacionamento.

Tem até alguns que são mais rebeldezinhos e propõem um boicote aos estacionamentos do Shoppings. Tudo bem, a pessoa tem todo o direito de boicotar o que ela quiser (isso quando ela tem oportunidade de fazer boicote, mas isso será assunto de um outro texto). Mas, olhando o perfil do rebeldezinho leite com pera que propôs esse ato de desobediência civil, eu duvido que o mancebo queira se desfazer da sua caixa metálica com ar condicionado e banco confortável e ir ao Shopping a pé, de ônibus, metrô ou bicicleta.

E eu falei no comecinho do texto que eu ia dar uma de Boatos.orgE-Farsas e QuatroCantos e analisar um boato de Internet, mas um deles fez uma análise dessa história. Foi o primeiro e a análise que ele fez pode ser lida aqui.

Como disse uma pessoa que não levou a sério essa bobajada de estacionamento gratuito em Shoppings. Vocês querem estacionamento gratuito? Deixem o carro na garagem de casa.

E para terminar, só citar o quanto as pessoas andam bem informadas a respeito de uma história. Um acontecimento que teve começo, meio e, principalmente, fim há quase 10 anos e eis que algumas pessoas decidiram ressuscitá-lo? Pareço um velho rabugento quando digo essa frase mas não tem como não evitar de dizer: Viva a era e a sociedade da (des)informação. As pessoas estão mais bem informadas por conta da Internet e, principalmente, por conta das redes sociais? Pois sim. A gente vê. Acabamos de ver, aliás.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST