Pesquisar este blog

Foi dada a largada para o festival da schadenfreude 2018.

Hoje, 7 de maio de 2018, daqui a pouquinho, começa o período de inscrições de mais uma edição do festival da schadenfreude, edição 2018. Sim, senhoras e senhores, estou falando do ENEM, aquele exame que começou apenas como uma mostra de como a educação anda (para depois vir o PISA e mostrar como a educação realmente está - péssima) e que acabou se transformando numa forma de entrar no ensino superior, seja nas universidades públicas, seja nas universidades particulares.

Está dada a largada para que venham coisas maravilhosas, como gente reclamando da redação (redação de ENEM ou vestibulares é uma das coisas mais manjadas que há), com menos de 0,1% conseguindo ao menos 900 pontos (de 1000 pontos possíveis) e mais de 1% zerando a mesma. Ou gente reclamando dos loooooooooooooongos enunciados (de 8 a 10 linhas). Ou gente achando difícil pergunta sobre o que acontece quando o gelo derrete. Ou gente chutando as respostas pois não conseguiu descobrir a alternativa correta, quando muito das vezes a resposta está no enunciado da questão (pois o ENEM trabalha muito com linguagem e interpretação de texto. E como 92% da população é analfabeta ou semianalfabeta...).

Além disso também foi dada a largada para que youtubeiros políticos que acham que a pessoa tem todo o direito de dirigir embriagado ou de comentarista ateu e cético até os ossos que leu Memórias do Cárcere acusar a prova de fazer doutrinação esquerdista-marxista-stalinista-leninista-comunista-socialista-sindicalista-ateu-gay-satânica. Ou de pessoal leite com pera dizer que a prova só serve para humilhar o pobre coitado do estudante brasileiro, ou dizer que a prova é um esquemão para arrancar dinheiro do povo, ou dizer que, como tudo no Brasil, a prova é fraudada (quando o floquinho consegue êxito, aí não há fraude alguma), ou de dar qualquer outra desculpa para justificar a própria incompetência. Ou de mami fanfiqueira de facebosta lançar denúncia seríssima da semana™ dizendo que a floquinha tão inteligentinha da mamãe só leva ferro na prova pois os corretores ficam de perseguição por conta das opiniões da floquinha ou da mami da floquinha nas rediçossiaus (afinal é perfeitamente factível o INEP ficar monitorando as opiniões de milhões de pessoas nas rediçossiaus. Vai dizer que não). Ou de pessoal chegar atrasado, arranjar um monte de desculpas (trânsito, transporte público, tempo, local longe demais, local desconhecido, local foi divulgado em cima do tempo - ao menos duas semanas de antecedência) e virar alvo de zombaria. Ou de jornaleiro lacrador filho duma puta dizer que quem se diverte com os atrasildos deveria organizar um sopão para os pobres (e usar fanfic), sendo que o jornaleiro lacrador filho duma puta jamais levantou a bunda dele para fazer o que quer que seja. Ou de perguntarem ao jornaleiro lacrador filho da puta quantas vezes ele fez algo do tipo (e depois ser bloqueado pelo mesmo).

E também foi dada a largada para a demonstração de como brasileiro não sabe (e não dá a mínima) para a matemática. Numa edição anterior, foram mais de 8 milhões de inscrições num período de 10 dias. Fazendo aqui as contas, tem-se que 1 dia tem 86400 segundo. Logo, 10 dias têm 864 mil segundos. Dividindo 8 milhões de inscrições por 864 mil segundos dá uma média de 9,26 inscrições por segundo. Vamos arredondar para 10.

Então temos 10 inscrições por segundo. Mas eu duvido que haja 10 inscrições por segundo as 00:45 de uma segunda-feira, ou as 03:30 de uma quarta, ou as 23:15 de um sábado. Esses horários que não vão ter gente se inscrevendo será compensado pelos horários de pico, com 50, 100 inscrições por segundo ou mais que isso. Que servidor que aguenta tanto acesso assim? É praticamente um ataque de DDoS.

E o melhor de tudo. Foi dada a largada para que o Maurício Ricardo faça mais charges do aluno burrinho que só se fode na prova e, após cruzar a faixa final, para que o André faça mais um vídeo sobre os resultados - desastrosos - do ENEM.

De qualquer forma, foi dada a largada.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST