Pesquisar este blog

Também quero o meu companheiro - Parte 2.

Uma coisa que gosto de fazer quando estou sem ter o que fazer com tempo livre é relembrar e reler os textos que eu já escrevi. Um desses textos foi esse, a respeito da absurda e ridícula proposta feito por um grupo de pessoas que se autonomeiam e se autodeterminam "blogueiros progressistas" de sustentar os seus "blogs progressistas" com dinheiro público.

É um absurdo, não é mesmo? Usar dinheiro público para sustentar blogs? E o mais engraçado nessa história é que essa proposta foi feita por pessoas que criticam o fato do governo dar dinheiro em demasia (seja do próprio governo, seja das estatais) para veículos de comunicação (especialmente os grandes jornais, revistas e emissoras de rádio e televisão), crítica essa com a qual eu concordo, mas em compensação não se fazem nem um pouco de rogados de aceitar um dinheirinho público.

Eu achandova que esse evento foi algo isolado, mas vi que não. Deem só uma espiada no que eu encontrei:


Não são só os "blogueiros progressistas" de São Paulo, agora também tem os "blogueiros progressistas" querendo tirar uma lasquinha do dinheiro público pago pelos pagadores de impostos pernambucanos. E o negócio não ficou só na intenção. Foi criado um projeto de lei na ALEPE para isso. Por sorte existem políticos que pensam e uma deputada fez o mínimo que se podia esperar. Ficou contra essa medida ridícula. Entretanto, isso não parece ter abalado e ter feito os "blogueiros progressistas" pernambucanos esmorecerem. Tanto que essa projeto foi feito em 2014 e com a nova legislatura seria arquivado, porém, conseguiram desarquivar a proposta.

Mas teve uma outra coisa que me chamou a atenção no texto da imagem. Foi que algo muito parecido ocorreu no Rio Grande do Sul, O texto não disse qual era o número do projeto de lei, porém, curioso como sou, fui atrás dessa informação. E eis que encontrei o tal projeto de lei apresentado lá na ALRS. Fui ver e... NÃO ACREDITEI.


Isso mesmo. Lá no Rio Grande do Sul eles conseguiram! No Rio Grande do Sul, os parasitas "blogueiros progressistas" (quer dizer, vamos usar a nomenclatura correta. Não é "blogs progressistas", é "mídia alternativa") gaúchos agora são sustentados com o dinheiro pago pelos pagadores de impostos gaúchos. Até dou o número. É a lei 14541, de 2014.

Pois é. Essa "conquista" no Rio Grande do Sul, a tentativa em Pernambuco, a intenção em São Paulo. Esse pessoal não vai descansar enquanto todos não conseguirem arrancar um pouquinho de verba pública.

Isso mesmo. Todos. Pois alguns já estão abocanhando um pouco desse dinheiro. Seja de maneira velada, seja por baixo dos panos (aqui, aqui e aqui). Eis aí um tipo de site que se pode usar tranquilamente o AdBlock ou qualquer outro tipo de bloqueador de propaganda sem qualquer remorso. Aliás, acho até que esses blogueiros sequer ligam para isso. Afinal, ganhando milhares de reais de governos, por que se preocupar com a merreca que o AdSense rende?
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Onde me encontrar

Onde podem me encontrar

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST