Pesquisar este blog

Tchau Twitter, foi bom enquanto durou, mas já deu.

Sim, é isso que vocês estão vendo. Uso o Opera.

Essa era uma decisão que eu matutei nos últimos dois meses. Será que eu ainda manteria minha conta no Twitter ou daria cabo dela de uma vez por todas já que eu só perdia tempo e não me acrescentava nada aquela bosta. Bom, só por essa última frase vocês já sabem o que eu decidi fazer nessa semana. E decidi fazer por duas grandes razões.

A primeira é que, não tem jeito, por mais que eu tente ser sociável eu não consigo. Sou um antissocial de carteirinha. A misantropia corre em minhas veias. Não gosto de interagir com as pessoas. Só interajo no trabalho por pura obrigação. E essa primeira razão ganhou mais força por conta da segunda razão.

E a segunda razão foi que, fui perceber só muito tempo depois, que eu seguia um bando de idiotas. Essa que é a verdade. Infelizmente as pessoas que tiveram o privilégio de que as seguisse se mostraram grandíssimas idiotas, que na sua área de trabalho mostram-se que são muito boas, mas saiu daí (especialmente quando falam de política. Por que não estou surpreso com isso?), só falam bosta. É o efeito Dunning-Krugger em ação. E depois os twitteiros falam de quem tem conta no facebosta (não que usuários do facebosta não sejam um bando de ignorantes, mas quem é tuiteiro para falar disso?).

Além disso, até mesmo o Twitter virou uma praça de mendigos. Não basta blog, youtubeiros, podcasteiros e jornaleiros pedirem esmolas, também tem tuiteiros pedindo esmolas com aquelas merdas de Patreon, Padrim, Apoia.se e outras plataformas para mendigagem? Eu não suporto mendigos.

Aliás, por falar em mendigos, uma coisa que eu percebi é que você pode chamar um produtor de conteúdo de filho da puta. Pode chamar tranquilamente que ele não liga. Você só não pode fazer essas três coisas:
  • Falar que ele publica só notícias falsas.
  • Falar que ele é um mendigo.
  • Falar que, com o AdSense pagando cada vez menos, ele vai ter que trabalhar como chapeiro.
Diga uma dessas três coisas que você ganha um block na hora. É batata.

Sem contar que, esperava-se que, com as redes sociais, as celebridades sairiam de seus pedestais de mármore e juntar-se-iam aos meros mortais. Não aconteceu isso. Não só não aconteceu isso, como as celebridades da Internet (e neste exato momento estou fazendo uma força sobre-humana para não cair na gargalhada ao ter dito essa expressão) agora acham que são estrelinhas e que estão num pedestal de mármore. O que eu vejo de gente se humilhando para ter um pouco de atenção dessas estrelinhas. É mediocridade demais para o meu gosto, fico de estômago embrulhado.

Foi por causa de tudo isso. Pura e simplesmente. Não se trata de hacker russo que apaga tweets e contas aleatórias, nem de lacrador recém convertido querendo apagar seu passado afrodescendente de branco piroco opressor (desculpa por usar essa novilíngua débil mental. Juro que isso não acontecerá mais aqui no Blog), nem de retardada idiota que decidiu caluniar uma pessoa ao acaso porque estava puta da vida e sem ter o que fazer e acabou tomando na tarraqueta pois levou o processinho, nem de neguinho que disse merdas cabeludíssimas e escabrosíssimas e pediu uma ajuda a funcionários do Ministério da Verdade para apagar o passado com medo de perder os patrocínios. Em relação a este último, eu não preciso fazer isso mesmo pois eu estudei. Eu trabalho. Eu tenho emprego.

Apesar de tudo isso, fico muito feliz de, durante a minha estada no Twitter, ter sido bloqueado pelo Olavo de Carvalho (que é concidadão meu. Desculpa mundo). Parece que o "polemista" (como li certa vez num cretino por aí) não gosta quando os outros zombam das bobagens que ele fala, como é o habitual com qualquer criticuzinho. Além disso, também fui bloqueado por um certo youtubeiro roqueiro metaleiro cristão haut comme trois pommes por ter dito a ele que, com o Adpocalipse, ele teria que trabalhar no Burger King. E são dois blocks que eu sofri da qual eu tenho muito orgulho.

Quem duvidar do que eu disse, Archive.org está aí para isso. Se bem que eu era tão insignificante que creio eu que ninguém vai querer perder tempo fazendo isso (pelo que pude ver, até agora ninguém notou minha ausência). As vezes é bom ser um Zé Ninguém na Internet.

E aos ignóbeis que eu seguia, continuem chafurdando em seu chiqueiro de ignorância e boçalidade. Eu caí fora. Tanto que até apaguei a senha do Twitter que eu tinha armazenada no KeePass. Eu é que não vou agir como um idiota na terra dos idiotas. Deixo isso para os outros, quem têm mais experiência nessa função.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST