Pesquisar este blog

Senhores economistas, peguem na minha e balança

Foi isso que eu disse quando li uma notícia (esta aqui ó) falando sobre a imensa quantidade de feriados que teremos em 2018 e o impacto negativo que essa imensa quantidade de feriados traria à economia, segundo estudos feitos por um bando de economistas formados pela Universidade Facebosta da Internet.

Segundo os nobres economistas formados pela referida universidade, a imensa quantidade de feriados do próximo ano (14, sendo que 12 deles podem ser prolongados) trariam um impacto econômico avassalador à economia da cidade, com ela "perdendo" R$ 1,4 bilhão, ou então R$ 1,5 bilhão, ou até mesmo R$ 2,1 bilhões (afinal, precisão é tudo na vida).

Como sempre, aquele antiquíssimo papinho bosta de que o país tem muitos feriados, que com esse monte de feriados o país perde dinheiro, empresários e economistas choram e blablablá blablablá whiskas sachê blablablá blablablá...


Primeiramente que... como assim perder dinheiro? A gente só perde dinheiro (na verdade, qualquer coisa) somente se algo estava lá. Como que os economistas sabiam a quantidade de dinheiro que se ia faturar nesses dias se não fossem os feriados? Economistas agora são videntes? De qualquer forma, gostaria de ver os cálculos usados pelos nobres economistas para que chegassem nesse impacto tão avassalador e crível.

Quanto aos empresários que também sentem o impacto tão gigantesco de tantos feriados e que também ficam de mimimi por conta disso, será que eles não sacaram que nesses dias as empresas que eles gerem não vão faturar tanto assim? Pela quantidade de mimimi deles eu acho que não e por causa disso não me surpreende o fato de que a maior parte das empresas brasileiras não passa do primeiro ano de vida.

Quanto a mim, o que tenho a dizer dessa quantidade enorme, imensa e absurda de feriados? ACHO ÓTIMO!!!!!!!! Serão muito bem vindo todos esses feriados. Trabalho pra caralho, não sigo aquela máxima retardada de trabalhar com que se ama mas gosto do que faço (e gosto ainda mais do salário que recebo no mês seguinte), apesar de ter que aturar gente idiota e gente que eu adoraria espancar se encontrasse por aí, mas tem momentos que a gente não está com muito pique e tem horas que tem que colocar a máquina para descansar e relaxar (o corpo e, principalmente a mente).

Se dependesse de economistas, empresários, empreendedores, funcionários cachorros ou funcionários padrões, não existiriam feriados, nem férias, nem sábado, nem domingo e funcionários (colaboradores é o cacete!!!) trabalhariam 24/7. Só acha ruim que se haja feriados e férias aquele pessoalzinho que não trabalha, não estuda e que as únicas coisas que fazem na vida são cagar, mijar e peidar.

Para terminar, assim como fiz no texto de seis anos atrás sobre o funcionário padrão, volto a fazer a mesma pergunta, afinal, perguntar não ofende. Para que serve economia e economistas? Se bem que economia, assim como sociologia, filosofia e antropologia são da área de humanas. Assim, creio que já esteja mais do que respondida a pergunta.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST